Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 - 9h09
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 198 - 19 a 25 de março de 2003
 
O tesouro das camélias
(Tsubaki no takará)

Adaptação livre de Claudio Seto
(Texto e desenhos: Claudio Seto)

Há muito e muitos anos, dois mascates descansavam à sombra de uma árvore, próxima de uma praia. O mais velho pegou no sono, enquanto o mais jovem continuou observando o mar. De repente, voltando a cabeça para o lado, percebeu que uma mosca pousada no nariz do companheiro levantou vôo em direção da ilha de Sado.

Como estava cansado, o rapaz também acabou dormindo. Horas depois despertou e notou que o amigo continuava roncando ao seu lado. Nisso a mosca retornou da direção da ilha de Sado e pousou no nariz do amigo, que sentindo cócegas acabou despertado. O mascate mais jovem nada comentou sobre a mosca, mas o amigo contou que tinha sonhado com uma mosca. No sonho, a mosca contou a ele que existe um tesouro enterrado debaixo de um pé de camélia branca, no jardim de um ricaço, na ilha de Sado.

O jovem ficou entusiasmado com o sonho e perguntou se o amigo não iria a ilha de Sado procurar pelo tesouro. O outro riu e disse que era apenas um sonho e que deixava o “tesouro” para o mais jovem. Pouco depois tomaram caminhos diferentes e o mascate mais jovem seguiu para a ilha de Sado.

Na ilha o mascate conseguiu emprego de jardineiro na mansão do único homem rico que existia no local. Esperou ansiosamente que as camélias florescerem. Quando chegou a época, ficou decepcionado porque todas que floriam eram coloridas, vermelha e rosa, mas nenhuma branca. Porém sem perder as esperanças, continuou trabalhando no jardim do ricaço por mais um ano.

Assim que o outono chegou as camélias começaram a florir novamente. Quando os botões se abriram, entre as camélias rosas e vermelhas, uma árvore estava coberta de flores brancas. O jovem mascate cavou e encontrou um pote de moedas de ouro. Como tinha gostado de cultivar flores, ele permaneceu por mais um tempo, trabalhando com o mestre jardineiro, e depois construiu uma enorme residência para si e fez um enorme jardim cheio de camélias brancas, que ficou conhecido como mansão das camélias.

 
Adaptação livre de Claudio Seto
Lendas do Japão
Arquivo Nippo - Edição 248
Toguênkyo - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 246
Warashibe Choja - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 244
Warashibe Choja - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 242
O nome da gata
Arquivo Nippo - Edição 240
O Perfeito Macaco-Rei
Arquivo Nippo - Edição 238
Cesto cheio de água
Arquivo Nippo - Edição 236
O Macaco e a Água Viva - Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 234
O Macaco e a Água Viva - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 232
O Mestre da Sabedoria
Arquivo Nippo - Edição 230
Zuiten
Arquivo Nippo - Edição 228
O Dia Seguinte
Arquivo Nippo - Edição 226
A Estátua e os Macacos
Arquivo Nippo - Edição 224
O fruto da cor de ouro
Arquivo Nippo - Edição 222
Espelho de Matsuyama - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 220
Espelho de Matsuyama - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 218
Shinguen e o Egoísmo
Arquivo Nippo - Edição 216
Ki o niguiru meiso
(Meditar com o bonsai)
Arquivo Nippo - Edição 214
O bambu e a correnteza
Arquivo Nippo - Edição 212
O trovão que caiu das nuvens - Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 210
O trovão que caiu das nuvens - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 208
Tudo sob controle
Arquivo Nippo - Edição 206
O guetá encantado
Arquivo Nippo - Edição 204
A mão e a ira - Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 202
A mão e a ira - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 200
Kobutori Jiji
Arquivo Nippo - Edição 198
O tesouro das camélias
Arquivo Nippo - Edição 196
A origem da cigarra Chibahime
Arquivo Nippo - Edição 194
Oyakoko zaru
Arquivo Nippo - Edição 192
O Mestre da Sabedoria
Arquivo Nippo - Edição 190
Kassajizo
Arquivo Nippo - Edição 188
O coelho da lua
Arquivo Nippo - Edição 184
O samurai e o cachorro guardião
Arquivo Nippo - Edição 182
Zenchi-Bonsai – O amor ao próximo
Arquivo Nippo - Edição 180
A tigela de madeira
Arquivo Nippo - Edição 178
Um Nome Comprido
Arquivo Nippo - Edição 176
A Borboleta Branca
Arquivo Nippo - Edição 174
Ubazakurá
Arquivo Nippo - Edição 172
Lenda da origem
do Bon Odori
Arquivo Nippo - Edição 170
Sô dessu ká?

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2018 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

168 usuários online