Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 24 de fevereiro de 2024 - 2h24
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 033 - 24 de dezembro a 6 de janeiro de 2000
 
Kagamimochi

(Fotos: Reprodução/Divulgação)

O que mais expressa o sentimento de Ano Novo (Shôgatsu) no Japão é o Kagamimochi decorado no canto da sala. As pessoas consagram o Kagamimochi como um agradecimento a Deus , que é formado por dois mochis redondos achatados sobrepostos. A origem do Kagamimochi remonta à Era Muromachi, no século 14.

O mochi, feito de arroz, é considerado uma fonte vital para os japoneses, um povo com raízes essencialmente agrícolas. Tradicionalmente, as pessoas rezam pela boa colheita dos cinco cereais: o arroz como principal, o trigo, rainço, feijão e sorgo. Ao mesmo tempo, pedem também pela segurança da família, da sociedade, da nação e a felicidade dos Homens.

A decoração do Kagamimochi difere de acordo com a região do país. Porém, geralmente coloca-se o hôshogami, um papel japonês tradicional, com seus cantos dobrados em três sentidos, sobre uma bandeja. Em cima do papel colocam-se as folhas de shida e yuzuri, plantas tradicionais; a alga marinha (konbu); o mochi e a tangerina. Todos sobrepostos. Também são colocados o camarão de Ise, o espeto de caqui e a lula seca para deixar o kagamimochi mais luxuoso. Além disso, é pôsto um enfeite no formato de uma pirâmide, chamado de susohirogari, na maioria das vezes um leque japonês, que simboliza bom presságio.

A forma redonda do mochi representa o espírito de Deus ao mesmo tempo que expressa a figura do espelho, antigamente um produto que denotava luxo. As folhas de shida e yuzuri, e ainda a tangerina, representam a continuidade dos descendentes. A alga marinha, a alegria, e o susohirogari, a felicidade e a prosperidade.

Hoje, as pessoas compram o mochi pronto ou fazem na máquina. Antigamente costumava-se fazê-lo em casa, sendo que em qualquer lugar era possível ouvir a ressonância do kizuchi (malho), que batia o mochi cozido no pilão.

O kagamimochi tem de ser enfeitado até o dia 30 de dezembro e não deixá-lo para fazê-lo no dia 31, pois ele não deve ser um arranjo de apenas uma noite, chamado em japonês de ichiyakazari. No dia 11 de janeiro, as pessoas picam o kagamimochi, colocam no oshiruko (sopa de feijão) e comem. Essa cerimônia é chamada de kagamibiraki. Acredita-se que as pessoas adquirem a força vital comendo o mochi, que representa o espírito de Deus.

 


*Esta página foi elaborada pelos professores da Aliança Cultural Brasil-Japão,
especialmente para o NIPPO-BRASIL.
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 329
O suicídio antes e depois da internet
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados