Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quinta-feira, 22 de junho de 2017 - 8h55
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 084 - 21 de dezembro de 2000 a 3 de janeiro de 2001
 
Muay Thai: boxe tailandês

Chute circular com a canela

Joelhada frontal com salto

O famoso Low Kick

Violenta cotovelada do Muay Thai

História
Segundo os tailandeses, a origem de seu povo é a província de Yunnam, nas margens do rio Yang Tsé na China Central. Muitas gerações atrás eles migraram da China para o local onde atualmente é a Tailândia em busca de liberdade e de terras férteis para agricultura.

Do seu local de origem, a China, até o seu destino, os tailandeses foram constantemente hostilizados e sofreram muitos ataques de bandidos, de Senhores da Guerra, de animais, e também foram acometidos de muitas doenças. Para protegerem-se e manterem a saúde, eles criaram um método de luta chamado “Chupasart”. Este método de luta e auto-defesa fazia uso de diversas armas antigas.

No treinamento do “Chupasart”, freqüentemente ocorriam acidentes que causavam graves ferimentos aos praticantes. Para que eles pudessem treinar sem ferir-se, os tailandeses criaram um método de luta sem armas, o percursor do atual Muay Thai.

No início, o Muay Thai era muito parecido com o Wu Shu chinês. O antigo Muay Thai utilizava-se de golpes com as palmas das mãos, ataques com as pontas dos dedos, imobilizações e mãos em garras para segurar o oponente.

Em muitos períodos da história tailandesa o Muay Thai foi muito popular entre os tailandeses. Principalmente no período do Rei Pra Chao Sua ou “Rei Tigre” como era mais conhecido. Durante o seu reinado o Muay Thai fazia parte da preparação militar e era ensinado em todas as escolas.

Outro grande lutador de Muay Thai foi um lutador chamado Nhai Khon Tom. Segundo as lendas ele foi capturado pelos Birmaneses durante um dos inúmeros conflitos entre os Birmaneses e os Tailandeses. Quando capturado, foi-lhe oferecida a liberdade se ele conseguisse derrotar alguns lutadores Birmaneses. O resultado foi que ele foi libertado após vencer seguidamente 12 lutadores Birmaneses.

Até por volta de 1920 os lutadores não usavam luvas e nem qualquer outro tipo de proteção. Alguns antigos treinadores falam que em alguns duelos antigos, os lutadores faziam uso de cola e vidro moído nas ataduras. Algumas vezes também eram utilizadas cascas de cocos como protetor genital.

Após 1920, algumas regras de boxe inglês foram adaptadas para o Muay Thai devido ao alto grau de lesões: as divisões por peso, o uso de luvas, a inclusão dos rounds e também a inclusão do árbitro central juntamente com os juizes laterais. Atualmente restaram das antigas lutas um conjunto musical que serve para dar o ritmo da luta. Outra tradição mantida é o uso do Wai Kru, uma dança ritual que serve para homenagear o Muay Thai e seus representantes. Outra tradição é o uso do “Mongkon” e da “Praciat”. O “Mongkon” é uma faixa colocada na cabeça dos lutadores para protegê-los antes da luta e que é retirada após o Wai Kru. A “Praciat” é uma corda trançada que é colocada em um ou nos dois braços do oponente também com o objetivo de proteção. A “Praciat” não é retirada após o Wai Kru e permanece com o lutador por toda a luta.

Em Bangcoc, capital da Tailândia, existem dois grandes estádios principais aonde pode-se ver lutas de Muay Thai, eles são o Lumpini e o Rajadamnerm. Cada um deles tem lutas em dias diferentes. Alguns dias por semana, principalmente aos domingos, também passam lutas de Muay Thai pela televisão.

Os países em que o Muay Thai é mais conhecido são: Austrália, Inglaterra, Holanda, França, Japão, Coréia, Estados Unidos e Brasil. No Brasil o Muay Thai foi apresentado no desenho animado japonês Sawamu, que mostrava as aventuras de um ex-karateca no aprendizado do boxe tailandês, e fez enorme sucesso entre crianças e adultos na década de 70.

Como o Muay Thai difere de outros esportes marciais de kickboxing? É o uso eficaz dos joelhos e dos cotovelos, com ou sem “clinch”, que só são permitidos nas regras tradicionais tailandesas.

Os lutadores da Holanda, país europeu com vários campeões, e da Tailândia, são muito resistentes e ferozes. Entretanto, devido ao físico típico dos tailandeses, os lutadores bons raramente estão acima de 150 libras (aprox. 67kg).

Técnicas Básicas
Postura básica: braço e a perna esquerda à frente, para quem é destro. O canhoto deve ficar com o braço e a perna direita à frente. As mãos ficam na altura das sobrancelhas, fechadas ou semi-abertas. Os cotovelos rentes ao tronco. As pernas ligeiramente flexionadas. Os pés devem ficar mais ou menos na largura dos ombros. O queixo quase encostado no peito.

A movimentação em luta deve ser cautelosa e sem erros. Na posição básica, deve-se avançar sempre o pé da frente primeiro. Após essa movimentação, o pé de trás move-se junto, sempre com as mãos protegendo o rosto e o corpo. Nunca deve-se cruzar os pés ou trazê-los muito próximos um do outro. Deve-se também ter cuidado para não perder o equilíbrio durante esta movimentação; pode ser a chance do oponente atacar.

Socos
Hoje em dia os socos do Muay Thai são iguais aos socos do boxe inglês, isto é, usa-se Jab, Punch (cruzado), Hook (gancho) e Uppercut.

O Muay Thai antigo usava golpes com as mãos em garras, pontas dos dedos, palmas das mãos, etc. Após a adoção das regras ocidentais para o Muay Thai, as técnicas alteraram-se e surgiram os socos, que são sempre aplicados em conjunto com as outras técnicas de chutes, joelhadas e cotoveladas.

Chutes
O Muay Thai utiliza 3 tipos de chutes: o chute circular, o chute frontal e o chute giratório de calcanhar.

Uniforme
Os lutadores de Muay Thai vestem tradicionalmente bermudas para lutar e usam calções e camisetas para treinar.

Graduação
Oficialmente, na Tailândia, não existe uma graduação em faixas para o Muay Thai. Na Tailândia simplesmente existem os lutadores, nas categorias amador e profissional, sem importar sua graduação, a exemplo do boxe.
O sistema de graduação adotado no ocidente, avalia os alunos por níveis: nível básico, nível intermediário e nível avançado.

Budô
Arquivo Nippo - Edição 88
Boxe - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 87
Boxe - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 86
Kenpo Havaiano
Arquivo Nippo - Edição 85
Capoeira
Arquivo Nippo - Edição 84
Muay Thai: boxe tailandês
Arquivo Nippo - Edição 83
Shao Lin do Norte
Arquivo Nippo - Edição 82
Garra de Águia: um dos mais temidos estilos do Kung Fu
Arquivo Nippo - Edição 81
Louva-a-Deus do Norte: Sistema Tradicional de Kung Fu Chinês
Arquivo Nippo - Edição 80
Seiwakai: Karatê de Combate
Arquivo Nippo - Edição 79
Hung Gar: O sistema marcial da Família Hung
Arquivo Nippo - Edição 78
Kung Fu: Artes marciais chinesas do Templo Shao Lin
Arquivo Nippo - Edição 77
Krav Maga: defesa pessoal israelense
Arquivo Nippo - Edição 76
Ninjutsu: arte marcial dos ninjas
Arquivo Nippo - Edição 75
Savate: boxe francês
Arquivo Nippo - Edição 74
Jojutsu: técnica japonesa de luta com bastão
Arquivo Nippo - Edição 73
Kombato: arte militar de defesa pessoal
Arquivo Nippo - Edição 72
Qwan Ki Do: arte marcial vietnamita
Arquivo Nippo - Edição 71
Naguinata: arte marcial japonesa criada na idade média
Arquivo Nippo - Edição 70
Hapkidô: arte marcial coreana especializada em defesa pessoal
Arquivo Nippo - Edição 69
Tai Chi Chuan - Arte Marcial da Longevidade
Arquivo Nippo - Edição 68
Karatê - Seido Juku
Arquivo Nippo - Edição 67
Karatê - Shorin-Ryu
Arquivo Nippo - Edição 66
Karatê - Kyokushin
Arquivo Nippo - Edição 65
Karatê - Goju Ryu
Arquivo Nippo - Edição 64
Karatê - Shotokan
Arquivo Nippo - Edição 63
Karatê - Shito Ryu
Arquivo Nippo - Edição 62
Karatê - Wadô-Kai
Arquivo Nippo - Edição 60
Jiu-Jitsu
O estilo da família Gracie
Arquivo Nippo - Edição 59
Sumô
Arquivo Nippo - Edição 58
Ving Tsun
Arquivo Nippo - Edição 57
Iaido
Arquivo Nippo - Edição 56
Taekwondo
Arquivo Nippo - Edição 55
Judô
Arquivo Nippo - Edição 54
Aikido

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

104 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases