Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 18 de setembro de 2021 - 20h41
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Casamentos e pérolas
Antigamente, era costume o homem presentear a família da noiva
com produtos do mar, como algas e camarões

MATRIMÔNIO - Tradicionalmente, os homens costumam dar nove tipos de presentes
 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

O mês de outubro no Japão é o mês dos casamentos. Nessa época, todos os salões próprios para essas festas ficam simplesmente lotados. Embora no Japão as mulheres estejam retardando o casamento, devido a sua participação cada vez maior no mercado de trabalho, muitas ainda sonham em se vestir de branco e enfeitar-se com pérolas.

Cerimônia de troca de presentes para selar o noivado
Antigamente, era costume o homem presentear a família da noiva com produtos do mar (algas, camarões, frutos do mar, etc.) ou do campo (arroz, batatas, etc.), porém, atualmente, os presentes mais freqüentes são dinheiro, pérolas e outros tipos de jóias. As noivas, por sua vez, devem retribuir com algo que corresponda mais ou menos à metade do valor do presente que receberam, sendo os mais usuais os prendedores de gravata e os relógios. Tradicionalmente, os homens costumam dar 9 tipos de presentes: 1- molusco seco, próprio para celebrações; 2- catálogo para presentes; 3- envelope com dinheiro (para os preparativos do casamento, hoje equivalente a cerca de três meses de salário do noivo); 4- katsuo-bushi (peixe seco ralado); 5- surume (lula seca); 6- konbu (alga marinha); 7- tomo-shiraga (laço branco que representaria os cabelos brancos, desejando que o casal permaneça junto até a velhice); 8- suehiro (objeto em forma de leque que traria sorte ao casal); e 9- yanagi-daru (tonel de salgueiro cheio de saquê, madeira nobre que representa a maleabilidade e a doçura. Atualmente, foi substituído por duas garrafas de saquê).

Nos dias de hoje, as despesas do casamento, por serem muito altas, costumam ser divididas entre os noivos. Não existe o costume de se cortar a gravata do noivo para arrecadar o dinheiro para a lua-de-mel, como no Brasil.

Pérolas, rainhas entre as jóias
Símbolo da pureza e da felicidade, as pérolas são popularmente usadas para anéis de noivado. Dizem que elas foram descobertas no Golfo Pérsico ou no Mar Vermelho, há mais de 4 mil anos. Cleópatra costumava tomá-las junto com vinagre para manter a sua beleza, e a linda rainha da China, Youkihi, também ingeria pérolas em pó, para viver mais. No Shousouin (aposento destinado aos tesouros) do Templo Todaiji, em Nara, encontra-se um tesouro feito de pérolas que atravessou a rota da seda. Atualmente, as pérolas sempre estão presentes entre as jóias da família imperial.

História de pérolas
No livro histórico do Japão, o Kojiki (foi feito em 712), aparece o nome antigo shiro-tama, que significa pérola branca. Existem também antigas cartas de amor que comparam a beleza das mulheres e a nobreza dos homens com as pérolas. Muitos moluscos que criam pérolas têm sido descobertos em um monumento histórico da Era Jomon (10 mil a.C.~400 a.C.). No final do século XIX, a China começou a criação de pérolas. Depois da China, o Japão, com muitas dificuldades, conseguiu pérolas do Golfo Ago-wan, por Koukichi Mikimoto e, em 1912, na exposição de Paris, as pérolas japonesas foram alvo de grande atenção, o que fez com que as pérolas de Mikimoto, conhecidas como Mikomoto Pearl, ficassem famosas. Antes da Segunda Guerra Mundial, os produtos japoneses circulavam em mercados do mundo todo. Porém, atualmente as pérolas da Austrália, de Mianmar e das Filipinas dominam o mercado, porque a técnica de criação de pérolas utilizadas por esses países foi exportada do Japão. Na Ilha de Taiti, a pérola prata (kuro-shinju) é a mais conhecida. No Japão, as pérolas naturais estão desaparecendo por causa da poluição.

Como encontrar pérolas de boa qualidade
Há seis maneiras para a achar boas pérolas: 1- examinando a camada (que envolve o núcleo da pérola. Quanto mais grossa ela for, melhor); 2- pelo brilho (será uma pérola de excelente qualidade, se ela conseguir refletir o seu rosto em sua superfície); 3- pela forma (a elipse é popular no Japão, apesar de as circulares serem consideradas perfeitas); 4- pelo tamanho (é recomendável que ela tenha entre 8 e 10 milímetros); 5- pela cor (as mais populares no Japão são as cor-de-rosa, depois as de cores branca e prata); 6- pela ferida (só as pérolas verdadeiras têm feridas. Procure as que têm menos feridas e compre-as na parte da manhã, examine-as longe da luz do sol e não use roupas vermelhas na ocasião, já que essa cor tende a a confundir a visualização da verdadeira camada das pérolas).

Manutenção das pérolas
Não coloque as pérolas com outras jóias duras e metais preciosos, para evitar que elas se machuquem. Ao fazer trabalhos com água, não use pérolas. Essas pedras são sensíveis ao ácido, então tome cuidado com vinagre ou frutas que contenham ácido. Caso elas entrem em contato com qualquer substância desse tipo, limpe-as com um tecido leve. Também se deve tomar cuidado com o suor, que não deve entrar em contato com as pérolas. Trocar os fios dos colares a cada três anos garante a beleza das pérolas permanentemente.


Arquivo NippoBrasil - Edição 275 - 15 a 21 de setembro de 2004
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados