Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 - 17h14
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 005 - 11 a 17 de junho de 1999
 
Objetos tradicionais acompanham japoneses há séculos
 

(Fotos: Reprodução)

São tecidos, papéis, artigos em bambu, laca... enfim, uma série de produtos - muitos deles confeccionados artesanalmente - que representam a história de regiões e épocas antigas. Por todo o Japão, a delicadeza dos objetos tanto decorativos como de utilidade doméstica, encantam principalmente os estrangeiros pelas suas características únicas. A utilização dos recursos naturais sempre foi um dos destaques do artesanato japonês. Conheça alguns principais itens da região de Okayama.

A partir da metade do Período Heian (794-1192), artesãos de Osafune começaram a produzir famosas e incontáveis espadas para guerreiros e colecionadores. Segundo histórias da região, 60 a 70% destas espadas verdadeiras existentes até hoje e foram feitas em Osafune.
Entre os seis estilos de cerâmica antiga do Japão, a da cidade de Bizen data mais de mil anos e é considerada a mais velha de todos. Sua cor de textura quente é obtida sem o uso de esmalte, refletindo a harmonia da terra e do fogo. A técnica, realizada manualmente por artesãos especializados e nativos de Bizen, vem sendo mantida rigorosamente até os dias de hoje.
São inúmeras as criações a partir do bambu. Em Katsuyama, não faltam recipientes e cestas dos mais diversos tamanhos, tipos e cores, que tornaram a região conhecida em todo o arquipélago.
Já em Kawakami, fibras vegetais duráveis transformam-se em chinelos, sacolas e botas à prova d’água, uma vez nas mãos de artesãos. Tanto o bambu como as fibras revelam o interesse dos japoneses pela natureza, usufruindo artesanalmene seus recursos.
A principal característica deste tecido em seda é a espessura das tramas, que são bem finas, provocando um maior aquecimento, sem franzir facilmente. Ujo Pongee é um tecido tradicional e conhecida por mais de dois séculos.
Este tecido, embora de textura irregular, foi originalmente desenvolvido por uma fábrica de quimono em Okayama. Diz-se que ele foi elaborado para fazer parte de uma manifestação folclórica da região. Ao contrário de muitos trabalhos, a confecção do Sakushu, como é conhecida, é feita através de um processo industrial bastante cobiçado por indústrias têxteis de todo o país.
Foi por volta de 800 A. D.que a técnica de fabricação manual do papel foi introduzida em Bitchu, através de Nara. Com o surgimento dos ideogramas japoneses kana, no Período Heian, um washi (tipo de papel) fino e de alta qualidade começou a ser requisistado. Desde então, até seu aperfeiçoamento, a produção do washi da região de Bitchu atingiu seu pico no final do Período Edo, e começo da Era Meiji. Atualmente, ele é encontrado nas mais belas cores e usado para caligrafia, papel de carta, envelopes, entre outras funções.
O Japão é famoso pela beleza de suas peças em laca. Em Okayama, os produtos kibori shikki são a mais alta representação técnica e artística dos trabalhos feitos com este material. Em Okayama, eles foram desenvolvidos na década de 20, quando surgiram várias expressões de arte no Japão.
Especial, este tipo de papel é feito à mão, e usado para estocar e separar papéis de folha de ouro. Por serem específicas para a função, o Tsuyama Hakuaishi é um dos tipos de papel considerado uma obra prima.
Eles foram produzidos no século 17, utillizando-se o formato do bambu. Com desenhos de nuvens, chamados de Utatsugi na parte superior, os leques retratam a imagens da natureza, na parte inferior. Cada um deles é acompanhado de um poema Haiku, escolhido para o desenho. Os leques Natsukawa representam uma das mais refinadas artes na cultura japonesa.
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 329
O suicídio antes e depois da internet
Arquivo Nippo - Edição 327
A história do ensino da língua japonesa no exterior
Arquivo Nippo - Edição 325
Cerimônias de casamento ontem e hoje
Arquivo Nippo - Edição 323
Pet shops
Arquivo Nippo - Edição 321
O monumento da “criança e a bomba atômica”
Arquivo Nippo - Edição 319
Bon-odori
Arquivo Nippo - Edição 317
As características das mulheres por província
Arquivo Nippo - Edição 315
Tanabata Matsuri – O Festival das Estrelas
Arquivo Nippo - Edição 313
Museu em Yokohama apresenta a história dos japoneses no exterior
Arquivo Nippo - Edição 311
Minamoto-no-Yoshitsune
Arquivo Nippo - Edição 309
O taikô japonês
Arquivo Nippo - Edição 307
Festejos e tradições de Tango no Sekku
Arquivo Nippo - Edição 305
A Golden Week e as viagens
Arquivo Nippo - Edição 301
A cerimônia de formatura e o uso do hakama como traje oficial
Arquivo Nippo - Edição 299
Abertura dos portos – um passo em direção à sociedade internacional
Arquivo Nippo - Edição 297
Hinamatsuri
Arquivo Nippo - Edição 295
Setsubun marca mudança de estação
Arquivo Nippo - Edição 293
Kagamibiraki
Arquivo Nippo - Edição 290
Joya-no-kane: O bater dos sinos na passagem do ano
Arquivo Nippo - Edição 287
As sete divindades da felicidade (Shichifukujin)
Arquivo Nippo - Edição 285
Dia do shogui
Arquivo Nippo - Edição 283
Chushingura
Arquivo Nippo - Edição 281
Dia Internacional Contra a Guerra
Arquivo Nippo - Edição 277
A pintura ocidental japonesa
Arquivo Nippo - Edição 275
Casamentos e pérolas
Arquivo Nippo - Edição 273
Dia da Prevenção contra Catástrofes
Arquivo Nippo - Edição 271
História e origem do banho de ofurô
Arquivo Nippo - Edição 269
Idades do azar: descubra quais são e como é possível livrar-se delas
Arquivo Nippo - Edição 267
Okoden e missas em memória de falecidos
Arquivo Nippo - Edição 265
Tanabata e tanzaku
Arquivo Nippo - Edição 263
Tatuagem – Irezumi


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados