Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 22 de setembro de 2020 - 7h57
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Superstições
Há quem leve o assunto muito a sério. Mas para outras pessoas,
tudo não passa de bobagem


Uma das superstições japonesas diz que se uma pessoa sonhar com o Monte Fuji na primeira noite ao ano, o ano será bom

 

Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Segundo os estudos folclóricos, a superstição é definida como “parte das crenças e feitiçarias da antigüidade que não alcançou a envergadura de uma religião, e que ficou mantida pelo povo de forma resumida. Especialmente as que acreditavam• se contribuir para manutenção da estabilidade e ordem social, manutenção da felicidade individual ou trazer prejuízos reais.”

Entretanto, atualmente, mesmo as que dizem trazer a sorte, fazem parte da superstição. É natural que haja diferenças conforme a época, local, cultura e hábito de vida. Dizem também que “a superstição é uma crença que não se harmoniza com a ciência.”

No Japão, por influência da estrutura de sobreposição de camadas das várias épocas, mesclagem entre culturas antigas e modernas, religião politeísta, etc, mesmo atualmente, há pessoas que consideram a superstição parâmetro para o senso comum.

 

Tipos de superstição

Tradicionais

• Se sonhar com o Monte Fuji na primeira noite do ano, o ano será bom (por adoração à natureza maior e mais bela)

• Se cortar a unha à noite, não poderá ver os pais quando da sua morte (antigamente, como a iluminação era insuficiente, era perigoso cortar o dedo)

• Se passar um carro fúnebre por perto, esconda o polegar (para que não aconteça algo de ruim com os pais)

• Para que a visita indesejável se retire logo, coloque uma vassoura na entrada da casa, com o cabo para baixo

• Se for carregada por um lutador de sumô, a criança crescerá forte (preferência por grandeza)

• Não mate uma aranha que achar dentro de sua casa (por amor aos animais)

• Se três pessoas forem fotografadas, a pessoa do meio morrerá primeiro (por respeito aos idosos)

• Se dormir voltado para o norte, terá menor longevidade (devido à imagem de Buda falecido)

• Atirando o geta (espécie de calçado japonês), se esse cair em pé, o tempo será ensolarado; e se cair com a sola para cima, choverá (hoje em dia usa• se o tênis)


Modernas

• Calçados novos devem ser utilizados pela primeira vez, pela manhã. Se não puder evitar de estreá• los à noite, faça• o depois de colocá• los sobre o fogo ou passar saliva nas solas ou calçá• los no banheiro

• Ver três carros da marca Volkswagen e de cor vermelha, dá boa sorte (os carros da Volks são apreciados no Japão)


Relacionados às atividades do calendário anual

• Se comer mochi (bolinhos de massa de arroz) ou osechi ryori (prato especial de ano novo) no ano novo, terá longevidade

• Se comer no dia do equinócio da primavera, o número de grãos de soja correspondente à sua idade, terá saúde pelo ano todo (os benefícios da soja eram conhecidas desde a antigüidade)

• Se não guardar logo os bonecos imperiais do Dia das Meninas, a filha terá dificuldades em se casar (para mulheres modernas não é muito apropriado)

• Banhando• se em ofurô (banho de imersão) com ramos de iris aromático, no dia 5 de maio, Dia dos Meninos, a criança crescerá saudável e forte como um samurai (gurrreiro medieval)

• Escrevendo o seu desejo num papel e pendurando• o em galho de bambu na data de Tanabata (festividade das estrelas), o desejo se concretizará (dizem que hoje em dia, os pedidos mais comuns são de emprego e riqueza)

• Se comer soba (macarrão de trigo sarraceno) na última noite do ano, terá longevidade (vida longa como o macarrão soba)


Relativas à alimentação

• Se deixar sobrar arroz no prato, ficará cego. Se dormir logo após a refeição, vai se transformar em um bovino (por culto aos cereais)

• Se os talos ou as folhas de chá flutuarem verticalmente, terá sorte (normalmente isso acontece com o chá de qualidade inferior / hoje o chá se prepara com saquinhos)

• Não se pode ingerir ao mesmo tempo: enguia e ameixa curtida, tubarão e ameixa curtida, bacalhau e melancia

• Nas sementes de ameixas curtidas aloja• se o Espírito Divino (pelo fato de as sementes de ameixa conterem uma toxina chamada cianogênio • para proteger as crianças)


Superstições brasileiras desconhecidas no Japão

• Se colocar a bolsa no chão, não terá sorte com dinheiro a vida inteira

• Se ficar com o último doce (ou outra coisa) do prato, não se casará (no Japão isso dá sorte)

• Se passar debaixo da escada, não crescerá

• Quebrar um espelho dá sete anos de infelicidade

• Décimo terceiro andar dá azar. Por isso não existe este andar nos hospitais. No Japão é tido como agourento o número 42 (os números shi e ni juntos, significam “morrer”)

Ficar demasiadamente preso às superstições não é bom. O importante é que cada um viva de forma correta. Evidentemente, com as devidas proteções de Deus...

 

Arquivo NippoBrasil • Edição 257 • 12 a 18 maio de 2004
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão
Arquivo Nippo - Edição 225
Osekihan nas festividades
Arquivo Nippo - Edição 223
A Festa do Crisântemo
Arquivo Nippo - Edição 221
O Missô na alimentação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 219
Miyamoto Musashi
Arquivo Nippo - Edição 217
Yukata
Arquivo Nippo - Edição 215
Gionmatsuri
Arquivo Nippo - Edição 213
Onsen (termas)
Arquivo Nippo - Edição 211
Kyuudoo, a arte do arco e flecha
Arquivo Nippo - Edição 209
Hoogaku: Música tradicional japonesa
Arquivo Nippo - Edição 207
Hinagata
Arquivo Nippo - Edição 205
Karesansui - O Jardim Japonês sem Água
Arquivo Nippo - Edição 203
Rakan, a imagem do Iluminado
Arquivo Nippo - Edição 201
Três grandes personalidades marcantes da era Meiji
Arquivo Nippo - Edição 199
Kiriko (Vidros laminados)
Arquivo Nippo - Edição 197
Sekisho, os Postos de Fiscalização
Arquivo Nippo - Edição 195
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 193
Hanafuda
Arquivo Nippo - Edição 191
Setsubun - Mamemaki
Arquivo Nippo - Edição 189
Gojuu no Too - A torre de cinco andares
Arquivo Nippo - Edição 187
ZEAMI, o criador do Nô
Arquivo Nippo - Edição 185
Feira de Hagoita
Arquivo Nippo - Edição 183
Livros editados pelos cristãos


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados