Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Domingo, 26 de março de 2017 - 6h13
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 273 - 1 a 7 de setembro de 2004
Natto

A origem real do itohikinatto é um mistério, mas os primeiros registros datam de 1050
 

(Fotos: Fernando Takahashi)


O menos conhecido e o mais antigo tipo de natto é chamado de tonatto, ou shio kara natto, resultado da fermentação da soja cozida com o fermento do arroz cozido

Uma descrição aproximada do natto é: grãos de soja fermentados que puxam fio, de cheiro acentuado e aspecto gosmento. O itohikinatto (natto que puxa fio) é o mais difundido atualmente e tem sua origem na fermentação da soja cozida produzida no Japão. O fermento que age neste processo, nattokin, é obtido pelo contato da palha com a soja cozida.

A origem real do itohikinatto é um mistério. Na Era Yayoi (200 a.C. ~ 200 d.C.), com o início da produção de arroz, o Japão possuía um ambiente propício para o surgimento do natto, já que as casas deste período tinham seu assoalho forrado de palha. Se ali fosse espalhado um pouco de soja cozida, a alta temperatura e a grande umidade encarregariam-se de iniciar o processo de fermentação, dando origem ao natto. Entretanto, os primeiros registros deste alimento datam de 1050.

O menos conhecido e, segundo historiadores, o mais antigo tipo de natto é chamado de tonatto, ou shio kara natto, resultado da fermentação da soja cozida com o fermento do arroz cozido (kojikin). Este tipo de natto não puxa fio.

Na China, armazenava-se a soja previamente salgada. Com sua fermentação, obtinha-se um produto semelhante ao tonatto chamado shi, que chegou ao Japão com o budismo e era conhecido e usado entre o clero e a nobreza como um tempero de luxo, como acompanhamento do chá ou como remédio.

Item básico na alimentação do povo japonês, o natto é imprescindível no café-da-manhã de hotéis e pousadas. Com ácido linoléico, substância que desintegra o colesterol, o natto é um grande aliado da longevidade, trazendo, além disso, outros benefícios, como:

• Prevenção do enfarte do miocárdio, do derrame cerebral, da esclerose, da osteoporose e do câncer.

• Fortalecimento do sistema imunológico.

• Aceleração do processo digestivo e regulação do funcionamento do intestino.

• Apresentação de resultados positivos em tratamentos de beleza e em dietas.

• Suavização dos efeitos da menopausa.

 

Você sabia?


Como comer o natto
O natto pode ser consumido de diversas maneiras, o importante é misturá-lo bem, quanto mais misturar, mais saboroso ele fica. Segundo especialistas, o natto deve ser misturado pelo menos cem vezes. Aqui vão algumas sugestões:

• Derramar sobre o arroz cozido uma mistura de natto, shoyu, ovo e cebolinha devidamente misturados.

• Picar bem e misturar no missoshiru (sopa de missô).

• Rechear o temaki sushi.


Curiosidades

• Existe no Japão uma lenda na qual o príncipe Shôtoku (574-622) – responsável pelo crescimento do budismo no território japonês e autor da primeira constituição do arquipélago –, numa de suas viagens, alimentou o seu cavalo com soja cozida, guardou o restante num recipiente feito de palha e pendurou-o numa árvore. Dias depois, alguns aldeões encontraram o recipiente e, ao abri-lo, descobriram que a soja estava coberta de uma película esbranquiçada. Quando a provaram, constataram que era saborosa. Desde então, os habitantes desta região começaram a produzir esse alimento em grande quantidade.

• Amanatto (natto adocicado) – Apesar do nome, este doce não é preparado com a soja, mas com outros grãos como o azuki e o feijão branco, que são cozidos, depois apurados numa calda à base de açúcar e mel e polvilhados com açúcar.

História da Culinária
Arquivo Nippo - Edição 289
Moti
Arquivo Nippo - Edição 287
Soba
Arquivo Nippo - Edição 285
Menrui-Udon
Arquivo Nippo - Edição 283
Donburimono
Arquivo Nippo - Edição 281
Sekihan
Arquivo Nippo - Edição 279
Onigiri
Arquivo Nippo - Edição 277
Arroz
Arquivo Nippo - Edição 275
Missô
Arquivo Nippo - Edição 273
Natto
Arquivo Nippo - Edição 271
Tofu – O alimento ideal
Arquivo Nippo - Edição 269
Soja
Arquivo Nippo - Edição 267
Yosenabe
Arquivo Nippo - Edição 265
Shabu shabu
Arquivo Nippo - Edição 263
Sukiyaki
Arquivo Nippo - Edição 261
Nabemono (Caldeirada)
Arquivo Nippo - Edição 259
Sashimi - Segunda parte
Arquivo Nippo - Edição 257
Sashimi - Primeira parte
Arquivo Nippo - Edição 255
A história do inarizushi e chirashi
Arquivo Nippo - Edição 253
A história do makizushi
Arquivo Nippo - Edição 251
A história do nigirizushi
Arquivo Nippo - Edição 109
Ohagi e Monaka
Arquivo Nippo - Edição 107
Sembei
Arquivo Nippo - Edição 106
Anpan
Arquivo Nippo - Edição 105
Nagashi
Arquivo Nippo - Edição 104
Sakuramochi
Arquivo Nippo - Edição 102
Moti - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 101
Moti - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 76
Kinoko (Cogumelo)
Arquivo Nippo - Edição 50
Instant Lámen
Arquivo Nippo - Edição 18
Wagashi: os saborosos biscoitos e doces tradicionais japoneses
Arquivo Nippo - Edição 01
A lenda do linguado

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

94 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases