Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 17 de maio de 2022 - 23h29
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 078 - 9 a 15 de novembro de 2000
 
Pré-história do Japão - 8 - Parte 2
Ukemochi no Mikoto

(Por Claudio Seto)

Continuação...

O deus-guerreiro descia em direção à aldeia e deparou-se com um javali. O animal assustado com o arco e flecha da divindade saiu correndo em direção do topo do Monte Fuji. Quando fugia esbaforido, o javali chegou onde outros animais estavam reunidos e juntou-se a eles para se esconder.

Enquanto isso, o rato temendo passar despercebido pelo seu pequeno tamanho, subiu nas costas do boi e começou a tocar uma flauta para chamar a atenção. Realmente Zenchi no Mikoto ficou encantado com esse animal invulgar que apesar de ser o menor de todos deu o primeiro lugar na “Roda do Destino”. Diplomado o rato recebeu um tamá - bola de cristal espiritual que pertenceu a Ninigui no Mikoto , (Divino Neto Celeste) e que contém as características do signo - e um lindo traje em seda pura. Assim condecorado passou a ser chamado de o Nobre Rato.

Depois Zenchi no Mikoto deu a segunda colocação ao boi, que apesar de grande e forte se mostrou generoso deixando o rato montar em suas costas. O boi recebeu o tamá que pertenceu ao deus Tachikara-o no Kami, (Deus da Força Física) e igualmente um rico traje em seda pura, passando a ser chamado de o Nobre Boi.

O valentia do tigre valeu-lhe a terceira colocação, que recebeu o diploma de Nobre Tigre, o traje e o tamá que pertenceu a Takehaya Suzano-o no Mikoto (Rebelde Deus Tempestade).

O coelho por seu pêlo branco e fino ficou com o quarto lugar. Recebeu igualmente o traje de seda, o tamá que pertenceu a Ookuni Nushi no Mikoto (Divindade Grande Mestre da Terra), e a diplomação de Nobre Coelho.

O dragão com seu poder de comandar as águas ficou em quinto, recebeu o traje de seda, o tamá que pertenceu a Shiyozushi no Kami (Divindade das Águas e do Mar) e condecorado com o título de Nobre Dragão.

A serpente ficou em sexto lugar devido a sua pele brilhante e o corpo sinuoso. Recebeu a honraria de Nobre Serpente, o traje de seda pura e o tamá que pertenceu a divindade Kami Mussubi no Kami.

O cavalo em sétimo por causa de seu porte elegante, recebeu o traje de seda pura, a bola de cristal contendo as característica do signo que pertencia a divindade Hachiman Kami (Deus da Guerra), e foi outorgado com o título de Nobre Cavalo.

A cabra ficou com a oitava colocação por causa de seus chifres fortes. Como os outros recebeu o luxuoso traje, o tamá de Tsukiyomi no Mikoto (Deus Lua) e o diploma de Nobre Cabra.

O macaco pela agilidade e esperteza ficou com o nono lugar. Por ser o mais parecido com os humanos recebeu a bola de cristal de Amaterassu Omikami (Augusta Deusa Sol), o traje e o título de Nobre Macaco.

O galo que tinha penas bonitas ficou com o décimo lugar. Recebeu o tamá que pertenceu Ayakashikome no Kami (Deus da Admirável Perfeição), o traje de seda e o título de Nobre Galo.

O Cachorro vigilante e protetor ficou com o décimo primeiro lugar. Como os demais, recebeu o traje de seda, o título de Nobre Cachorro e o tamá que pertenceu a Kunino Tokotachi no Kami (Deus Eternamente Residente na Terra).

Por fim, o javali que chegou ofegante (por isso até hoje tem a respiração forte) ficou com o décimo segundo lugar em reconhecimento ao seu esforço. Assim este animal, ingenuamente recebeu o título de Nobre Javali, sem mesmo saber o que estava acontecendo.

Terminado a cerimônia onde todos receberam a sagrada bola de cristal contendo as característica dos signos, trajes finos em seda pura e o título de nobreza, o gato chegou correndo. Implorou a divindade Wakahiko que deixasse falar com o deus Zenchi no Mikoto, porém era tarde demais. Zenchi já tinha retornado a Alta Planície Celeste. Quando o gato viu o Nobre Rato todo chique e no primeiro lugar da fila, atirou-se sobre ele com intenção de acabar com sua raça, por não tê-lo acordado conforme prometera. É por isso que, ainda hoje, gatos e ratos não conseguem ser amigos.

História do Japão
Arquivo Nippo - Edição 324
Era Meiji (Parte 5) - Gakumon no susume Era Meiji (Convite ao saber)
Arquivo Nippo - Edição 322
Era Meiji (Parte 4) - Trabalho e sociedade
Arquivo Nippo - Edição 320
Era Meiji (Parte 3) - Coréia: muralha de proteção
Arquivo Nippo - Edição 318
Era Meiji (Parte 2) - O despertar da modernidade
Arquivo Nippo - Edição 316
Era Meiji (Parte 1) - O imperador assume o poder
Arquivo Nippo - Edição 314
Era Edo (Parte 7) - Os revolucionários e a queda do xogunato Tokugawa
Arquivo Nippo - Edição 312
Era Edo (Parte 6) - Popularizacao de algumas formas de arte
Arquivo Nippo - Edição 310
Era Edo (Parte 5) - As três fases culturais
Arquivo Nippo - Edição 308
Era Edo (Parte 4) - Os grandes impérios do
Ocidente invadem o Oriente
Arquivo Nippo - Edição 306
Era Edo (Parte 3) - Fome, revoltas e novas políticas
Arquivo Nippo - Edição 304
Era Edo (Parte 2) - Proibição do cristianismo e fechamento dos portos
Arquivo Nippo - Edição 302
Era Edo (Parte 1) - O início do isolamento japonês
Arquivo Nippo - Edição 300
Era Azuchi-Momoyama (Parte 4) - As mulheres que viveram na era das guerras
Arquivo Nippo - Edição 298
Era Azuchi-Momoyama (Parte 3) - Batalha de Sekigahara
Arquivo Nippo - Edição 296
Era Azuchi-Momoyama (Parte 2) - Nanban Bôeki
Arquivo Nippo - Edição 294
Era Azuchi-Momoyama (Parte 1) - O início da unificação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 292
Era Muromachi (parte 4) - Tempos de piratas, comércio e expansão
Arquivo Nippo - Edição 290
Era Muromachi (parte 3) - Cultura Kitayama e Higashiyama
Arquivo Nippo - Edição 288
Era Muromachi (parte 2) - A era dos países em guerra
Arquivo Nippo - Edição 286
Era Muromachi (parte 1) - Era de duas cortes e “Restauração Kenmu”
Arquivo Nippo - Edição 284
Era Kamakura (parte 4) - Novo budismo em Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 282
Era Kamakura (parte 3) - Habitações da cidade medieval de Kamakura
Arquivo Nippo - Edição 280
Era Kamakura (parte 2) - Yoshitsune, Benkei e Shizuka-gozen
Arquivo Nippo - Edição 278
Era Kamakura (parte 1) - Consolidação da política dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 276
Era Heian - Parte 4
Era Heian e o budismo
Arquivo Nippo - Edição 274
Era Heian - Parte 3
Hiragana e a literatura
Arquivo Nippo - Edição 272
Era Heian - Parte 2
O surgimento dos samurais
Arquivo Nippo - Edição 270
Era Heian - Parte 1
Os grandes latifúndios


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados