Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quarta-feira, 26 de abril de 2017 - 6h52
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 255 - 28 de abril a 4 de maio de 2004
 
Inarizushi e Chirashi

(Foto: Sati Kobashi/NB - Arquivo)

O que é inarizushi?
Inarizushi é um sushi em que se recheia com sushimeshi (arroz vinagrado) um pedaço de abura aguê (fatia de tôfu frito cortado ao meio em forma de “saquinho”). O Abura-aguê é cozido em um caldo contendo shoyu, saquê e açúcar. Dizem que esse tipo de sushi foi inventado em meados do século XIX na cidade de Nagóia, sendo considerado mais barato por não conter nenhum ingrediente especial.

Na região de Kanto (Tóquio e províncias vizinhas) o abura aguê, ou simplesmente o aguê, é cortado pela metade, sendo transformado em dois saquinhos de formato retangular. Eles são recheados com arroz branco simples e, às vezes, salpicado com gergelim, ou ainda misturado com brotos de juta. Por outro lado, na região de Kansai (região de Quioto - Osaka) o aguê é cortado na diagonal formando dois saquinhos triangulares, sendo recheados com gomokumeshi (arroz misturado com peixes e vegetais).

História

O que significa inari?
Segundo uma lenda, no início do século VIII, um nobre japonês teria lançado uma flecha em direção a um alvo que era um pedaço de mochi (uma espécie de bolinho de arroz). Esse por sua vez, teria se transformado num lindo cisne que voou em direção ao Monte Inari, situado em Quioto. Por causa desse acontecimento, teria sido construído na região um templo xintoísta dedicado à divindade, que foi chamada de Inari na cidade de Fushimi, província de Quioto. No início, a deusa Inari era considerada a protetora dos alimentos (ou da agricultura) e era venerada por agricultores.


TRADIÇÃO - Na região de Kanto o aguê é cortado no meio em formato retangular


COSTUME - Na região de Kansai, o aguê é cortado ao meio em formato triangular

Por que o abura-aguê?
Diante dos templos dedicados a Deusa Inari, costuma-se encontrar a figura de uma raposa sentada. Uma outra lenda diz que, por sincretismo, a raposa teria se fundido à imagem de uma deusa chamada Dakini, uma divindade feminina do budismo. Desde a antigüidade, a raposa sempre foi temida por ser um animal com poderes espirituais de possessão. Devido a esses poderes sobrenaturais, as raposas teriam se tornado mensageiras dos templos de Inari.

Acreditando-se que o abura-aguê seria o seu alimento predileto, as pessoas colocavam-no diante da estátua da raposa nos templos e faziam seus pedidos. Quando um pedido era atendido, como sinal de gratidão, ofertava-se um pequeno portal pintado de vermelho escarlate. Provavelmente com base nessas lendas, criou-se o termo Inarizushi.

 

Você sabia que:

Chirashi

Chama-se chirashi o prato feito com arroz vinagrado solto (não tem um formato específico) coberto com atum vermelho, peixes brancos, lula, polvo, salmão, camarão, omelete e folhas de nori picadas. É um prato agradável aos olhos, pois a variedade de ingredientes lhe empresta um visual colorido, composto pelos tons de vermelho, branco, rosa, amarelo que lembra um campo florido. Os preços variam de acordo com os ingredientes. Sem dúvida é um prato que satisfaz, pois numa porção individual servida em restaurantes, a quantidade de arroz normalmente equivale a cerca de duas tigelas e meia de arroz.


Curiosidade da história do Chirashizushi

Antigamente acreditava-se que as crianças que tinham menos de 7 anos eram filhas de Deus e não filhas do Homem e por isso poderiam ser “levadas” para o céu a qualquer momento. Assim, com o intuito de proteger a saúde dessas crianças, preparava-se um arroz misturado com vários ingredientes nutritivos, o que originou o Chirashizushi.

Dependendo da região do Japão, o Chirashi poderá receber outras denominações, tendo variações nos ingredientes. Em Tóquio, é conhecido como Edomaechirashi; em Osaka e Quioto, Barazushi; e na província de Ehime é servido o Tai (pargo) no soborozushi.

História da Culinária
Arquivo Nippo - Edição 289
Moti
Arquivo Nippo - Edição 287
Soba
Arquivo Nippo - Edição 285
Menrui-Udon
Arquivo Nippo - Edição 283
Donburimono
Arquivo Nippo - Edição 281
Sekihan
Arquivo Nippo - Edição 279
Onigiri
Arquivo Nippo - Edição 277
Arroz
Arquivo Nippo - Edição 275
Missô
Arquivo Nippo - Edição 273
Natto
Arquivo Nippo - Edição 271
Tofu – O alimento ideal
Arquivo Nippo - Edição 269
Soja
Arquivo Nippo - Edição 267
Yosenabe
Arquivo Nippo - Edição 265
Shabu shabu
Arquivo Nippo - Edição 263
Sukiyaki
Arquivo Nippo - Edição 261
Nabemono (Caldeirada)
Arquivo Nippo - Edição 259
Sashimi - Segunda parte
Arquivo Nippo - Edição 257
Sashimi - Primeira parte
Arquivo Nippo - Edição 255
A história do inarizushi e chirashi
Arquivo Nippo - Edição 253
A história do makizushi
Arquivo Nippo - Edição 251
A história do nigirizushi
Arquivo Nippo - Edição 109
Ohagi e Monaka
Arquivo Nippo - Edição 107
Sembei
Arquivo Nippo - Edição 106
Anpan
Arquivo Nippo - Edição 105
Nagashi
Arquivo Nippo - Edição 104
Sakuramochi
Arquivo Nippo - Edição 102
Moti - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 101
Moti - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 76
Kinoko (Cogumelo)
Arquivo Nippo - Edição 50
Instant Lámen
Arquivo Nippo - Edição 18
Wagashi: os saborosos biscoitos e doces tradicionais japoneses
Arquivo Nippo - Edição 01
A lenda do linguado

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

97 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases