Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 01 de dezembro de 2020 - 23h27
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Setsubun - Omen
Setsubun se comemora na véspera do início da primavera, sendo que na maioria dos anos a data cai no dia 3 de fevereiro conforme o calendário solar. Neste dia, em muitos lares se recita “Ogros fora, sorte dentro” ao mesmo tempo em que se atiram grãos de soja para uma pessoa que usa máscara (omen) de ogro. Depois disso, cada um come os grãos na mesma quantidade da sua idade.
 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

A história de Mamemaki


As famosas otafuku e hyottoko

De acordo com a astrologia chinesa onmyoodoo (através da qual se previa a sorte e realizavam cerimônias de purificação) havia o costume de, no dia que antecede Setsubun, a pessoa deveria sair de casa e partir em uma direção determinada de acordo com o seu signo no horóscopo chinês, trocando de hospedaria para se livrar dos maus espíritos e dos maus fluídos.

Esta atividade foi simplificada e as pessoas passaram a se deslocar dentro da própria casa, em relação aos cômodos situados em direção favorável, segundo o horóscopo. O costume está relacionado à “Atividade de tsuina”, realizada no Palácio Imperial no Período Heian, que era uma importante atividade de oniyarai (expulsão dos ogros, ou expulsão de pragas e epidemias). No tsuina, que era realizado no dia 31 de dezembro, as crianças da nobreza corriam em perseguição aos fantasiados de ogro. Esta atividade tornou-se popular em forma de mamemaki, realizada na véspera do início da primavera. Experimente você também espalhar grãos de soja torrada!



Originalmente as máscaras eram usadas para intimidar o inimigo

Por que espalhar ou comer grãos
Desde antigamente acreditava-se que os grãos, especialmente o arroz, possuíam o poder de eliminar epidemias, assim eram utilizados para livrar-se das doenças e infortúnios naquele ano. Atualmente a soja e seus derivados (miso, tofu, natto, etc) estão sendo revalorizados como alimentos saudáveis, o que foi comprovado pelos estudos nutricionais e científicos. Os antigos provavelmente tinham conhecimento disso pela vivência e provavelmente tomavam cuidados com a saúde. Nos templos e santuários ainda hoje se realizam atividades nas quais são convidados homens e mulheres que pertencem ao signo do ano, para atirar saquinhos contendo grãos às pessoas presentes.


Máscaras são usadas no mundo todo em atividades religiosas ou como brinquedo de crianças


Hannya retrata uma
mulher tomada pela ira

Variedade de máscaras
As máscaras são utilizadas no mundo todo em atividades religiosas, nas festividades ou como brinquedos de crianças como ocorre atualmente. Originariamente sua finalidade era a de intimidar o inimigo ou a auto-ostentação, o que equivalia ao uso de kabuto (elmo). Outra finalidade era o de assumir personalidades de outras pessoas ou de animais. É um objeto que atende ao instinto de transformação do ser humano.

Foi encontrada uma máscara feita de argila num sítio arqueológico de três mil anos. No século 8, foram introduzidas, da China, máscaras utilizadas na dança das oferendas religiosas, sendo também usadas nas danças que pedem chuva ou sol. Estas máscaras resultaram mais tarde nas utilizadas em Dengaku, teatro No e Kyogen. No Brasil um grande número de belas sambistas mascaradas aumentam o clima nos desfiles de carnaval.

Dentre as máscaras preservadas pelo povo, temos a máscara de tengu (personagem imaginária) que vive nas montanhas, a máscara de hannya que retrata a fisionomia de uma mulher tomada pela ira num acesso de ciúme, okame (mulher feia), hyottoko (máscara de homem com boca saltada e olhos vesgos), o cachorro-raposa, macaco e outros numerosos animais. Nas festas realizadas em templos, estão também à venda máscaras de Momotaro (personagem da literatura popular infantil), e atualmente até máscaras de super-homem e homem-aranha, feitas de papel ou plástico.


Arquivo NippoBrasil - Edição 243 - 4 a10 de fevereiro de 2004
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão
Arquivo Nippo - Edição 225
Osekihan nas festividades
Arquivo Nippo - Edição 223
A Festa do Crisântemo
Arquivo Nippo - Edição 221
O Missô na alimentação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 219
Miyamoto Musashi
Arquivo Nippo - Edição 217
Yukata
Arquivo Nippo - Edição 215
Gionmatsuri
Arquivo Nippo - Edição 213
Onsen (termas)
Arquivo Nippo - Edição 211
Kyuudoo, a arte do arco e flecha
Arquivo Nippo - Edição 209
Hoogaku: Música tradicional japonesa
Arquivo Nippo - Edição 207
Hinagata
Arquivo Nippo - Edição 205
Karesansui - O Jardim Japonês sem Água
Arquivo Nippo - Edição 203
Rakan, a imagem do Iluminado
Arquivo Nippo - Edição 201
Três grandes personalidades marcantes da era Meiji
Arquivo Nippo - Edição 199
Kiriko (Vidros laminados)
Arquivo Nippo - Edição 197
Sekisho, os Postos de Fiscalização
Arquivo Nippo - Edição 195
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 193
Hanafuda


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados