Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 12h08
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Yukata
Os quimonos que desfilam pelas ruas japonesas no verão


Com o calor, o traje, que é feito de algodão, é bastante utilizado

Fotos: Divulgação / Arquivo NB

O verão japonês traz dias seguidos de calor úmido. Atualmente, todas as casas, lojas e até conduções estão equipadas com ar condicionado. Mesmo assim, esta é uma estação em que o calor com forte mormaço incomoda. O uso de vestimenta ocidental tornou-se normal e há cada vez menos oportunidades para usar quimono, mas em épocas de calor, nada melhor que um yukata de algodão. Yukata, o quimono de verão, é usado em festividades como bon-odori, shows de fogos de artifício, ou após um banho de ofuro.

Até há algum tempo atrás, todo yukata era estampado nas cores branco e azul marinho, mas atualmente, tem se tornado bastante coloridos, tendo estampas vistosas em amarelo, vermelho, verde em fundos azul marinho ou preto. Os designs também estão bem variados, tendo desde as tradicionais estampas florais até desenhos geométricos. As cores das faixas também variam, acompanhando as cores do quimono.

A história do tecido de algodão, no Japão, segundo registros históricos, remonta ao ano 799 quando foi trazido por chineses naufragados. Mas sua utilização é surpreendentemente recente. Adentrando no século 17 o cultivo do algodão se expandiu por todo o arquipélago japonês, passando a ocupar posição principal na confecção de quimonos populares. Até então, fibras como a de glicínia ou papeleira eram as mais usadas.

 

Geta

Quando se veste yukata, o calçado a usar é o geta. Calça-se em pés descalços. A base de geta é feita com a madeira da paulóvnia por ser leve, e por vezes reveste-a de bambu ou pinta-se. O geta não deixa rastros e por ser lavável é muito prático. As tiras são de tecido e vinil, mas os mais luxuosos são feitos com pele de cervo ou de seda. As tiras são presas à base através de linhas de cânhamo. Entre as regiões há variação na posição onde se prende as tiras, que são ajustadas apertando ou afrouxando, conforme o pé de quem vai calçá-lo. Existem diversos tipos de geta os principais são: os luxuosos para ocasiões especiais, os do tipo alpargatas, para usar no quintal, os de bases altas usados por eremitas da montanha.

Quanto aos preços, existem desde os que custam três mil ienes (cerca de 73 reais) para um par de geta para adultos, até os de milhares de ienes conforme o tipo de tiras.

Benefícios à saúde

Recentemente, os benefícios do geta têm sido novamente reconhecidos. Dizem que o hábito de calçar sapatos atrofiou os dedos dos pés dos japoneses e somente com uso do geta estes problemas podem ser sanados ou prevenidos.

Os sapatos, tanto os de couro quanto os de tecido, são flexíveis e impedem o movimento dos dedos. O geta, que é feito de madeira e por isso não é flexível, permite que os dedos dos pés façam movimentos para impulsionar o andar. Assim alongam-se os músculos internos dos pés e coxas, alongando inclusive os músculos posteriores do tronco, beneficiando a saúde de um modo geral.
Por isso, médicos ortopedistas incentivam as pessoas a passearem usando o geta. Ao visitarem o Japão não deixem de usar o geta, é muito charmoso!


Arquivo NippoBrasil - Edição 217 - 30 de junho a 5 de agosto de 2003
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi
Arquivo Nippo - Edição 261
Dia de Prevenção da Cárie Dentária
Arquivo Nippo - Edição 259
Dia Mundial de Combate ao Fumo
Arquivo Nippo - Edição 257
Superstições
Arquivo Nippo - Edição 255
Bushido
Arquivo Nippo - Edição 253
Orange Day
Arquivo Nippo - Edição 251
O Aniversário de Buda
Arquivo Nippo - Edição 249
Dia da proteção aos animais
Arquivo Nippo - Edição 247
Hina Ningyoo (Bonecos do Dia das Meninas)
Arquivo Nippo - Edição 245
Oyatsu: O lanche da tarde japonês
Arquivo Nippo - Edição 243
Setsubun - Omen
Arquivo Nippo - Edição 241
Otoshidama
Arquivo Nippo - Edição 239
Hatsuyume
Arquivo Nippo - Edição 237
Omamori
Arquivo Nippo - Edição 235
Susuharai e Ooharae (Limpeza geral e purificação)
Arquivo Nippo - Edição 233
Provas garantem bom empregos desde o período Edo
Arquivo Nippo - Edição 231
História dos dicionários japonês-português
Arquivo Nippo - Edição 229
Tokonoma
Arquivo Nippo - Edição 227
Cataratas no Japão
Arquivo Nippo - Edição 225
Osekihan nas festividades
Arquivo Nippo - Edição 223
A Festa do Crisântemo
Arquivo Nippo - Edição 221
O Missô na alimentação japonesa
Arquivo Nippo - Edição 219
Miyamoto Musashi
Arquivo Nippo - Edição 217
Yukata
Arquivo Nippo - Edição 215
Gionmatsuri
Arquivo Nippo - Edição 213
Onsen (termas)
Arquivo Nippo - Edição 211
Kyuudoo, a arte do arco e flecha
Arquivo Nippo - Edição 209
Hoogaku: Música tradicional japonesa
Arquivo Nippo - Edição 207
Hinagata
Arquivo Nippo - Edição 205
Karesansui - O Jardim Japonês sem Água
Arquivo Nippo - Edição 203
Rakan, a imagem do Iluminado
Arquivo Nippo - Edição 201
Três grandes personalidades marcantes da era Meiji
Arquivo Nippo - Edição 199
Kiriko (Vidros laminados)
Arquivo Nippo - Edição 197
Sekisho, os Postos de Fiscalização
Arquivo Nippo - Edição 195
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 193
Hanafuda


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados