Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 12h51
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Hatsuyume


O primeiro sonho do ano

Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Qual foi o seu hatsuyume ou o seu primeiro sonho do ano? Antigamente o primeiro sonho tinha uma importância muito grande para as pessoas, que interpretavam os sonhos sob variadas formas. Mas hoje em dia, parece que ele já não é tão valorizado assim.

Takarabune

Antigamente, hatsuyume não se referia ao sonho da noite da passagem de ano, e sim ao sonho da noite do dia 2 de janeiro. Dizem que no início do Período Showa andavam vendendo gravuras de takarabune (barca do tesouro) nos dias primeiro e dois de janeiro. Havia uma tradição que dizia que a gravura traria um bom sonho.

No período Edo, diziam que ao invés de trazer bons sonhos, a gravura levava embora os maus sonhos sonhados ao longo do ano anterior, tendo assim um papel de eliminar os pesadelos. Colocavam a gravura debaixo do travesseiro e depois jogavam-na no rio ou no mar. Devido a isso, inicialmente era um desenho simples de barco marcado com um “X” (que simbolizava proteção contra maldades, correspondendo ao sinal de cruz dos ocidentais) ou com desenho de tapir, animal tido como comedor de pesadelos. Os sonhos da população foram aumentando até que chegaram a ponto de utilizarem o desenho da barca do tesouro tripulada pelos sete deuses da felicidade. Pode-se dizer que era uma das atividades de purificação realizadas antes de datas importantes como o ano novo. O desejo de eliminar os maus sonhos expandiu-se para o enriquecimento, refletindo a figura da população que passou a valorizar sobretudo o aspecto econômico. Atualmente realizam-se visitas aos sete deuses da felicidade pelo circuito dos santuários ou utilizam-se as gravuras da barca do tesouro como enfeite e não para colocá-la debaixo do travesseiro.

Dos sonhos do ano novo, dizem que os melhores seriam em primeiro lugar o Monte Fuji, em segundo lugar o falcão e em terceiro a beringela. Dizem também que esses seriam na época os itens representativos de Suruga no kuni, terra natal da família do shogun de Edo (atual província de Shizuoka).

Mensagens divinas

O homem moderno foi batizado pela interpretação dos sonhos sob ponto de vista da psicanálise de Freud ou de Yung, mas para os antigos, os sonhos não pertenciam às pessoas do povo e sim aos xamãs que possuíam poderes especiais. Diziam ainda que os sonhos eram proporcionados pelos deuses e espíritos elevados. O maior xamã antes da chegada do budismo foi o imperador e, para os estudiosos da antigüidade os sonhos eram também o espaço em que se consultavam os deuses sobre os problemas da política e das festividades.

Após a chegada do budismo no ano 538, aparecem nos sonhos o buda e os Bodhisattvas. No templo Horyuji há uma sala sagrada chamada sala dos sonhos onde dizem que é cultuada a Deusa da Misericórdia que apareceu ao príncipe Shotoku Taishi em sonho.

No final do século 12, após o período Kamakura, o lado sagrado dos sonhos foi esquecido. Os monges de Shukendo vão às montanhas onde praticam a ascese e vivenciam o além ou o mundo dos deuses, retornando novamente ao nosso mundo. Dizem até que o despertar é que é o sonhar.

Bem, deixemos de lado as coisas complexas. Estamos orando para que os seus sonhos se realizem nesse novo ano.

 

Arquivo NippoBrasil - Edição 239 - 7 a 13 de janeiro de 2004
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão
Arquivo Nippo - Edição 225
Osekihan nas festividades
Arquivo Nippo - Edição 223
A Festa do Crisântemo
Arquivo Nippo - Edição 221
O Missô na alimentação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 219
Miyamoto Musashi
Arquivo Nippo - Edição 217
Yukata
Arquivo Nippo - Edição 215
Gionmatsuri
Arquivo Nippo - Edição 213
Onsen (termas)
Arquivo Nippo - Edição 211
Kyuudoo, a arte do arco e flecha
Arquivo Nippo - Edição 209
Hoogaku: Música tradicional japonesa
Arquivo Nippo - Edição 207
Hinagata
Arquivo Nippo - Edição 205
Karesansui - O Jardim Japonês sem Água
Arquivo Nippo - Edição 203
Rakan, a imagem do Iluminado
Arquivo Nippo - Edição 201
Três grandes personalidades marcantes da era Meiji
Arquivo Nippo - Edição 199
Kiriko (Vidros laminados)
Arquivo Nippo - Edição 197
Sekisho, os Postos de Fiscalização
Arquivo Nippo - Edição 195
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 193
Hanafuda


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados