Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 18 de setembro de 2021 - 20h15
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
No Japão, o joya-no-kane inicia-se à meia-noite do dia 31 de dezembro e, nos primeiros minutos do ano-novo, o som dos sinos propaga-se por todo o arquipélago


CRENÇA - Transição ente os meses de dezembro e janeiro estabelece uma conjuntura astral propícia à entrada de demônios na Terra

 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Joya-no-kane, literalmente, sino da última noite do ano, é um ritual budista realizado durante a passagem do ano. Nessa ocasião, os principais templos japoneses tocam seus sinos 108 vezes.

O significado desse ritual encontra-se na antiga civilização chinesa, muito respeitada pelos conhecimentos em Astronomia. Segundo os chineses, a transição entre os meses de dezembro e janeiro estabelece uma conjuntura astral propícia à entrada de demônios na Terra. Para impedir essa entrada é que os sinos são tocados, pois a vibração desses sons ao se propagarem na dimensão tempo-espacial transformam-se em escudos de proteção contra essas vibrações maléficas.

Atualmente, no Japão, o joya-no-kane inicia-se à meia-noite do dia 31 de dezembro e, durante os primeiros minutos do ano-novo, o som dos sinos propaga-se por todo o Japão.

Segundo os ensinamentos budistas, o número 108 representa os 108 sentimentos que atormentam e desorientam a vida dos seres humanos. Os sentidos por meio dos quais compreendemos e percebemos determinadas situações são a base deste cálculo. A natureza desses sentidos origina-se da visão, da audição, do olfato, da gustação, do corpo físico e da mente. Cada qual pode ser qualificada em três sentimentos ou sensações que são: “agradável”, “desagradável” e “indiferente”. Para se entender a origem do 108, multiplicamos as seis percepções por esses três sentimentos. Assim, temos que 6 x 3 = 18. Esses 18 sentimentos podem, por sua vez, ser movidos por sentimentos “puros” e “impuros” e, assim, multiplica-se novamente por 2, totalizando 36. A existência, no entanto, abrange experiências do Passado, do Presente e do Futuro e, por isso, deve-se multiplicar novamente esses 36 sentimentos pelas 3 dimensões temporais, o que totaliza 108.

O ritual de tocar o sino 108 vezes simboliza a purificação desses 108 sentimentos que causam a infelicidade dos homens.

Enquanto no Brasil a passagem do ano é comemorada com a queima de fogos e o estouro da champanhe, no Japão, o joya-no-kane silencia os japoneses para dar início a um novo ciclo em suas vidas.


Arquivo NippoBrasil - Edição 290 - 29 de dezembro de 2004 a 12 de janeiro de 2005
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados