Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Segunda-feira, 02 de agosto de 2021 - 21h19
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 

Desprezadas, piranhas superlotam o Tietê

Pescadores recomendam consumir piranha. Fama dela ser afrodisíaca vira folclore na região de Araçatuba, interior de São Paulo


PRAZER - Suzuki, campeão de pesca da piranha: “maioria dos pescadores a joga fora”

 

Arquivo NB / Antônio José do Carmo*

As piranhas são peixes predadores que tiveram a população aumentada com o represamento do Rio Tietê, na região Alta Noroeste Paulista. Para Yonekazo Suzuki, que há mais de 40 anos pratica a pesca amadora no Lago de Três Irmãos, em Araçatuba, o equilíbrio das espécies no Tietê poderia ser melhor se a população consumisse a piranha na culinária doméstica ou empresarial.

Com baixo valor comercial, a espécie acaba sendo preservada dentro d água, gerando problemas para o equilíbrio ecológico e para o turismo. De dentes bem afiados, causam pequenas mutilações na hora de serem retiradas do anzol, ou quando atacam banhistas nas praias artificiais. Ninguém levou mais de uma mordida, mas os empresários do setor de turismo tentam minimizar os efeitos para não causar prejuízo na atividade.

Na prática, Suzuki admite que tudo não passa de preconceito e falta de hábito para o consumo da piranha. “A maioria dos pescadores joga o peixe de volta para o lago, aumentando assim os cardumes predadores que se alimentam de peixes de outras espécies, como o pacu e até o tucunaré, voraz destruidor introduzido no lago”, afirma.

No lago da hidrelétrica de Três Irmãos, com mais de 100 km de extensão por até 8 km de largura, as piranhas estão por quase toda parte. Nas proximidades da margem e nas praias onde o solo está a menos de 1 metro da superfície, ou no centro do lago com até 60 metros de profundidade, elas podem ser capturadas em grandes quantidades. Ao contrário da espécie que ocorre no Pantanal, que é pequena, de cor preta, pesando menos de 150 gramas, as piranhas do Rio Tietê são da cor cinza e pesam até 3 kg. Uma grande quantidade é capturada em torno dos 500 gramas.

Suzuki é campeão de pesca dessa espécie na cidade de Araçatuba, onde até dois anos atrás se promovia uma maratona ecológica para o equilíbrio ambiental, convidando os pescadores amadores e profissionais para uma grande competição de pesca da piranha. Eram reunidos mais de 150 barcos por ano, onde o principal objetivo era retirar as piranhas do lago. Em cada campeonato eram fisgados mais de 200 kg de piranhas. Os peixes foram consumidos por entidades assistenciais.

(*Especial para o NB)


Arquivo NippoBrasil - Edição 253 - 14 a 20 de abril de 2004
 Arquivo - Pesca
Desprezadas, piranhas superlotam o Tietê
Descoberta nova espécie de peixe no MS
O tão amado e tão odiado Black Bass...
Tucunaré, peixe de qualquer época nos lagos hidrelétricos do interior de SP
De encontro aos peixes gigantes...
Pesca e stress
Sinta a esportividade do Tucunaré em Panorama
Numa pescaria, o que vale é a AMIZADE...
Marlin-azul tem a primeira marcação eletrônica do Brasil
Conheça os peixes Apapá e o Pampo
Tucunaré, problema ou solução?
Dicas de Pescador
História de pescador
Mulheres na pesca - Sorte ou azar?
As estrelas do inverno
Mulheres nos pesque-pagues
Tambacus, brigadores indiscutíveis
Pescarias nos pesque-pague
Em busca dos tucunarés gigantes
Alto-mar: uma pescaria fascinante
Confira alguns nós mais utilizados nas pescarias
Embarcar numa excursão de pesca vale a pena?
Peixes de água doce
Cuidado com os peixes venenosos
Serviços diferenciais unem hotéis, pousadas e boas pescarias
Lições de pesca: um hobby que pode ser muito interessante
 Dicas
Dicas para pescaria
Dicas de pescador
Tralhas para pescar cabeçudas
Pescarias de inverno
Como fisgar Tucunarés com iscas artificiais
Dicas de Pescador
Equipamentos
Rabicho ou chicote
Molinetes
Em Serra da Mesa, grandes tucunarés
Bóias: Conheça alguns modelos principais e suas características
Linhas de pesca
Iscas naturais para uma boa pescaria
Iscas de fundo e metálicas
Iscas artificiais: pesca mais dinâmica
Como escolher a melhor vara de pesca?
Anzol: você sabe exatamente
como usá-lo?
A pesca de arremesso em praia
Saiba como manusear carretilhas
Seis dicas básicas para manter seu equipamento em ordem
Carretilhas x Molinetes
 
Mande a foto de sua pescaria. Logo teremos uma nova seção com as fotos de todos nossos pescadores.
E-mail: pesca@nippo.com.br


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados