Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 24 de fevereiro de 2024 - 2h32
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 066 - 17 a 23 de agosto de 2000
 
Nihontou

(Fotos: Reprodução / Divulgação)

A espada japonesa surgiu como uma arma, e sua forma e modo de produção sofreram alterações de acordo com a mudança de estratégia guerreira e da característica de cada época. Hoje a espada japonesa é valorizada como um trabalho artesanal, transformando-se no melhor patrimônio cultural de ferro criado pelos japoneses. A espada chegou no Japão aproximadamente a partir do século 4, na idade do ferro, após a idade da pedra e do bronze.

Essas espadas, conhecidas como Tachi, mediam de 60 a 70 cm. Hoje elas são encontradas em mausoléus (túmulo antigo dos imperadores). Como podemos observar também no retrato de Shôtoku-Taishi, antigo príncipe do Japão, as pessoas as utilizavam penduradas na cintura.

Também existe, na mitologia japonesa, uma cena em que dois deuses, Izanagi e Izanami, utilizam a espada para criar o Japão. Na mesma mitologia aparece um artigo sobre um deus chamado Susano-o no Mikoto, que corta todos os pescoços de Yamata-no-Orochi, uma cobra enorme que possui oito cabeças. O deus tem que pegar a espada Ama-no-Murakumo-no-Tsurugi que está dentro do corpo do monstro. Essa espada vem sendo transmitida de geração em geração. Ela é passada adiante durante a entronização do imperador, acompanhada dos dois tesouros sagrados, um espelho e uma jóia.

Posteriormente, com o desenvolvimento da técnica da produção da espada, a sua forma sofre alteração. Ela passa a ser curvilínea e não mais retilínea. Isso aconteceu por que era mais eficiente aos samurais usar a espada curvada durante a montaria. Dessa forma, a espada torna-se uma arma indispensável, numa época caracterizada pela batalha, que se originou devido a luta por território. Este movimento marca o período de transição do regime nobre para o militar.

Dizem que a espada é o espírito do samurai. Há uma lenda que diz que um samurai foi expulso de uma tropa por que bêbado, esqueceu sua espada.

Com o aumento da demanda, surgem bons artesãos de espadas em várias regiões do Japão. Também há um registro histórico informando que existiram espadas que não se quebravam, mesmo após matar 100 soldados da Mongólia, que invadiram o Japão em 1274 e 1281. Esse fato prova que existia, já nessa época, a técnica de produção para criar uma espada que não se quebrasse, não entortasse e que cortasse bem, requisitos indispensáveis para que a mesma fosse uma boa arma.

Apesar dessas lendas, na realidade, dizem que não há espada capaz de cortar dezenas de pessoas e permanecer intacta. Ao matar apenas três pessoas, pequenas falhas seriam apresentadas em sua lâmina. Para isso não ocorrer, os samurais matavam os inimigos enfiando a mesma no pescoço e peito, ao invés de simplesmente cortá-los.

Ao chegar à era Edo, com a fim da batalhas, diminui-se a necessidade de usar a espada como arma. A partir de então, são produzidas espadas mais bonitas, com o objetivo de transformá-las em obra de arte. Comparando com espadas ocidentais, a espada japonesa possui lâmina unilateral, cabo (ou empunhadura) mais comprido e é mais pesada, pois deve ser segurada com as duas mãos.

 

*Esta página foi elaborada pelos professores da Aliança Cultural Brasil-Japão,
especialmente para o NIPPO-BRASIL.
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 329
O suicídio antes e depois da internet
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados