Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 08 de dezembro de 2019 - 3h42
Arquivo Edição 208 - 28 de maio a 3 de junho de 2003 - Especial - Portal NippoBrasil
 

Viagem pela fé

Conheça os principais templos, que independente da religião, merecem ser visitados

(Arquivo NippoBrasil)

Os templos e santuários são locais construídos especialmente para orar, agradecer e pedir bênçãos, mas devido a exuberância arquitetônica e importância cultural e história, muitas vezes, extrapolam a atividade religiosa e se transformam em verdadeiros lugares de “peregrinação turística”.

Cada um desses templos possui uma singularidade, como por exemplo, os arcos em estilo gótico e os vitrais das igrejas católicas, as construções em madeira, os portais e jardins dos templos orientais...

Mas quantas vezes, na correria do nosso dia-a-dia, paramos para admirar um pouco dessas obras de arte? Poucas, não é verdade? Então para que você conheça um pouco mais dessa diversidade, montamos um roteiro, que independentemente de nossas crenças, vale a pena ser visitado por sua beleza e simbologia.

 

• Igreja Messiânica - construída em uma área de 327,5 mil m², nas margens da represa de Guarapiranga, em São Paulo, a sede do Movimento Mundial Mokiti Okada (fundador da religião) no Brasil, é um retiro para aqueles que querem se desvencilhar do estresse da megalópole sem ir longe. A proposta estética do local, mistura os padrões clássicos, orientais e ocidentais, sob uma ótica mais contemporânea, como é o caso do templo e dos jardins. O templo que não tem teto e nem paredes, tem forma de um anel, apoiado em 16 colunas que representam os pontos cardeais. Os jardins são inspirados no artista plástico japonês, Ogata Korin.

 
• Seicho-No-Ie - construído por Shitiro Fujiwara e inaugurado em 1957, o templo da igreja em Ibiúna, conhecido como Santuário Hoozo, foi inspirado no estilo arquitetônico miojin, o mesmo empregado na construção do Torii (portal do santuário). Símbolo da mitologia japonesa, o Torii, é passagem obrigatória para entrar-se no Santuário, pois segundo a religião é necessário purificar o corpo. As dependências são cercadas por jardins em estilo oriental, com pinheiros do tipo miti e sakuras de Okinawa.
 

• Igreja Tenrikyo do Brasil - localizada na cidade de Bauru, a sede atual da igreja no Brasil, foi inaugurada em setembro de 1962 em comemoração ao aniversário de uma década da Sede Missionária. Apesar das diferentes tonalidades das telhas e da pintura externa, a fachada da sede brasileira, assemelha-se muito com a sede da igreja no Japão, localizada na cidade de Tenri, província de Nara. O Recinto de Reverência, como é conhecida a parte interna do templo, mede aproximadamente 20x30m e não possui nenhuma coluna de sustentação, isso é possível graças as longas vigas de madeira, que foram extraídas especialmente para a construção da sede e trabalhadas manualmente pelos próprios fiéis. A parte externa do templo é marcada pelo telhado alto e côncavo, adornado em todas as extremidades pelo símbolo da Igreja (veja na foto). O jardim é em estilo oriental ornado por matsuis (pinheiros japoneses) e com um pequeno lago com carpas.

 
• Kinkaku-ji - cercado por 190 mil m² de Mata Atlântica, o templo Kinkakuji, é uma réplica do homônimo em Kyoto no Japão. Localizado dentro do Parque Turístico Nacional de Itapecerica da Serra, o Kinkaku-ji, ou Pavilhão Dourado, foi construído em 1975. Seguindo o projeto do arquiteto Takeshi Suzuki, foi revestido em cedro e trabalhado manualmente, pelos marceneiros Noburo Norisada e Kanto Matsumoto. Nos três andares da edificação os tetos são cobertos por chapas de cobre, que se assemelham ao tom das cascas de árvores, e as paredes todas pintadas de dourado, fazendo referência ao templo de Kyoto, onde as paredes são pintadas a ouro. Jardins em estilo japonês espalham-se pelas dependências e os lagos, habitados por patos e pelo desenho das carpas que passeiam pela água, complementam a paisagem. O florescer dos sakuras (cerejeiras), entre os meses de junho e julho, também é uma das atrações do complexo. É lá também, que está localizado o maior cinerário da América do Sul.
 
• Basílica de Aparecida - inaugurada em 1955, a catedral, localizada na região do Vale do Paraíba, é a maior basílica da America Latina. O templo possui a forma de uma cruz grega e foi projetada pelo arquiteto Benedito Calixto de Jesus Neto. Ao total são 23 mil metros quadrados de área construída, que podem abrigar 45 mil pessoas. O Museu de Nossa Senhora Aparecida, inaugurado em 1956, abriga peças de arte sacra dos séculos XVII ao XX, documentos sobre a escravidão no Brasil, revolução de 32 e Segunda Guerra Mundial, entre outras peças. Outro local que não pode deixar de ser visitado é a Sala das Promessas, onde os romeiros pedem e agradecem as bençãos alcançadas. A Basílica Antiga, com mais de 100 anos de existência; e o Morro do Cruzeiro, local onde está exposta a via-sacra, do artista plástico Adélio Sarro Sobrinho, complementam o passeio.
 
 

Conheça um pouco sobre as religiões

a, reunidos em torno de um ideal espiritual. Os moradores dessa comunidade são seguidoresntal, com cúpulas e símbolos védicos em alto relevo. A decoração interna foi feita por devotos artistas, que se inspiraram na arte e arquitetura indianas. Mais informações através do site: www.harekrishna.com.br/novagokula

 

• Igreja Messiânica
A igreja neo-xintoísta, foi instituída em 1935, por Mokiti Okada. Baseada na filosofia do mesmo, seus seguidores acreditam que a prática do altruísmo e apreciação do belo, em conjunto com a técnica de canalização da energia vital, Johrei, seja o caminho para o aperfeiçoamento espiritual.

Estrada do Jaceguai, nº 6567 - Parelheiros - São Paulo/SP
Tel.: (11) 5970-1000
Em São Paulo seguir pela Av. Sen. Teotônio Vilela, sentido Parelheiros, até a Estrada do Jaceguai (terça-feira a domingo das 8h às 17h)


• Seicho-No-Ie
A religião teve início em 1930, através de Masaharu Taniguchi, que buscou, principalmente, por meio de publicações, difundir seus princípios. O termo Seicho-No-Ie, significa “Lugar de Crescimento”. Seus seguidores, acreditam que todas as religiões, independentemente da forma de adoração, possuem uma mesma essência.

Estrada Vicinal Seicho-No-Ie, s/n - Pq. Paiol - Ibiúna/SP
Tel.: (15) 241-1014
Saindo de São Paulo pela Rodovia Raposo Tavares, segue-se pela Rodovia Bunjiro Nakao, sentido São Roque. O santuário é afastado do centro, logo após o condomínio Colinas de Ibiúna. (aberto diariamente das 8h às 18h.)


• Tenrikyo de Dendotyo
A religião da Divina Sabedoria - Tenrikyo -, de tendência xintoísta, fundada em 1838, por Miki Nakayama, prega os ensinamentos do Deus-Parens. A crença diz que, o corpo é empréstimo de Deus e alma é pertencente à pessoa, e somente é possível alcançar a vida plena de alegria e felicidade através de uma conduta espiritual correta.

Rua Tenri, nº 4-58 - Vila Independência - Bauru/SP
Tel.: (14) 3236-1144
Saindo de São Paulo, seguir pela Rodovia Castelo Branco sentido Botucatu, onde deve-se pegar a Rodovia Marechal Rondon. Chegando ao centro da cidade, seguir pela Av. Castelo Branco, que é perpendicular a R. Tenri. (diarimente das 6h30 às 18h30)


• Kinkaku-ji
Segue a linha do zen-budismo, nascido na India por volta de 430 DC. A religião baseia-se na meditação profunda ao invés da recitação dos sutras em voz alta. Os mais representativos elementos da cultura japonesa como ikebana, cerimônia do chá, a caligrafia entre outros, nasceram do zen-budismo ou se aprimoraram a partir dele.

Rua Camarão, nº 220 - Chácara Palmeira - Itapecirica da Serra/SP
Tel.: (11) 4666-4895 ou 4667-3944
Saindo de São Paulo pela Rodovia Estadual Estrada de Itapecerica ou pela Rodovia Federal Régis Bittencourt (BR-116). (aberto diariamente das 9h às 17h)


• Basilica de Aparecida
Av. Getúlio Vargas, s/n - Aparecida/SP
tel.: (12) 3104-1694
saída do Km 74 da Rodovia Presidente Dutra
segunda a sexta-feira das 7h às 17h ; sabado e domingo das 6h às 22h
- recomenda-se ligar para os templos antes de se programar a visita, pois os horários de funcionamento podem sofrer mudanças.
 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil - 02/03/2019
• A partir de 1º de maio de 2019 começa a era REIWA no Japão
Especial - Nippo-Brasil - 14/05/2018
• Escola OEN, fiel à filosofia japonesa desde a sua origem
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil 208
• Viagem pela fé
Especial - Nippo-Brasil 199
• Longe da poluição e do estresse da cidade grande
Especial - Nippo-Brasil 198
• Idades marcantes da cultura japonesa
Especial - Nippo-Brasil 194
• Por dentro das datas comemorativas no Japão
Especial - Nippo-Brasil 192
• Compradores compulsivos
Especial - Nippo-Brasil 187
• Rituais de Ano Novo Japonês
Especial - Nippo-Brasil 186
• Bonenkai - Fechar o ano com chave de ouro
Especial - Nippo-Brasil 180
• Danças Japonesas
Especial - Nippo-Brasil 177
• Viciados em Jogos
Especial - Nippo-Brasil 171
• Jardim Japonês: Um cantinho para meditar
Especial - Nippo-Brasil 170
• Alimentos: eles curam?
Especial - Nippo-Brasil 169
• Wadaiko: o estilo japonês de tocar taiko
Especial - Nippo-Brasil 168
• Saque: A bebida milenar japonesa
Especial - Nippo-Brasil 167
• Que bicho é seu pai no Horóscopo Oriental?
Especial - Nippo-Brasil 163
• Watsu uma terapia de lavar a alma
Especial - Nippo-Brasil 161
• Kumon, o método japonês de ensino individualizado: lições para a vida toda
Especial - Nippo-Brasil 155
• Banho de Ofurô: cores e sabores de um ritual milenar
Especial - Nippo-Brasil 154
• Agrade à sua mãe
Especial - Nippo-Brasil 150
• Jogos Japoneses: Shogui e Gô
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão
Especial - Nippo-Brasil
• Escrevendo seu nome brasileiro em caracteres japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• 10 Provérbios Japoneses
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 27
• Crueldade marca início
do bairro da Liberdade
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 26
• Liberdade: um pedacinho
do Japão em São Paulo
• Nomes japoneses mais populares de 2013
• Aprender chinês não é tão difícil assim
• Homens donos de casa
• Executivos japoneses no Brasil convivem com diferenças culturais no País
• Japão ainda dificulta a carreira de mulheres
• Japão estimula funcionários a tirarem licença-paternidade
• Ano-Novo no Japão só
termina em meados de janeiro
• Marcos da imigração no Vale do Ribeira viram patrimônios históricos
• Natal à japonesa: sem feriado, ceia, missa e nem panetone
• Mulheres aderem à moda do plastimodelismo

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

154 usuários online