Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sexta-feira, 25 de setembro de 2020 - 20h20
Arquivo Edição 227 - 8 a 14 de outubro de 2003 - Especial - Portal NippoBrasil

Brinquedos tradicionais japoneses


Continuam a fazer a alegria da criançada e trazem boas lembranças aos mais velhos que um dia já se divertiram muito com eles

Muito antes dos atuais Playstation, Game Boy e todos outros jogos eletrônicos que viraram moda no mundo inteiro as crianças japonesas brincavam com brinquedos simples feitos com papel, tecido, madeira e barro... E, por incrível que pareça, alguns deles continuam a ser produzidos até hoje e ainda fazem sucesso!

De confecção simples alguns podem até ser feitos em casa mesmo e são uma ótima opção para um presente bem original e muito especial nesse Dia das Crianças.

 
Daruma Otoshi
Requer reflexos rápidos. A proposta do jogo é bater nas peças do centro com um martelo sem derrubar o boneco no topo da torre. O boneco é o Daruma, um monge budista chamado Bodhidharma, que perdeu os movimentos de suas pernas e braços depois de ficar meditando por nove anos seguidos. Hoje o Daruma é usado como um amuleto para conseguir que um desejo seja concretizado. Pinta-se um olho do boneco e assim que o pedido for realizado desenha-se o outro olho.
Otedama
Um dos mais antigos brinquedos, a princípio chamava-se hiroiwaza e era feito dos ossos das patas do carneiro. No período Nara (710-794) veio da China para o Japão e foi batizado de ishinago porque utilizava pedras. Só no período Edo (1603-1867) apareceram os otedamas feitos de tecido e recheados com grãos de soja, feijão, cascalho, etc. O jogo ficou muito popular depois da Segunda Guerra Mundial quando as crianças não tinham muitos brinquedos e não podiam sair de casa para brincar. Pode-se brincar fazendo malabarismos ou jogando um saquinho para cima e pegando outro com a mesma mão, repetindo a operação até pegar todos... Pode ser feito em casa com restos de tecido e grãos e é diversão na certa!
 
Kendama
É muito difícil encontrar alguém que não tenha brincado pelo menos uma vez na vida. O jogo nasceu na Europa e chegou ao Japão no século 18. Rapidamente tornou-se moda entre os adutos que adoravam jogar enquanto tomavam alguns drinks. Fácil de jogar o objetivo é encaixar a bola em um pino ou em outros dois encaixes laterais. Nos anos 60, algumas pessoas diziam que o kendama era um jogo para adultos nostálgicos (talvez por ser um brinquedo simples de madeira). Mas, em sua versão mais moderna, no “dejiken” (digital kendama), quando se acerta, luzes se acendem e sons são emitidos.
 
Taketombo
Surgiu na China há mais de 1.500 anos atrás. Tradicionalmente era feito de bambú, mas hoje é de plástico. A palavra taketombo significa dragão voador de bambu. Para fazê-lo voar prende-se o cabo entre as palmas das mãos e gira-se soltando rapidamente o brinquedo. Pode-se competir por distância, precisão ou duração do vôo. As crianças japonesas, às vezes, constroem seus próprios taketombos durantes as aulas de arte no ensino fundamental. Esse brinquedo também pode ser feito em casa, basta esculpir num pedaço, uma hélice igual a de um avião, fazer um furo e encaixar uma haste.
 
Hagoita
Raquete de madeira usada para jogar peteca, o hanetsuki, jogo que tem mais de 500 anos. Durante o período Edo (1600-1868) a decoração da hagoita tornou-se extremamente elaborada. As raquetes são decoradas com várias imagens, muitas vezes, em relevo (oshiê) de mulheres com quimonos e de atores de kabuki, por exemplo. É muito popular no Ano Novo então, em dezembro, feiras de hagoita espalham-se pelo Japão. Enquanto as crianças ainda gostam de jogar o hanetsuki, os adultos colecionam as raquetes pelo seu valor decorativo. É costume presentear a menina com uma hagoita no seu primeiro Ano Novo e ela o levará para sua casa, quando se casar, para trazer boa sorte.
 
Denden Taiko
Um brinquedo muito popular no século 18, atualmente é usado como um enfeite. O nome denden vem do som emitido pelo pequeno taiko (tambor japonês) quando girado. Antigamente acreditava-se que brinquedos barulhentos atraíam a atenção de deuses protetores e assustavam os maus espíritos. Era muito comum ver bebês, nas costas das irmãs mais velhas ou empregadas, brincando com o denden.
Ohajiki
No passado usavam-se conchas e pedras roliças “seixos”, atualmente o ohajiki é feito de vidro, cerâmica colorida ou plástico. O jogo é bem parecido com o de bolinhas de gude. Com o seu ohajiki o jogador tenta acertar outras peças, aquelas que ele tocar serão suas. Ganha quem tiver mais peças. Não deve ser jogado por crianças menores de três anos, que podem engolir as peças.
 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil - 23/12/2019
• Pavetones de pote deixam o Fim de Ano mais bonito e gostoso
Especial - Nippo-Brasil - 02/03/2019
• A partir de 1º de maio de 2019 começa a era REIWA no Japão
Especial - Nippo-Brasil - 14/05/2018
• Escola OEN, fiel à filosofia japonesa desde a sua origem
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil 234
• Orquídeas: Paixão dos japoneses
Especial - Nippo-Brasil 233
• Tomie Ohtake
Especial - Nippo-Brasil 230
• Naomi Munakata: Uma regente em “estado de alfa”
Especial - Nippo-Brasil 229
• Relíquias com histórias pra contar
Especial - Nippo-Brasil 227
• Brinquedos tradicionais japoneses
Especial - Nippo-Brasil 226
• Hashi: o talher oriental
Especial - Nippo-Brasil 225
• Michie Akama
Especial - Nippo-Brasil 223
• Butô
Especial - Nippo-Brasil 222
• As formas e cores de Ruy Ohtake
Especial - Nippo-Brasil 215
• Kataná: a preciosa lâmina samurai
Especial - Nippo-Brasil 213
• Noborigama
Especial - Nippo-Brasil 212
• Terapias Alternativas
Especial - Nippo-Brasil 211
• Sakura
Especial - Nippo-Brasil 208
• Viagem pela fé
Especial - Nippo-Brasil 199
• Longe da poluição e do estresse da cidade grande
Especial - Nippo-Brasil 198
• Idades marcantes da cultura japonesa
Especial - Nippo-Brasil 194
• Por dentro das datas comemorativas no Japão
Especial - Nippo-Brasil 192
• Compradores compulsivos
Especial - Nippo-Brasil 187
• Rituais de Ano Novo Japonês
Especial - Nippo-Brasil 186
• Bonenkai - Fechar o ano com chave de ouro
Especial - Nippo-Brasil 180
• Danças Japonesas
Especial - Nippo-Brasil 177
• Viciados em Jogos
Especial - Nippo-Brasil 171
• Jardim Japonês: Um cantinho para meditar
Especial - Nippo-Brasil 170
• Alimentos: eles curam?
Especial - Nippo-Brasil 169
• Wadaiko: o estilo japonês de tocar taiko
Especial - Nippo-Brasil 168
• Saque: A bebida milenar japonesa
Especial - Nippo-Brasil 167
• Que bicho é seu pai no Horóscopo Oriental?
Especial - Nippo-Brasil 163
• Watsu uma terapia de lavar a alma
Especial - Nippo-Brasil 161
• Kumon, o método japonês de ensino individualizado: lições para a vida toda
Especial - Nippo-Brasil 155
• Banho de Ofurô: cores e sabores de um ritual milenar
Especial - Nippo-Brasil 154
• Agrade à sua mãe
Especial - Nippo-Brasil 150
• Jogos Japoneses: Shogui e Gô
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2020 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados