Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Quarta-feira, 18 de maio de 2022 - 0h15
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 091 - 15 a 21 de fevereiro de 2001
 
A flor da honestidade - Parte 1

(Por Claudio Seto)

Itoku Tennô foi o 40 imperador do Japão, e reinou por volta dos anos 500 a . C. , no tempo em que o Japão era conhecido como Império Yamato. Uma lenda da seita Zenchi, conta que certa ocasião, o Imperador estava preocupado com o filho que estava na idade de se casar. Como as famílias da nobreza viviam oferecendo as mãos das filhas para o príncipe herdeiro com interesse de se tornarem parentes do futuro imperador, a escolha de uma noiva confiável para o filho era uma tarefa árdua, pois o divino imperador do Japão, não deveria errar nunca.

Numa reunião com os conselheiros, um asceta Zenchi sugeriu que o imperador reunisse todas as jovens de Yamato para encontrar entre elas, alguém digna de tornar-se uma futura imperatriz. A sugestão foi aceita e a notícia se espalhou por todo Japão.

Uma cozinheira do palácio imperial que há muitos anos trabalhava naquele local, ouvindo as instruções dos preparativos para a grande audiência, ficou muito desolada – pois sua única e amada filha tinha pelo príncipe um grande amor secreto, e vivia sonhando com esse amor impossível.

Quando a filha ficou sabendo da grande audiência, disse à mãe que ela também iria participar, pois era a grande chance de sua vida. A velhinha ficou desesperada, pois a audiência com o Imperador era destinado as moças ricas e de linhagem nobre.

-Que idéia maluca minha filha. Tire isso da cabeça, mesmo que represente muito sofrimento para você. Sei quanto gosta do príncipe, mas sabe que é impossível casar com ele, pois você é filha de simples serviçais da corte.

-Sei disso mãe, sei que jamais poderei ser uma princesa, porém, sempre sonhei em estar ricamente vestida no salão principal da corte, perto do príncipe. Essa é a única chance da minha vida, por favor mãe, ajude-me a realizar essa fantasia e prometo que deixarei de alimentar esse amor impossível. Depois que for escolhida a esposa do príncipe, juro que vou trabalhar na cozinha, junto com você e nunca mais tocaremos no assunto.

A cozinheira considerou justo o pedido da filha e resolveu ajudá-la. Nessa época, havia um importante funcionário da corte, chamado por todos de Debu-san (Senhor Obeso), que era o encarregado do cerimonial do palácio e que diariamente visitava a cozinha para beliscar as iguarias, enquanto elas eram preparadas. A cozinheira, conversando com Debu-san, conseguiu que ele emprestasse uma rica vestimenta para sua filha e a promessa de que ele ajudaria a mocinha a se misturar entre as filhas dos nobres no dia da audiência. Em troca desse favor, a cozinheira prepararia todos os dias, um delicioso prato especial para Debu-san.

No dia da grande audiência, trajada com rica vestimenta, a jovem dirigiu-se para o grande salão, onde estavam as mais lindas filhas de nobres do Japão, vindas das mais distantes províncias. Cada uma delas estava ansiosa para ser a escolhida. Quando o Príncipe adentrou ao salão seguindo o Imperador, o coração da filha da cozinheira disparou de emoção. Havia centenas de princesinhas na audiência, mas por coincidência, o príncipe sentou-se bem próximo dela, o que a deixou muito feliz.

Nesse momento o porta-voz do imperador anunciou:
- Sua Majestade Imperador de Yamato, mandou distribuir para cada uma de vocês uma semente de crisântemo e um vaso. A partir desta data, exatamente há um ano, vocês deverão retornar aqui com os vasos plantados e aquela que trouxer a mais bela flor, será escolhida esposa do príncipe herdeiro.

Assim como as demais, a filha da cozinheira apanhou seu vaso e a semente. Na manhã seguinte encheu o vaso de terra e tratou de plantar a sua semente com muito carinho. Passou a aguardar diariamente o vaso e cuidar dela com amor, pois pensava que a planta retribuiria florindo na mesma extensão do seu amor por ela. Porém, o tempo foi passando e a semente não soltava o broto. Ela então procurou jardineiros experientes e pediu conselhos. Várias técnicas de cultivos foram experimentadas, mas nenhuma deu resultado e o tempo se esgotou.

História do Japão
Arquivo Nippo - Edição 324
Era Meiji (Parte 5) - Gakumon no susume Era Meiji (Convite ao saber)
Arquivo Nippo - Edição 322
Era Meiji (Parte 4) - Trabalho e sociedade
Arquivo Nippo - Edição 320
Era Meiji (Parte 3) - Coréia: muralha de proteção
Arquivo Nippo - Edição 318
Era Meiji (Parte 2) - O despertar da modernidade
Arquivo Nippo - Edição 316
Era Meiji (Parte 1) - O imperador assume o poder
Arquivo Nippo - Edição 314
Era Edo (Parte 7) - Os revolucionários e a queda do xogunato Tokugawa
Arquivo Nippo - Edição 312
Era Edo (Parte 6) - Popularizacao de algumas formas de arte
Arquivo Nippo - Edição 310
Era Edo (Parte 5) - As três fases culturais
Arquivo Nippo - Edição 308
Era Edo (Parte 4) - Os grandes impérios do
Ocidente invadem o Oriente
Arquivo Nippo - Edição 306
Era Edo (Parte 3) - Fome, revoltas e novas políticas
Arquivo Nippo - Edição 304
Era Edo (Parte 2) - Proibição do cristianismo e fechamento dos portos
Arquivo Nippo - Edição 302
Era Edo (Parte 1) - O início do isolamento japonês
Arquivo Nippo - Edição 300
Era Azuchi-Momoyama (Parte 4) - As mulheres que viveram na era das guerras
Arquivo Nippo - Edição 298
Era Azuchi-Momoyama (Parte 3) - Batalha de Sekigahara
Arquivo Nippo - Edição 296
Era Azuchi-Momoyama (Parte 2) - Nanban Bôeki
Arquivo Nippo - Edição 294
Era Azuchi-Momoyama (Parte 1) - O início da unificação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 292
Era Muromachi (parte 4) - Tempos de piratas, comércio e expansão
Arquivo Nippo - Edição 290
Era Muromachi (parte 3) - Cultura Kitayama e Higashiyama
Arquivo Nippo - Edição 288
Era Muromachi (parte 2) - A era dos países em guerra
Arquivo Nippo - Edição 286
Era Muromachi (parte 1) - Era de duas cortes e “Restauração Kenmu”
Arquivo Nippo - Edição 284
Era Kamakura (parte 4) - Novo budismo em Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 282
Era Kamakura (parte 3) - Habitações da cidade medieval de Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 280
Era Kamakura (parte 2) - Yoshitsune, Benkei e Shizuka-gozen
Arquivo Nippo - Edição 278
Era Kamakura (parte 1) - Consolidação da política dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 276
Era Heian - Parte 4
Era Heian e o budismo
Arquivo Nippo - Edição 274
Era Heian - Parte 3
Hiragana e a literatura
Arquivo Nippo - Edição 272
Era Heian - Parte 2
O surgimento dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 270
Era Heian - Parte 1
Os grandes latifúndios


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados