Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 9h10
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Tokonoma

Com a ocidentalização do modo de vida no Japão, as moradias sem nihonma, o aposento em estilo japonês, estão aumentando, mas algumas pessoas querem manter pelo menos um tokonoma, que é local onde se expõe pergaminho e flores ou cerâmica


Antigamente, no local, colocava-se a gravura de buda

 


Em residências modernas o espaço pode ficar no mesmo nível do chão


Quintal em miniatura para apreciar a natureza

Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Inicialmente chamado de oshiita, o tokonoma tratava-se de uma parte embutida na parede do aposento voltado ao quintal, e que era reservado para fins ornamentais, ficando a parte de baixo cerca de 10 cm mais alto que o piso, com aproximadamente 4 metros de fachada e 60 cm de profundidade. No local colocavam-se rolos com transcrições de sutras e caixas com apetrechos para caligrafia. Não só o detalhe arquitetônico como também o local onde se colocava na parede a gravura de Buda, com as três peças (castiçal, pote para incenso, vaso para flores) era também chamado de oshiita.

Mas, não há comprovações de que este tenha sido o início de tokonoma. A palavra também designava um local sagrado onde se cultuava Deus, e era considerado falta de respeito subir no local. Posteriormente passou-se a colocar nesse local objetos ou quadros artísticos para apreciar. Devido a isso, os visitantes conduzidos à sala onde há tokonoma devem primeiramente elogiar o kakejiku (o objeto ou a flor ou pergaminho) ali colocados para depois acomodar-se no assento indicado. Assim determina a etiqueta. Tokonoma passou a ser utilizado pela classe popular a partir do meados do Período Edo, século 18.

Detalhes

É chamado de shoin a janela corrediça com papel nos caixilhos, adjacente ao tokonoma. Era entrada de luz natural para leitura de sutras e livros. Tokowaki trata-se de prateleiras ornamentais fixados nas adjacências do leito. São constituídos de chigaidana (prateleiras) ou fukurotodana (pequeno armário para guardar utensílios da cerimônia do chá) com os mais elaborados designs. Tokobashira é o pilar de madeira utilizado entre o leito e o tokowaki, sendo o símbolo de destaque do aposento japonês. Por isso são utilizadas madeiras nobres como hinoki (cipreste).

Quintal

Quando se realiza o sonho da casa própria, todos encomendam um aposento japonês com tokonoma, mas o espaço acaba sendo utilizado para colocar o guarda-roupa ou butsudan (oratório budista).Sakai Ryoko, professora da Faculdade Seika de Kyoto, diz o seguinte: “O tokonoma para nós é um importante espaço para onde voltamos a nossa mente. É como se fosse um quintal em miniatura, onde sentimos as belas sensações sazonais de kachofugetsu (belezas da natureza). Ao colocar na parede algo que seja do nosso gosto, colocar no vaso as flores da estação, e no momento em que ficamos de frente com esses elementos, qual será o pensamento que fluirá na nossa mente ? Para nós que vivemos na era moderna, muitas vezes levados pelos ambientes e informações, talvez seja este o momento de cultivarmos o sentimento de amor ao tokonoma”.

Talvez tenhamos a aprender com a estrutura psicológica dos japoneses do passado que transportaram divindades e a natureza para dentro de casa no pequeno espaço chamado tokonoma.


Incenso, castiçais e flores faziam parte da decoração


Arquivo NippoBrasil - Edição 229 - 22 a 28 de outubro de 2003
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados