PORTAL NIPPO-BRASIL - 14 ANOS ONLINE

Horário de Brasília: Terça-feira, 01 de setembro de 2015 - 11h05
Seções

Entre em contato
com a redação:
campo@nippo.com.br

Campo NippoBrasil - 21/08/2015
 
Plano Safra libera R$ 1,2 bilhão
para agricultura familiar em São Paulo

O prefeito Jamil Ono (PT) ao lado do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Patrus Ananias, no lançamento nacional das ações do Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 destinadas ao Estado de São Paulo, neste dia 18/08, em São Paulo. Acompanharam o prefeito; o secretário municipal de Desenvolvimento Agrário, Rosivaldo de Paula; o coordenador municipal, Samuel Luiz da Costa; e a assessora, Keila Cristina Vianna dos Santos.
 

(Fonte:Agência Brasil | Foto: Secom/Prefeitura de Andradina)

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, anunciou, no dia 18/08, a liberação R$ 1,2 bilhão do Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 para o estado de São Paulo. O total de R$ 28,9 bilhões para todo o país, anunciado em junho pela presidenta Dilma Rousseff, teve acréscimo de 20% em relação à safra anterior. As taxas de juros oscilam abaixo da inflação, variando entre 2% e 5,5%. Para as regiões do Semiárido, as taxas ficam entre 2% e 4,5%.

A meta do ministério é conseguir, em São Paulo, a adesão de 35 mil contratos para o financiamento da atividade produtiva dos pequenos produtores rurais, a maioria de famílias de assentados. Segundo o ministro, o governo poderá estudar o remanejamento de recursos caso mais pessoas se interessem pelo plano agricultura familiar.

Patrus Ananias disse que os técnicos do ministério estão trabalhando com as instituições financeiras – Banco do Brasil e Banco do Nordeste – para facilitar o acesso às linhas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O motivo são os critérios mais rígidos nas concessões de crédito.

Há casos em que “o agricultor só tem a posse”, afirmou Patrus. “Também queremos [estender os benefícios] para as mulheres, assim como ampliar [o acesso] para os jovens”, acrescentou o ministro. Sobre os jovens, ele explicou que um dos objetivos é fixá-los no campo.

A equipe de assistência técnica do governo também pretende estimular a formação de cooperativas para melhorar a rentabilidade dos pequenos produtores.”Estamos convencidos de que o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil passa pelo cooperativismo, para que os agricultores possam unir os esforços”. O ministro disse que o estímulo à agroindústria no setor faz com que os produtos tenham valor agregado.

Dados do ministério indicam que no estado de São Paulo 68% das organizações da agricultura familiar trabalham em sistema de cooperativas. Do total de 122 entidades do gênero, 46 são atendidas pelo Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) Mais Gestão. Na safra 2015/2016, a estimativa é atender 8,6 mil famílias pela política da Ater.

Patrus Ananias está percorrendo o país para anunciar os volumes de crédito regionalizados. O ministro já esteve no Ceará e na Bahia. Depois de São Paulo, ele estará amanhã (19) em Belo Horizonte, apresentando o plano para o estado de Minas Gerais.

Arquivo