Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 - 17h25
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 046 - 31 de março a 6 de abril de 2000
 
Ikebana

(Fotos: Fernando Nobu)

Para alguns críticos, colher uma flor da natureza, cortá-la e envolvê-la com um arame não pode ser considerado Ikebana. Para eles, Ikebana é a forma natural com que as flores se encontram na natureza. Mas isso é uma opinião de quem não entende o que é beleza. É lógico que as flores na natureza são bonitas. Mas a prática do ikebana é transformar a flor em um objeto mais belo e que tenha um sentido ideológico, comenta Masako Shiraki.

A história do ikebana

A prática de ikebana, a arte do arranjo floral, teve o seu início com a dedicação de flores para Buda. Em documentos antigos, estão registradas as oferendas de flores de Lótus a Buda nas cerimônias realizadas no Templo Todai. No livro Manyôshû estão catalogados os nomes de 166 tipos de flores, como Hagi e Ume. Também há dados confirmando que o ikebana servia como um tipo de diversão para os moradores da Casa Imperial antes de coquetéis (Zensai Awase) na Era Heian.

Ainda nessa época, a Casa Imperial, em cerimônias, dedicava flores para o templo Yakushi. A partir dessa tradição, essa prática passou a ser denominada de Hanaeshiki com as pessoas passando a jogar flores artificiais em frente à imagem de Buda. Na Era Muromachi, na casta dos nobres, havia uma cerimônia chamada Hanaawase. Nela, os nobres faziam poemas em uma sala decorada com pinturas e flores.

Com a revolução Meiji, aspectos da cultura tradicional japonesa, como a Ikebana e a cerimônia do chá, perderam prestígio. Na Era Shôwa, especialmente depois da guerra, no entanto, houve aumento da divulgação da arte do ikebana independente do estilo.

Atualmente, uma das profissões que conquistaram espaço é a do Flower Designer. Sua função, mundialmente conhecida, porém, está mais ligada à decoração floral nas vitrines das lojas e nos diversos eventos do que na criação do ikebana tradicional.

Existem vários estilos de ikebana. Tatebana é o arranjo floral no qual coloca-se uma planta verticalmente no meio do vaso. Ao redor dela são fixadas outras flores de maneira a destacá-la. Essa é a origem do ikebana que observamos em nossos dias atuais.

O presente, passado, futuro, as pessoas a terra e também o céu são expressados através do estilo de ikebana conforme a formação da flor e do galho utilizados. Isso é uma forna profunda de se tentar achar o universo dentro da prática de ikebana.

No ikebana, é muito importante a relação entre as flores e o vaso. Ao contrário do que se pensa, nem sempre um vaso caro é o ideal para se fazer ikebana. Pode-se colocar, por exemplo, um crisântemo branco em um cesta de bambu e plantar rosas na garrafa de refrigerante. Apreciando-se um arranjo floral adquire-se alegria, tranqüilidade e a vitalidade da beleza da vida das flores.

Na comunidade japonesa, há varias escolas de ikebana. Mas essa arte não se restringe apenas aos nikkeis, sendo aberta também para quem não tem ascendência japonesa. A Aliança Cultural Brasil-Japão também oferece aula de Ikebana nos estilos Ikenobô ou Sôgetsu. Você não gostaria de experimentar a pratica de ikebana?

 
 

*Esta página foi elaborada pelos professores da Aliança Cultural Brasil-Japão,
especialmente para o NIPPO-BRASIL.
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 329
O suicídio antes e depois da internet
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados