Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 03 de julho de 2022 - 6h04
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 091 - 15 a 21 de fevereiro de 2001
 
A gratidão da Garça (Tsuru no Ongaeshi)

Adaptação livre de Claudio Seto
(Texto e desenhos: Claudio Seto)

 
Para a cultura preservar
Uma história vou contar
É lenda do Japão antigo
Vamos viajar comigo

Num dia de muito frio
Andando um moço ouviu
Num cenário coberto de neve
Um grito meio de leve

Passando pelo morro
Alguém gritou socorro:
Era grito de menina
Muito perto da colina

O moço um susto levou
Ao ver a neve se mexendo
Neve assombrada! pensou
E ficou parado tremendo



- Será uma alma-perdida ?
Ou a neve criou vida ?
Prestando muita atenção
Viu que não era assombração

O montículo que se mexia
Era uma garça aprisionada
Com os pés na armadilha
E uma voz desesperada

A armadilha era um problema
A garça vivia um dilema
Permanecendo ali presa
Congelaria com certeza



Penalizado com a dor dela
O moço a garça libertou
Quase morre na panela
Mas para bem longe voou

Dias depois pela janela
Da cabana onde morava
O moço viu uma donzela
Que da casa aproximava

Era uma moça tão bela
Da beleza o apogeu
Só de ver o rosto dela
Seu coração forte bateu

A moça bem trajada
Na certa uma princesa
Entrou na cabana apertada
E iluminou com sua beleza

O moço ficou abobalhado
E pensou ao ficar perto dela:
- Que faz tão bela donzela,
Na casa deste pobre coitado?



Olhando-o de frente
Ela perguntou de repente:
- Quer casar comigo?
Pois quero viver contigo

De surpresa a moça o pegou
E o moço um susto levou
Com a proposta inesperada
Como em fábula encantada

Disse então encabulado
- Sem dinheiro estou lascado
Sou pobre e sem talento
Pois mal ganho pro meu sustento

- Não me importa se és pobre
Se tua vida é incerteza
Sei que seu coração é nobre
E sua bondade tem firmeza

Assim o moço da montanha
Tornou-se um homem casado
E ela o fez prometer com manha
Que nada perguntaria do passado



Pensou o moço da cabana:
Deve ser filha de nobre
Que cheia da vida palaciana
Veio morar na casa de pobre

Cedinho na manhã seguinte
Quando o moço acordou
A casa estava limpa com requinte
E a refeição pronta lhe chegou

- Isso é sonho - pensou o rapaz
Vivo sem eira nem beira
Na maré me leva maré me traz
E ganho uma bela trabalhadeira !

Fazendo balaio, chapéu e cesta
Levava o casal, vida modesta
Do bambu tirava o sustento
E a falta de grana era um tormento

No fundo havia um barraco
E nesse barraco um tear
Esse tear ela resolveu usar
Para tecido fabricar


Ao moço ela pediu juramento
Que não fosse palavras ao vento
Jurou ele não abrir a porta
Enquanto ela estivesse la dentro

Tendo a promessa feita
No fundo ela se trancou
O pedido da moça perfeita
-É Capricho - ele pensou

Ela começou a trabalhar
Dia e noite sem parar
Noite e dia ele ouvia
O barulho do tear

Dias depois ela apareceu
No semblante muito cansaço
Pois dias e dias amanheceu
Ao som do tear, passo a passo

Diante do moço preocupado
Ela mostrou quanto rendeu
Fazendo um gesto calado
Uma peça de pano estendeu

 

Continua...
Adaptação livre de Claudio Seto
Lendas do Japão
Arquivo Nippo - Edição 330
Uri sennin
Arquivo Nippo - Edição 328
A moça e o pinheiro
Arquivo Nippo - Edição 326
Takarabashi, a ponte do tesouro
Arquivo Nippo - Edição 324
O guardião do tesouro
Arquivo Nippo - Edição 322
O Buda de madeira
Arquivo Nippo - Edição 320
O Tengu Azul e o Tengu Vermelho
Arquivo Nippo - Edição 318
O cúmulo da cortesia
Arquivo Nippo - Edição 316
O desejo de visitar o Grande Santuário de Ise e morrer
Arquivo Nippo - Edição 314
Hachizuke, o deus Inari
Arquivo Nippo - Edição 312
Kin no kamikazari
Arquivo Nippo - Edição 310
Shizuka-gozen e Sato Tadanobu - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 308
Shizuka-gozen e Sato Tadanobu - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 306
O incêndio de furisode
Arquivo Nippo - Edição 304
Um lírio de 33 flores
Arquivo Nippo - Edição 302
Ôoka Tadasuke e o caso do cheiro roubado
Arquivo Nippo - Edição 300
Zashiki Warashi
Arquivo Nippo - Edição 298
A Tartaruga e a Garça (Kame-san to Tsuru-san)
Arquivo Nippo - Edição 296
O Kozo e a Yamanbá
(parte final)
Arquivo Nippo - Edição 294
O Kozo e a Yamanbá
(parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 292
A história de Shiro (Parte final)
Arquivo Nippo - Edição 290
A história de Shiro (Parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 288
A bela mulher do desenho
(Parte Final)
Arquivo Nippo - Edição 286
A bela mulher do desenho
(Parte 1)
Arquivo Nippo - Edição 284
A lenda do Nobre Galo
Arquivo Nippo - Edição 282
O rei das trutas iwana
Arquivo Nippo - Edição 280
O gato assombrado de Nabeshima
Arquivo Nippo - Edição 278
Tanokyu e a serpente gigante
Arquivo Nippo - Edição 276
Anchin e Kiyohime
Arquivo Nippo - Edição 274
O legendário Hidesato
Arquivo Nippo - Edição 272
A princesa Peônia
- Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 270
A princesa Peônia
- Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 268
A tennin e o pescador
Arquivo Nippo - Edição 266
Kitsune Tokoya
Arquivo Nippo - Edição 264
A Gata Encantada
Arquivo Nippo - Edição 262
Kinuhime, a deusa da seda
Arquivo Nippo - Edição 260
Os ratos sumotoris


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados