Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 17 de maio de 2022 - 23h31
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Bucolismo e riqueza cultural em Santana de Parnaíba

(Arquivo Jornal NippoBrasil)

A cidade de Santana de Parnaíba tem um dos maiores conjuntos arquitetônicos tombados e preservados do Estado de São Paulo. Um passeio por seu Centro Histórico une cultura e lazer. O município resguarda importantes imóveis remanescentes do período colonial, que têm servido como base para estudos da técnica construtiva, do modo de vida e dos costumes paulistas nos primeiros séculos da colonização.

Passar um dia ou um fim de semana no município é uma agradável experiência de descoberta. Para quem fica em São Paulo, a cidade é ótima opção para viagens curtas nos finais de semana. O passeio em Santana de Parnaíba pode começar pelo centro histórico do município. São 209 edificações que mantêm as características da época colonial.

As casas térreas e sobrados construídos no alinhamento da rua, com beirais pronunciados sobre o calçamento, foram restaurados pelo Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios e retomaram seus ares originais. O centro é também um grande palco, onde acontecem, durante todo o ano, diversos eventos culturais, religiosos e turísticos que atraem milhares de turistas à cidade. Como acontece durante o Corpus Christi, a festa da Padroeira Sant’Anna, o Encontro de Antigomobilismo e o Caminho do Sol, que sai de Santana de Parnaíba e é uma versão do Caminho de Santiago, por exemplo. Além disso, os museus, os monumentos, a Igreja Matriz, os restaurantes, as feiras de artes e a arquitetura são atrações à parte.

Pontos Turísticos


HISTÓRIA - Vista aérea da cidade, que fica próxima a São Paulo

Barragem Edgard de Souza
Inaugurada em 23 de Setembro de 1901, foi a primeira usina da “Light” no Brasil e também a primeira hidrelétrica a abastecer São Paulo. Está localizada na Estrada dos Romeiros (Cachoeira do Inferno – Rio Tietê).

Casa da Cultura “Monsenhor Paulo Florêncio da Silveira Camargo”
O sobrado construído por volta do século XIX é um exemplar típico das construções paulistas, com paredes estruturais em taipa de pilão cobertas com telhas capa canal, portas altas e elevado pé direito. Está localizado no Largo da Matriz, nº19. É um patrimônio tombado pelo Iphan desde dezembro de 1958 e pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico) desde maio de 1982.


PASSADO - Igreja matriz é o principal marco do município

Coreto Maestro Bilo
Doado e construído em 1892, com ferros que vieram da Inglaterra, o coreto é um dos mais belos monumentos históricos da cidade. O piso era de assoalho e o porão oco em função da acústica. Em 1963, esse monumento foi aterrado, reformado e diminuído em 60 cm de altura, preservando seu gradil original e o restante de sua arquitetura. Continua, hoje, sendo palco de apresentações e é considerado o cartão de visitas da cidade, juntamente com a Igreja Matriz, o Casarão e o Museu. Localizado na Praça 14 de Novembro, ao lado da Igreja Matriz.

Igreja Matriz
É considerada o marco mais importante do Município. De acordo com os registros históricos, em meados de 1560, foi erguida na cidade a primeira capela, dedicada a Santo Antônio. A pequena igreja era feita de pau-a-pique e coberta de folhagens. No ano de 1580, a segunda capela, dedicada a Sant’Ana, foi construída. Em 1610, uma terceira capela foi construída, também por André Fernandes, e, em 1625 foi elevada a Matriz, hoje conhecida como Paróquia de Sant’Ana. A edificação atual data de 1892, e seu estilo é eclético, possuindo piso em canela preta e altares que acompanham a liturgia. Tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico).

Museu Casa de Anhangüera
Nesta casa, típica das construções do século, em taipa de pilão e taipa de mão, morou o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva – o Anhangüera e era ponto de parada para estes viajantes. A edificação representa uma tradição urbana das primitivas moradas paulistas, que mantêm até hoje seu estilo original. Foi transformado no “Museu Histórico e Pedagógico Casa do Anhangüera” durante a semana comemorativa da criação da vila, em 14 de novembro de 1962, possuindo grande valor arquitetônico e histórico. Tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico e Nacional) em outubro de 1958 e pelo Condephaat, em maio de 1982.

Caminho do Sol
O roteiro religioso na Grande São Paulo começa no centro histórico de Santana de Parnaíba, onde o peregrino recebe da Secretaria de Cultura e Turismo um documento chamado “Passaporte do Sol” (Mapa do percurso). É a versão paulista do Caminho de Santiago de Compostela: o Caminho do Sol, um roteiro que envolve 12 cidades do interior de São Paulo. Os devotos percorrem 240 km, cruzando trilhas e trajetos rurais já existentes entre as cidades de Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, na Grande São Paulo, até Águas de São Pedro, onde se encontra a imagem de São Tiago marcando o final da peregrinação.

Festas e Eventos Regionais

Carnaval
A festa começa na sexta-feira, com o famoso “Grito da Noite”, a abertura oficial do carnaval de Santana de Parnaíba. A cidade ganha ares fantasmagóricos, a população sai às ruas fantasiada e segue o “Grito da Noite” pelas ruas do centro histórico. O carnaval parnaibano segue a tradição folclórica de origem africana, e os cabeções, que acompanham o cortejo, são uma das mais legítimas representações da arte popular da cidade. Na região metropolitana, é o único carnaval de rua com apresentações de blocos.

Corpus Christi
É uma das maiores manifestações religiosas do Estado de São Paulo e que atrai, a cada ano, milhares de visitantes à cidade. Diversas ruas do centro histórico são ornamentadas pelos moradores com os tapetes coloridos feitos com serragens, pó de café e cascas de ovos. As ilustrações, com motivos religiosos, surpreendem pela perfeição. A comunidade participa ativamente fazendo com que o Centro Histórico amanheça coberto pelo tapete. Missas e procissões completam a festa.

Drama da Paixão de Cristo
A encenação da Paixão apresenta a trajetória de Jesus Cristo na Sexta-feira da Paixão e no Sábado de Aleluia. O espetáculo tradicional no município de Santana de Parnaíba leva mais de 30 mil espectadores à cidade. O cenário da peça, que conta com 70 atores e 250 figurantes, é a Barragem Edgard de Souza, nas margens no Rio Tietê.


Arquivo NippoBrasil - Edição 294 - 2 a 8 de fevereiro de 2005
 Arquivo - Turismo Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 299
• Foz do Iguaçu: Turimo Ecológico
Arquivo NippoBrasil - Edição 297
• Espirito Santo: Tradições culturais e gastronomia típica no Sudeste do Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 294
• Bucolismo e riqueza cultural em Santana de Parnaíba
Arquivo NippoBrasil - Edição 293
• Guaratuba e Ilha do Mel: natureza e história no Sul do Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 291
• As melhores praias do Brasil - Parte 2
Arquivo NippoBrasil - Edição 290
• As melhores praias do Brasil - Parte 1
Arquivo NippoBrasil - Edição 288
• Brasília: muito além da política
Arquivo NippoBrasil - Edição 287
• Fernando de Noronha: o paraíso é aqui!
Arquivo NippoBrasil - Edição 286
• Fortaleza: 300 anos de história
Arquivo NippoBrasil - Edição 283
• Cabo Frio, cidade das cores
Arquivo NippoBrasil - Edição 282
• Turismo para relaxar no feriado
Arquivo NippoBrasil - Edição 281
• Cunha e Bananal: história e ecologia no interior de São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 278
• É tempo de festa em Santa Catarina!
Arquivo NippoBrasil - Edição 277
• Curitiba: turismo com qualidade de vida
Arquivo NippoBrasil - Edição 275
• Serras Gaúchas: turismo europeu - Parte 2
Arquivo NippoBrasil - Edição 274
• Serras Gaúchas: turismo europeu - Parte 1
Arquivo NippoBrasil - Edição 273
• Uma viagem histórica por Minas Gerais - Parte 2
Arquivo NippoBrasil - Edição 272
• Uma viagem histórica por Minas Gerais - Parte 1
Arquivo NippoBrasil - Edição 271
• Paraty
Arquivo NippoBrasil - Edição 269
• Petrópolis, cidade imperial
Arquivo NippoBrasil - Edição 268
• Caxambu: raízes indígenas e africanas
Arquivo NippoBrasil - Edição 266
• Campo Grande, Cidade Morena
Arquivo NippoBrasil - Edição 265
• Paranapiacaba: atrações a céu aberto
Arquivo NippoBrasil - Edição 264
• Campos do Jordão: Um pedaço da Europa no Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 263
• Araxá: “onde primeiro se avista o sol”
Arquivo NippoBrasil - Edição 262
• Águas de São Pedro: beleza natural bem próxima a São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 260
• Poços de Caldas, MG - Tudo começou com a água...
Arquivo NippoBrasil - Edição 259
• Búzios é atração no litoral norte do RJ
Arquivo NippoBrasil - Edição 257
• Atibaia para todos os gostos
Arquivo NippoBrasil - Edição 256
• Monte Verde é opção de viagem completa
Arquivo NippoBrasil - Edição 255
• História e natureza em Angra dos Reis


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados