Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Sexta-feira, 24 de novembro de 2017 - 0h10
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 066 - 17 a 23 de agosto de 2000
 
Karatê - Kyokushin

História
O karate kyokushin foi criado há mais de 40 anos no Japão por Masutatsu Oyama. Durante dez anos, ele viajou pelo mundo demonstrando seu próprio estilo, confrontando-se com diversos lutadores. Sua técnica e poder eram enormes, chegando a matar touros com as próprias mãos. Ao participar de torneios nos Estados Unidos, foi considerado pela crítica norte-americana como “o homem mais forte do mundo”.

Sosai (presidente) Oyama batizou seu estilo com o nome de kyokushin, cujo significado é “aprofundar-se na verdade”. No Brasil o estilo foi introduzido em 1972 pelo shihan (mestre) Seiji Isobe.

A principal diferença entre o kyokushin e os outros estilo de karate é que suas técnicas são compactas, para contato. O kyokushin visa a luta e o confronto direto entre os praticantes nas competições que promove.

 

Fundador
Masutatsu Oyama nasceu com o nome de Yong I-Choi, no dia 27 de julho de 1923, na Coréia do Sul. Aos nove anos estudou o Kempo do sul da China, chamado Dezoito Mãos. Em 1938 viajou para o Japão com a intenção de se tornar o primeiro piloto de guerra coreano. Embora a carreira militar não desse certo, continuou treinando artes marciais. Observando alunos praticarem o karate de Okinawa, interessou-se pela arte e foi estudar na academia de Gichin Funakoshi, onde aprendeu o estilo shotokan, graduando-se rapidamente também no estilo goju ryu, judô e boxe. Aos 23 anos partiu para um retiro no Monte Minobu, na província japonesa de Chiba, mas após 14 meses terminou seu isolamento. Em 1947, mesmo vencendo o Campeonato Nacional de Artes Marciais do Japão, reiniciou novo isolamento em ritmo de treino frenético, dessa vez no Monte Kiyozumi. Após 18 meses de treinamento intensivo, retornou à civilização apto a divulgar sua experiência e seu método devastador de Karate.

Em 1950, Oyama começa a testar sua técnica e força lutando contra touros de arenas. No total combateu com 52 deles, sendo que três morreram instantaneamente e 49 tiveram seus chifres arrancados com os poderosos golpes do mestre. Na década de 50 viajou para os Estados Unidos, demonstrando seu Karate e sua filosofia de combate. Durante os anos seguintes, aceitou todos os desafios, resultando em lutas com 270 adversários diferentes. A maioria delas venceu com apenas um soco. Em 1953 abriu seu primeiro dojo a céu aberto, em Tóquio. Somente em 1956, abriu sua escola definitiva que no ano seguinte já contava mais de 700 membros. A central mundial foi oficialmente inaugurada em 1964, e somente então o nome kyokushin foi adotado. Shokei Matsui é o atual substituto legal e grão-mestre japonês que dirige a organização Kyokushinkaikan após a morte de Oyama em 1994.

Juramento da Academia

• Treinaremos firmemente nosso coração e nosso corpo para termos o Espírito inabalável;

• Alimentaremos o verdadeiro significado da arte marcial do karate para que no devido tempo nossos sentidos possam atuar melhor;

• Com verdadeiro vigor procuraremos cultivar o Espírito de abnegação;

• Observaremos as regras de cortesia, respeito aos nossos superiores e abstermo-nos da violência;

• Seguiremos nosso Deus e eternas verdades e jamais esqueceremos a verdadeira virtude da humildade;

• Olharemos para o alto, para a sabedoria e para o poder, não procurando outros desejos;

• Toda nossa vida, através da disciplina do karate, procuraremos preencher a verdadeira significação da filosofia da vida.



Campeão Mundial
SENSEI FRANCISCO FILHO

4º Dan, aluno de Shihan Isobe, venceu o Campeonato Mundial realizado no Japão em 1999. Depois de 20 anos de hegemonia japonesa, foi o primeiro estrangeiro a conquistar o título máximo. Também é um dos poucos praticantes que passou pelo teste das 100 lutas consecutivas sem perder nenhum combate. Seu golpe mais temido é o Jodan Mawashi Geri, um potente chute circular que atinge com o peito do pé na altura da cabeça do oponente.

Budô
Arquivo Nippo - Edição 88
Boxe - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 87
Boxe - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 86
Kenpo Havaiano
Arquivo Nippo - Edição 85
Capoeira
Arquivo Nippo - Edição 84
Muay Thai: boxe tailandês
Arquivo Nippo - Edição 83
Shao Lin do Norte
Arquivo Nippo - Edição 82
Garra de Águia: um dos mais temidos estilos do Kung Fu
Arquivo Nippo - Edição 81
Louva-a-Deus do Norte: Sistema Tradicional de Kung Fu Chinês
Arquivo Nippo - Edição 80
Seiwakai: Karatê de Combate
Arquivo Nippo - Edição 79
Hung Gar: O sistema marcial da Família Hung
Arquivo Nippo - Edição 78
Kung Fu: Artes marciais chinesas do Templo Shao Lin
Arquivo Nippo - Edição 77
Krav Maga: defesa pessoal israelense
Arquivo Nippo - Edição 76
Ninjutsu: arte marcial dos ninjas
Arquivo Nippo - Edição 75
Savate: boxe francês
Arquivo Nippo - Edição 74
Jojutsu: técnica japonesa de luta com bastão
Arquivo Nippo - Edição 73
Kombato: arte militar de defesa pessoal
Arquivo Nippo - Edição 72
Qwan Ki Do: arte marcial vietnamita
Arquivo Nippo - Edição 71
Naguinata: arte marcial japonesa criada na idade média
Arquivo Nippo - Edição 70
Hapkidô: arte marcial coreana especializada em defesa pessoal
Arquivo Nippo - Edição 69
Tai Chi Chuan - Arte Marcial da Longevidade
Arquivo Nippo - Edição 68
Karatê - Seido Juku
Arquivo Nippo - Edição 67
Karatê - Shorin-Ryu
Arquivo Nippo - Edição 66
Karatê - Kyokushin
Arquivo Nippo - Edição 65
Karatê - Goju Ryu
Arquivo Nippo - Edição 64
Karatê - Shotokan
Arquivo Nippo - Edição 63
Karatê - Shito Ryu
Arquivo Nippo - Edição 62
Karatê - Wadô-Kai
Arquivo Nippo - Edição 60
Jiu-Jitsu
O estilo da família Gracie
Arquivo Nippo - Edição 59
Sumô
Arquivo Nippo - Edição 58
Ving Tsun
Arquivo Nippo - Edição 57
Iaido
Arquivo Nippo - Edição 56
Taekwondo
Arquivo Nippo - Edição 55
Judô
Arquivo Nippo - Edição 54
Aikido
Arquivo Nippo - Edição 53
Kendô

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

157 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases