Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 02 de julho de 2022 - 5h04
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Dia da Prevenção contra Catástrofes

PREVENÇÃO - Governo japonês faz simulações de treinamento todos os anos
 


TRAGÉDIA - Terremoto na região de Kanto matou 142.807 pessoas em setembro de 1923

Fotos: Divulgação / Arquivo NB

O Japão é o país das catástrofes naturais. Anualmente, o arquipélago sofre grandes prejuízos decorrentes de abalos sísmicos, tufões, erupções vulcânicas e incêndios florestais. As conseqüências do grande terremoto que atingiu a região de Hanshin (Kobe e Osaka), em 17 de janeiro de 1995, que alcançou 7,3 graus na Escala Richter, ainda são sentidas pelos japoneses. Como medidas de segurança, a serem tomadas em caso de ocorrência de catástrofes desse tipo, o corpo de bombeiros, a polícia, os grandes hospitais de cada região, os meios de comunicação e as escolas são convocados a realizar treinamentos em escala nacional. Em 2003, estima-se que 3,7 milhões de pessoas tenham participado do treinamento. Nada como estar bem preparado. Existem duas hipóteses para explicar a origem do Dia da Prevenção contra as Catástrofes. São elas:

Primeira hipótese de origem
Foi na hora do almoço que o grande terremoto da região de Kanto vitimou 142.807 pessoas, entre mortos e desaparecidos. O terremoto alcançou 7,9 graus na Escala Richter e teve intensidade sísmica 6, causando fendas oceânicas, com epicentro localizado nas proximidades da Ilha de Izu Oshima e noroeste da Baía de Sagami. Ao todo, 254 mil casas foram total ou parcialmente danificadas, e os incêndios destruíram 447 mil casas. Nas regiões montanhosas, houve deslizamento das encostas, e o litoral foi castigado pelo tsunami (maremoto). Tudo isso no dia 1º de setembro de 1923, às 11 horas 58 minutos e 44 segundos.

Informações do comando do corpo de bombeiros de Tóquio deram conta de que, durante três dias, 221.718 casas foram queimadas pelo incêndio provocado pelo forte vento que se sucedeu ao abalo. A área total queimada chegou a 38,30 km2. O resultado foi de 60.420 mortos, 36.664 desaparecidos e 31.051 feridos. A triste lição deixada pelo terremoto de Kanto deu origem ao Dia da Prevenção contra Catástrofes.

Segunda hipótese de origem
Uma outra corrente defende que o 210º dia a partir do início da primavera era tido como dia de azar, e esta data fica em torno do dia 1º de setembro, época de maior incidência de tufões. O Japão, país de origem agrícola, tinha a plantação de arroz inundada por lamas justamente quando as espigas começavam a se formar, ou tinha as flores do arrozeiro danificadas pelos fortes ventos, comprometendo a colheita do arrozal cultivado com tanta dedicação.

Registros de grandes terremotos
De acordo com o Centro de Prevenção de Catástrofes Sísmicas de Shizuoka (www.e-quakes.pref.shizuoka.jp), “a superfície da Terra é forrada por mais de dez placas rígidas, encaixadas entre si como peças de um quebra-cabeça. Estas placas se ajustam se deslocando paralelamente, na velocidade de pouco mais ou pouco menos de 10 cm ao ano, colidindo entre si ou afundando, o que provoca na superfície as atividades vulcânicas e os abalos sísmicos. No caso do Japão, estes fenômenos têm a ver com as quatro placas: ‘Placa do Oceano Pacífico’, ‘Placa da Eurásia’, ‘Placa do Mar das Filipinas’ e ‘Placa Americana’, as quais teriam o ponto de contato sob a província de Shizuoka. Esta é a razão da ocorrência de tantos abalos sísmicos naquela região”.

• 1995 – Grande terremoto de Hanshin (província de Hyogo – 7,3 graus na Escala Richter) 6.425 mortos, 43.772 feridos, 110.457 casas destruídas.

• 1948 – Terremoto de Fukui (província de Fukui – 7,1 graus na Escala Richter) 3.769 mortos, 11.816 casas destruídas no abalo e 3.851 casas destruídas pelo incêndio.

• 1854 – Terremoto de Ansei Tokai (atual província de Shizuoka – 8,4 graus na Escala Richter) 3 mil mortos e 30 mil casas destruídas.

• 1707 – Terremoto de Hoei (atual província de Shizuoka – 8,4 graus na Escala Richter) 20 mil mortos e 60 mil casas destruídas.

• 1498 – Terremoto de Meio (atual província de Shizuoka – 8,4 graus na Escala Richter) 31 mil entre mortos e levados pelas ondas (tsunami), inúmeras casas varridas pela onda.

De acordo com as estatísticas, grandes terremotos têm ocorrido a cada 80 ou 100 anos. Além dos acima mencionados, ocorrem diariamente, em todos os lugares, abalos que não podem ser sentidos.

Utilidades para casos de emergência
No kit para emergência da Tokyu Hands (rede de lojas de “faça você mesmo”) há itens como balde, rádio, lanterna, pilhas de reserva, água potável (duas garrafas de 500 ml) alimentos não perecíveis (bolachas e similares), lenços umedecidos, vela com fósforo, sacos de vinil para serviços, sacola com objetos essenciais (documentos e similares), esparadrapo para primeiros socorros, gaze, dois pares de luvas de linha, faca, corda, fitas adesivas reforçadas, jogo de talheres, manual de procedimento e cobertores para emergência no valor de ¥ 14.175 (cerca de R$ 725,00).


Arquivo NippoBrasil - Edição 273 - 1 a 7 de setembro de 2004
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados