Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 03 de julho de 2022 - 5h13
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
O bambu e a correnteza

Adaptação livre de Claudio Seto
(Texto e desenhos: Claudio Seto)

 

Havia um pintor japonês que era apaixonado por bambus porém não conseguiu retratá-los satisfatoriamente. Um dia foi a um templo zen em Kyoto procurar conselho de um mestre e este lhe disse:

-Se queres pintar um bambu, torna te também um bambu.

O pintor pensou, pensou e não conseguiu entender o que o mestre zen quis dizer com aquelas palavras. Como achou que era antiético voltar ao templo para perguntar o significado da frase, resolveu visitar um mosteiro da Zenchi-kyo (seita Zenchi) também em Kyoto. Lá chegando o pintor foi recebido pelo mago Shamon e perguntou a este, o significado da frase: “Se queres pintar um bambu, torna te também um bambu.”

O mago respondeu contando a seguinte história.

-Certa ocasião, um bêbado caiu acidentalmente nas terríveis corredeiras de um rio que levava a uma alta e perigosa cascata. Ninguém jamais tinha sobrevivido às correntezas daquele violento rio. Completamente embriagado o homem boiava sem saber direito o que estava acontecendo. Pelas margens as pessoas que viram o acidente, corriam acompanhando o corpo sendo arrastado, e tentavam chamar atenção do bêbado para alertá-lo do perigo que havia adiante. Mas, milagrosamente, ele saiu são e salvo, quando a própria correnteza o despejou na margem em uma curva do rio.

- As pessoas que testemunharam o trágico ocorrido e um final feliz, não entenderam como o homem tinha conseguido safar de um perigo mortal, sem sequer lutar para se salvar. Na verdade o homem se acomodou a água, não tentou lutar contra ela. Sem pensar, sem racionalizar, ele permitiu que a água o envolvesse. Mergulhando na correnteza, conseguiu sair dela. Assim foi como conseguiu sobreviver. Do mesmo modo, “se queres pintar um bambu, torna-te também um bambu”. Não lute com a tinta e o papel, deixe fluir.

 
Adaptação livre de Claudio Seto

Arquivo NippoBrasil - Edição 214 - 9 a 15 de julho de 2003
Lendas do Japão
Arquivo Nippo - Edição 330
Uri sennin
Arquivo Nippo - Edição 328
A moça e o pinheiro
Arquivo Nippo - Edição 326
Takarabashi, a ponte do tesouro
Arquivo Nippo - Edição 324
O guardião do tesouro
Arquivo Nippo - Edição 322
O Buda de madeira
Arquivo Nippo - Edição 320
O Tengu Azul e o Tengu Vermelho
Arquivo Nippo - Edição 318
O cúmulo da cortesia
Arquivo Nippo - Edição 316
O desejo de visitar o Grande Santuário de Ise e morrer
Arquivo Nippo - Edição 314
Hachizuke, o deus Inari
Arquivo Nippo - Edição 312
Kin no kamikazari
Arquivo Nippo - Edição 310
Shizuka-gozen e Sato Tadanobu - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 308
Shizuka-gozen e Sato Tadanobu - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 306
O incêndio de furisode
Arquivo Nippo - Edição 304
Um lírio de 33 flores
Arquivo Nippo - Edição 302
Ôoka Tadasuke e o caso do cheiro roubado
Arquivo Nippo - Edição 300
Zashiki Warashi
Arquivo Nippo - Edição 298
A Tartaruga e a Garça (Kame-san to Tsuru-san)
Arquivo Nippo - Edição 296
O Kozo e a Yamanbá
(parte final)
Arquivo Nippo - Edição 294
O Kozo e a Yamanbá
(parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 292
A história de Shiro (Parte final)
Arquivo Nippo - Edição 290
A história de Shiro (Parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 288
A bela mulher do desenho
(Parte Final)
Arquivo Nippo - Edição 286
A bela mulher do desenho
(Parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 284
A lenda do Nobre Galo
Arquivo Nippo - Edição 282
O rei das trutas iwana
Arquivo Nippo - Edição 280
O gato assombrado de Nabeshima
Arquivo Nippo - Edição 278
Tanokyu e a serpente gigante
Arquivo Nippo - Edição 276
Anchin e Kiyohime
Arquivo Nippo - Edição 274
O legendário Hidesato
Arquivo Nippo - Edição 272
A princesa Peônia
- Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 270
A princesa Peônia
- Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 268
A tennin e o pescador
Arquivo Nippo - Edição 266
Kitsune Tokoya
Arquivo Nippo - Edição 264
A Gata Encantada
Arquivo Nippo - Edição 262
Kinuhime, a deusa da seda
Arquivo Nippo - Edição 260
Os ratos sumotoris


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados