Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 27 de novembro de 2021 - 6h24
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Minamoto-no-Yoshitsune
Um dos mais idolatrados heróis do Japão tem a vida contada pela NHK, em novela que reconstruiu a Idade Média


Yoshitsune tornou-se um mito por ter derrotado incontáveis inimigos, segundo relata a história

 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Minamoto-no-Yoshitsune foi um herói histórico pelo qual os japoneses guardam grande simpatia. Atualmente, ele é o personagem principal da novela transmitida pela emissora NHK. Para a produção do programa, uma verba monumental foi empregada, e conjuntos de templos e casarões da Idade Média estão sendo reconstruídos para a montagem, o que faz da novela uma estimulante atração.

O ator Takizawa Hideaki, de 23 anos, é um popular cantor de J-POP e um ídolo no país. Apelidado de “Takki”, o intérprete de Yoshitsune é mais um motivo de audiência para a novela. Com isso, os holofotes turísticos voltam-se para as localidades relacionadas à vida desse guerreiro, tornando-as um chamariz para os turistas.

A vida de Yoshitsune (1159~1189)
Filho de Minamoto-no-Yoshitomo (1123~1160) e de Tokiwa, na infância, Yoshitsune era chamado de Ushiwakamaru. Em 1159, ele perdeu o pai, que foi derrotado por Taira-no-Kiyomori (1118~1181), durante a Batalha de Heiji. Sua mãe foi poupada, junto com três filhos. Yoshitsune foi encaminhado para o Templo de Kurama e ganhou o nome de Shana-Ou, a fim de tornar-se, mais tarde, um sacerdote.

Entretanto, ao recusar-se a seguir tal destino, aos 16 anos, Yoshitsune procurou Fujiwara-no-Hidehira (?~1187), de Hiraizumi (atual província de Iwate), na região de Ôshu (atual região de Tôhoku). Hidehira possuía estreita ligação com o clã Minamoto, e foi com ele que Yoshitsune passou a adolescência. Ao atingir a maioridade, o filho de Yoshitomo passou a chamar-se definitivamente Kuro Yoshitsune.

Naquele tempo, era visível a tirania imposta pelo clã Taira, tanto no aspecto político quanto no governamental. Por ordem do império, os Taira eram perseguidos e caçados pelo clã Minamoto. No entanto, com o levante militar de Minamoto-no-Yoritomo, meio-irmão de Yoshitsune por parte de pai, o jovem guerreiro decidiu juntar-se à tropa de seu irmão e, junto com outro de seus irmãos, Minamoto-no-Noriyori conduziu os soldados de Togoku para a região de Kanto e para Quioto, onde venceram as tropas de Taira.

Yoshitsune também derrotou seu meio-irmão por parte de pai, Yoshinaka Kiso (1154~1184), e o clã Taira, que tinha Quioto como campo de batalha. O jovem guerreiro vencia combates consecutivamente, fazendo ataques-surpresa com uma tropa pouco numerosa, uma estratégia rara na época. Por esse motivo, Yoshitsune recebeu um título público do Palácio Imperial de Quioto.

Ao perseguir os Taira que fugiam de Quioto até o mar interno de Seto e na última batalha em Dan-no-ura, na província de Yamaguchi, em 1185, Yoshitsune derrotou seus inimigos e o clã Taira afundou no mar, levando consigo o pequeno imperador Antoku, de 7 anos. Yoritomo, temeroso pela força e pela fama de Yoshitsune, solicitou ao palácio imperial a perseguição e a caça a seu irmão caçula, alegando que Yoshitsune recebera o título público sem autorização e que não conseguira salvar a vida do imperador Antoku, no que foi atendido.

Yoshitsune, que sonhava em reerguer o clã Minamoto, retirou-se para Hiraizumi por causa de seu irmão, buscando o auxílio de Fujiwara de Ôshu. Entretanto, Yoshitsune foi traído e obrigado a praticar o suicídio, pondo fim a uma breve vida de 30 anos. Após sua trágica morte, em 1192, seu irmão Minamoto-no-Yoritomo, que demonstrou uma habilidade política precisa e soube manipular muito bem seus irmãos, recebeu do império o título máximo para militares, o de general Seii Taishogun, iniciando o governo feudal de Kamakura. Assim, até a Era Meiji, manteve-se o governo feudal pelos xoguns.

A mulher que amou Yoshitsune
A amante de Yoshitsune, Shizuka-gozen (datas de nascimento e morte desconhecidas), que o acompanhou em seus feitos, tornou-se tema até para teatros como Nô, Kabuki e Butô. Dizem que ela era shirabyôshi (dançarina travestida de homem) em Quioto. Capturada e levada a Kamakura, foi colocada diante de Yoritomo e de sua esposa, Masako, e representou, numa dança em grande estilo, a sua paixão por Yoshitsune. Yoritomo insistiu pela sua decapitação, mas, por ordem de Masako, foi-lhe permitida a fuga.

A lenda de Yoshitsune
Em todos os cantos do Japão, há lendas de que Yoshitsune não teria morrido, mas sobrevivido e continuado a lutar. Uma delas diz que ele teria saído da província de Iwate e passado para Hokkaido, casando-se com a filha do chefe dos ainus. Há também a lenda que diz ter ele partido de Hokkaido para a Sibéria e, após isso, para a Mongólia, tornando-se Gêngis Khan. Provavelmente, a adoração do povo por seus ídolos motivam o surgimento de lendas como essas.


Arquivo NippoBrasil - Edição 311 - 1º a 7 de junho de 2005
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados