Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 24 de fevereiro de 2024 - 2h40
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 021 - 1º a 7 de outubro de 1999
 
Os passos da modernização agrícola japonesa
Depois da Segunda Guerra Mundial, as mudanças mais significantes no setor incluíram a introdução de maquinários, hidroponia e o desenvolvimento da indústria química voltada para a agricultura.

(Fotos: Reprodução/Divulgação)

Japão começou a experimentar a escassez de mão-de-obra no final dos anos 50 depois do início do crescimento econômico no país. A demanda de trabalho nos centros industriais urbanos resultou em um crescente êxodo de pessoas, especialmente de jovens, vindos de áreas rurais.

Cada vez mais, filhos de agricultores tornaram-se relutantes em seguir a mesma profissão dos pais, partindo para outros segmentos. Dessa forma, para continuarem sustentando suas plantações (basicamente de arroz), os antigos agricultores viram-se forçados a encontrar meios para se adaptar às mudanças e novas condições geradas pela modernidade. Eles recorreram então ao uso de recursos que melhorassem a qualidade e produtividade de suas colheitas, abrindo espaço para maquinários e pesquisa biotecnológica.

O declínio da população de “fazenda” tem levado a uma crônica e séria falta de mão-de-obra no setor agrícola. Uma grande parte da atual força na agricultura tem idade superior a 45 anos. Os agricultores que trabalham apenas meio-período são numerosos, assim como mais da metade dessa população é formada por mulheres.

É muito provável que a agricultura japonesa tenha obtido sucesso sem a difusão de maquinários, produtos químicos e outros artifícios que, paralelamente, incentivaram o crescimento da manufatura e comércio. A terra passa a ser praticamente cultivada por máquinas. Métodos tradicionais agrícolas estão cedendo rapidamente seus lugares através, por exemplo, da utilização de tratores e outros veículos específicos.

Com tudo isso, entre 1950 e 1975, houve um aumento na produção de arroz e os agricultores foram incentivados a infiltrar-se também nos cultivos de frutas, outros cereais e vegetais. Aos poucos, o setor agrícola cresceu.

Como conseqüência, os padrões tradicionais de trabalho na lavoura começaram a conviver cada vez mais com diversos maquinários, criando um dos sistemas mais produtivos do mundo. Com o emprego de novas tecnologias no setor, o Japão acabou servindo como um modelo de desenvolvimento agrícola para outras nações asiáticas.

Atualmente, algumas indústrias agrícolas, sempre pensando em aprimorar suas produções, aliaram-se também ao mundo da informática. Através de operações computadorizadas, eles controlam melhor seu produtos, avaliando rigorosamente a qualidade. Em plantações de crisântemos, por exemplo, uma luz artificial é utilizada para controlar o florescer dessas flores, mesmo durante a noite.

O desenvolvimento da hidroponia é outro elemento de destaque na evolução agrícola japonesa. Em 1985, um “super tomate” foi a principal atração de uma exposição em Tsukuba, na província de Ibaraki. O legume havia sido cultivado hidroponicamente e produzia na época, cerca de 15 mil tomates por ano através deste sistema.

Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 329
O suicídio antes e depois da internet
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados