Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 03 de julho de 2022 - 5h30
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Monte Fuji e os Cinco Lagos


O cume da montanha é, na verdade, a borda da cratera do vulcão e seu circuito leva quase uma hora

(Texto e fotos: Arquivo NippoBrasil)

Com 3.776 metros, o Monte Fuji (ou Fujisan) é o ponto mais alto do Japão. Situa-se no centro de Honshu, na província de Shizuoka (entre Tóquio e Quioto), uma região que resume os contrastes do Japão atual, pois possui as maiores cidades do país na faixa costeira e conserva, no interior, os estilos de vida rural tradicional.

Com seu cume coberto de neve e imerso em nuvens baixas, o monte é originário de um vulcão inativo desde 1707. Suas encostas mais altas são formadas por cinzas vulcânicas soltas, sem vegetação ou rios. Há pouco mais de cem anos, o Fuji era considerado sagrado e somente monges e peregrinos podiam subi-lo; as mulheres só foram autorizadas em 1872.

Em seu sopé, há os Cinco Lagos Fuji, que oferecem instalações de esporte, parques de diversão e opções diversas de turismo e lazer. O Lago Motosu é o mais profundo (está retratado nas notas de 5 mil ienes); o Shoji é o menor e muito procurado para pescarias; o Sai é o menos deteriorado dos lagos e proporciona bela vista do Monte Fuji; o Kawaguchi é de mais fácil acesso e constitui uma espécie de centro comercial e, finalmente, o Yamanaka é muito procurado para a prática de esqui aquático e natação.



Nos arredores do Fuji, além de lagos, há belos lugares a serem visitados, como a Caverna de Vento Fugaku

Nos arredores do Fuji, além dos lagos, há belos lugares que devem ser visitados, como a Caverna de Vento Fugaku, a Caverna de Gelo Narusawa, o Mar de Árvores (uma antiga floresta, famosa porque nela muitos se perdem), o Fuji-Yoshida (uma tradicional base de peregrinos, com pousadas e cachoeiras para oração antes da subida) e o Sengen Jinja, um dos principais santuários da região, dedicado à divindade da montanha.

O cume da montanha é, na verdade, a borda da cratera do vulcão, e seu circuito leva quase uma hora. Para chegar lá, há diversas opções de trilhas, que estão divididas em dez estágios. Os alpinistas costumam partir do quinto estágio. As principais trilhas são a Subashiri, a Gotemba, a Fujinomiya e a Kawaguchi-ko, que leva cinco horas para a subida e divide o caminho com a trilha Yoshida.

Importante
O monte está aberto para escaladas somente em julho e agosto, e as trilhas e pousadas são bem concorridas nos fins de semana. A subida é difícil, pois as cinzas vulcânicas deslocam-se sob os pés como se fossem areia. A partir do oitavo estágio, o visitante pode sofrer do Mal das Montanhas (náuseas e dores de cabeça), causado pelo ar rarefeito das altas altitudes. Nesses casos, recomenda-se a descida imediata. O alto do cume é bem frio, e a exposição ao sol pode ser nociva.

O Monte Fuji no imaginário japonês

Sua forma quase simétrica, a mudança de aspecto nas diferentes estações e horas do dia e sua predominância sobre a paisagem fizeram do Monte Fuji um símbolo do Japão, dentro e fora do país. Curioso e belo para turistas e aventureiros e sagrado para religiosos, o monte é também uma requisitada fonte de inspiração para diversos artistas. Foi representado em xilogravuras do século XIX, como as de Hokusai (1790-1849) e Hiroshige (1797-1858), que publicaram as tradicionais séries denominadas Trinta e Seis vistas do Monte Fuji. A montanha, em geral, aparece no fundo das gravuras da área central de Tóquio. Em outras artes, aparece em motivos decorativos, como em quimonos, entalhes de madeira e até na forma de molduras de janela.


Arquivo NippoBrasil - Edição 300 - 16 a 22 de março de 2005
 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 300
• Monte Fuji e os Cinco Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 298
• Nikko: A cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 296
• Hakone: A região dos vales fumegantes
ARQUIVO - EDIÇÃO 295
• Iwate: Um encontro entre tradição e natureza
ARQUIVO - EDIÇÃO 292
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 289
• Hokkaido: Tudo começou em Naka Furano
TURISMO JAPÃO
• É verão no Japão! Seis maneiras de conhecer o Monte Fuji, o destaque da estação
ARQUIVO - EDIÇÃO 285
• Kansai: Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 280
• Soka: Industrialização traz rápido progresso à cidade
ARQUIVO - EDIÇÃO 279
• Hirakata: Tranqüilidade na divisa de três províncias
TURISMO JAPÃO
• Conexão com a natureza: no Japão, banho de floresta ajuda a relaxar e a se desligar da vida agitada
ARQUIVO - EDIÇÃO 276
• NIigata
TURISMO JAPÃO
• Ano Novo no Japão: Celebração mais importante do calendário do arquipélago busca renovação e purificação
TURISMO JAPÃO
• Omotenashi: A experiência da hospitalidade japonesa nos tradicionais ryokans
ARQUIVO - EDIÇÃO 270
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 267
• Komatsu
ARQUIVO - EDIÇÃO 258
• Chugoku-Shikoku - O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 254
• Templo Horyuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados