Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 22 de setembro de 2020 - 7h28
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 286 - 1 a 7 de dezembro de 2004
 
• Era Muromachi (parte 2)
A era dos países em guerra
Sucessão ao trono de xogum deu início à Revolta de Onin, que levou o Japão a um período de mais de cem anos de intermináveis batalhas
 


PREJUÍZO - Saldo da Revolta de Onin deixou a cidade de Quioto em cinzas

 

Arquivo NippoBrasil

Quando Yoshimitsu, o terceiro xogum do clã Ashikaga, instalou-se em Quioto, no início da Era Muromachi, o Japão conheceu relativa paz e prosperidade, quebrados pela Revolta de Onin, que promoveu o surgimento dos sengoku daimiôs, literalmente, os senhores feudais dos países em guerra, que conquistaram o poder através da força, levando o Japão a mais de cem anos de intermináveis batalhas.

A Revolta de Onin (1467~1477)
A sucessão ao trono de xogum (supremo comandante dos samurais) foi o motivo da Revolta de Onin. Hino Tomiko (1440~1496), esposa do oitavo xogum, Ashikaga Yoshimasa (1436~1490), queria que seu filho Yoshihisa (1465~1489) fosse o ocupante do trono. Para isso, ela pediu ajuda ao shugo daimiô (comandante de segurança nacional) Yamana Mochitoyo, mais tarde, monge Sôzen (1404~1473).

No entanto, Yoshimasa já havia designado seu irmão Yoshimi (1439~1491) como seu sucessor, já que seu filho primogênito havia falecido ainda criança, e o casal não tinha filhos há mais de dez anos. Porém, logo após Yoshimi ser designado sucessor, Tomiko engravidou e deu à luz um menino. Yoshimasa pediu ajuda a Hosokawa Katsumoto (1430~1473) – até então kanrei (espécie de primeiro-ministro) –para manter seu irmão como sucessor. Este conflito serviu como pretexto para que os dois grandes senhores feudais medissem forças pela conquista de maiores poderes.

O saldo da Revolta de Onin paraQuioto foi péssimo, pois a cidade ficou em cinzas. Os dois líderes, Sôzen e Katsumoto, morreram por motivo de doença. Hino Tomiko, porém, enriqueceu durante a guerra, emprestando dinheiro aos senhores feudais mediante cobrança de juros. Além disso, a vontade da esposa de Yoshimasa prevaleceu, e seu filho Yoshihisa tornou-se o nono xogum do clã Ashikaga.

Hino Tomiko (1440~1496)
Filha de nobres, Tomiko casou-se com o xogum Ashikaga Yoshimasa aos 16 anos. Yoshimasa, então com 21 anos, já tinha várias concubinas e filhos.

Tomiko é conhecida como uma das vilãs da história do Japão, por ter causado a Revolta de Onin, fato que levou o arquipélago a uma guerra de mais de cem anos, até a unificação do país, conseguida por Oda Nobunaga e Toyotomi Hideyoshi. A esposa de Yoshimasa não só foi uma das principais responsáveis pelo incidente de Onin, como também praticou agiotagem com daimiôs que vinham a Quioto participar da revolta, e criou o imposto de trânsito para pessoas e produtos que entravam na capital. O imposto, uma medida abusiva, foi abandonado após a rebelião de camponeses, transportadores e comerciantes.

Apesar de sua fama e de suas atitudes polêmicas, Tomiko foi uma mulher forte e culta, que com sua fortuna sustentou a arte que floresceu nessa era e que perdura até os dias atuais. Embora tenha tido participação marcante no cenário político japonês, como mulher, Tomiko foi muito infeliz. Seu casamento não foi bem-sucedido e também não teve sorte com os filhos. Seu primogênito faleceu ainda criança; o segundo filho, Yoshihisa, não foi bom nem como filho nem como político, mesmo com todos os esforços que Tomiko empreendeu para torná-lo xogum; o terceiro filho, a quem ela amou e depositou grandes esperanças, faleceu aos 16 anos. Mesmo Yoshihisa, com quem Tomiko não tinha boas relações, faleceu aos 25 anos.

Aos 56 anos, Tomiko faleceu, seis anos após a morte de seu marido Yoshimasa, e depois de participar da sucessão do décimo xogum, Yoshiki, filho de Yoshimi.

Sengoku-jidai – A era dos países em guerra (1467~1573)
Enquanto os senhores feudais (shugo daimiô) lutavam em Quioto, seus vassalos, que ficaram nos seus feudos, usurparam o poder, dando início a uma guerra entre os mais fortes para tentar a conquista do domínio do Japão suplantando seus superiores, ou traindo os amigos e parentes para adquirir mais poder e terras. Esses novos ascendentes eram chamados de sengoku daimiôs. Eles construíam castelos no alto da montanha, onde poderiam ter boa visibilidade em caso de ataque inimigo, mas normalmente moravam em casarões construídos na parte plana, no sopé da montanha, em torno do qual surgiram cidades.

Dentre esses sengoku daimiô, destaca-se Oda Nobunaga de Owari (província de Aichi), um grande e frio estrategista, que destruiu um a um os seus inimigos, chegando ao cúmulo de mandar incendiar o Templo Enryaku-ji, por seus monges terem desobedecido às suas ordens.

Em 1573, Nobunaga expulsou o décimo quinto xogum, Ashikaga Yoshiaki (1537~1597), de Quioto, encerrando dessa forma a Era Muromachi.

A chegada dos portugueses ao Japão
Os países da península ibérica, Portugal e Espanha, viviam uma época de grande expansão marítima, com o navegador português Vasco da Gama chegando à India em 1498, contornando o continente africano; Cristóvão Colombo descobrindo a América em 1492, financiado pela Espanha; e o navegador português Fernão de Magalhães chegando ao Oriente atravessando o Oceano Atlântico, contornando a América do Sul e atravessando o estreito que hoje leva o seu nome, para atingir o Oceano Pacífico. Por fim, Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil em 1500.

Quarenta e três anos após o descobrimento do Brasil, em 1543, os portugueses chegaram à Ilha de Tane-ga-shima, ao sul da Ilha de Kyushu, levados pela tempestade. Eles foram os primeiros ocidentais que os japoneses conheceram. Nessa ocasião, os ocidentais transmitiram conhecimentos sobre armas de fogo como a espingarda aos japoneses. Como o arquipélago estava em guerra, esse novo recurso propagou-se rapidamente pelo país. Com o tempo, a espingarda passou a ser fabricada nas cidades de Sakai (província de Osaka) e Kunitomo (província de Shiga), pois os custos para sua importação eram muito altos.

Coincidentemente, em 1549, no mesmo ano em que o jesuíta Manuel da Nóbrega chegou à Bahia, o também jesuíta Francisco Xavier chegou em Kagoshima, Ilha de Kyushu, para difundir o cristianismo. Muitos outros religiosos chegaram ao Japão, conseguindo converter até mesmo alguns daimiôs ao cristianismo.

 
História do Japão
Arquivo Nippo - Edição 288
Era Muromachi (parte 2) - A era dos países em guerra
Arquivo Nippo - Edição 286
Era Muromachi (parte 1) - Era de duas cortes e “Restauração Kenmu”
Arquivo Nippo - Edição 284
Era Kamakura (parte 4) - Novo budismo em Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 282
Era Kamakura (parte 3) - Habitações da cidade medieval de Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 280
Era Kamakura (parte 2) - Yoshitsune, Benkei e Shizuka-gozen
Arquivo Nippo - Edição 278
Era Kamakura (parte 1) - Consolidação da política dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 276
Era Heian - Parte 4
Era Heian e o budismo
Arquivo Nippo - Edição 274
Era Heian - Parte 3
Hiragana e a literatura
Arquivo Nippo - Edição 272
Era Heian - Parte 2
O surgimento dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 270
Era Heian - Parte 1
Os grandes latifúndios
Arquivo Nippo - Edição 268
Era Nara - Parte 2
O despontar das literaturas
Arquivo Nippo - Edição 266
Era Nara - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 264
Príncipe Shôtoku
Arquivo Nippo - Edição 262
Era Asuka
Arquivo Nippo - Edição 260
Era Kofun - Tumbas: símbolos de poder
Arquivo Nippo - Edição 258
Rainha Himiko
A lendária rainha de Yamatai
Arquivo Nippo - Edição 256
Era Yayoi - Desenvolvimento japonês
Arquivo Nippo - Edição 254
A criação do mundo segundo a mitologia japonesa
Arquivo Nippo - Edição 252
O Alvorecer do Japão
Arquivo Nippo - Edição 250
Cronologia: As eras no Japão
Mitologia
Arquivo Nippo - Edição 106
Jinmu Tenno - O Primeiro Imperador do Japão - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 105
Jinmu Tenno - O Primeiro Imperador do Japão - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 96
Caminhar sobre as águas
Arquivo Nippo - Edição 95
Verão: Ode à Hototoguissu
Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 94
Verão: Ode à Hototoguissu
Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 96
Haruyama e Akiyama
Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 95
Haruyama e Akiyama
Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 94
Haruyama e Akiyama
Prólogo
Arquivo Nippo - Edição 93
O chapéu ouvidor
Arquivo Nippo - Edição 92
A flor da honestidade
Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 91
A flor da honestidade
Parte 1


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados