Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 03 de julho de 2022 - 6h14
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Bon-odori


TRADIÇÃO - O bon-odori mantém a característica de unir as pessoas, permitindo que os moradores locais e turistas dancem todos juntos

 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Talvez alguém tenha pensado: já estamos na época do bon-odori, ou festival dos finados? Isto porque, o período em que é realizado o evento sazonal do bon-odori em todo o Japão, é em meados de julho até início de setembro de cada ano. Na noite do festival dos finados, as pessoas da comunidade local reúnem-se em praças ou santuários para dançar, ou circulam pela cidade dançando.

Na província de Gifu, o auge do festival é por volta de agosto, quando as pessoas passam a noite inteira dançando. É uma animação que não fica atrás do carnaval brasileiro. As origens obviamente são diferentes, mas pelo fato de ser uma das atividades importantes do calendário anual, praticada em todas as regiões do Japão, podemos dizer que há uma semelhança com o nosso carnaval.

A origem do bon-odori

O que originou o festival bon-odori foi uma forma de oração chamada nenbutsu- odori de uma facção budista, que alcançou popularidade na Era Kamakura. O que inicialmente era “crença” pela prática chamada nenbutsu (invocação), com a mudança de enfoque passou-se a dar maior importância à “dança”, e como resultado, surgiu o chamado bon-odori. Qual então a razão de ter sido legada somente a dança praticada no período dos finados, se nenbutsu-odori era praticada, presume-se, ao longo do ano todo? Isto se deve ao fato de que, no Japão, desde a antigüidade, consideravam o ano-novo e o mês de julho como os divisores do ano, e havia uma crendice popular de que neste período o intercâmbio entre este mundo e o mundo dos mortos se intensificava. Associando a idéia de apaziguar e oferecer culto aos inúmeros espíritos que visitam o mundo dos vivos com a prática de odori-nenbutsu, aos poucos foi tomando forma a atividade anual de bon-odori.

O interessante é que em cada região do Japão existe a superstição de que “ao retornar do bon-odori deve-se voltar o mais depressa possível e não pode, em hipótese alguma, olhar para trás”. Isto porque, se olhar para trás, os espíritos que foram encaminhados de volta ao seu mundo através do bon-odori o acompanharão.

Lembram-se da última cena do filme A viagem de Chihiro, onde aparece a frase: “Não vire para trás até sair do túnel, aconteça o que acontecer”? A frase se baseia na antiga lenda de que não devemos virar para trás até que tenhamos saído do túnel que nos traz de volta do mundo dos espíritos. A história se passou nas férias de verão, justamente na época do bon-odori.

Bon-odori dura o mês inteiro

O festival de bon-odori realizado na província de Gifu, município de Gujou, tem a duração de um mês. O festival nesta região tinha como objetivo, durante a Era Edo, harmonizar o sistema de castas sociais. Atualmente se transformou em atividade turística bastante conhecida, mas ainda hoje mantém a característica de unir as pessoas, permitindo que os moradores locais e turistas dancem todos juntos.

A atividade percorre todos os recintos do município em 32 noites, dando uma volta completa pela cidade em um verão. De 13 a 16 de agosto a atividade começa às 20 horas e os participantes prosseguem dançando até às 5 da manhã. Os recintos da cidade alugam yukata e geta (vestes e calçados apropriados) para que os turistas possam participar descontraidamente .

Visite o site da Associação Turística (japonês): (http://www.gujohachiman.com/kanko/).


Arquivo NippoBrasil - Edição 319 - 27 de julho a 2 de agosto de 2005
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados