Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 02 de julho de 2022 - 17h32
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 

Livre-se do mau hálito

Quatro em cada dez brasileiros sofrem desse mal. Já existe até um serviço de clique-denúncia para o problema na Internet
 

É comum as pessoas acordarem pela manhã com um odor desagradável na boca, mas esse cheiro normalmente desaparece após tomar o café da manhã e fazer a escovação dos dentes. A preocupação deve surgir quando essa alteração persistir, caracterizando a halitose, ou seja, o mal hálito.

Pesquisas mostram que esse problema atinge quatro entre dez brasileiros. “O mau hálito é um sintoma e não uma doença. Ele sinaliza que algo no organismo está em desequilibro e acaba trazendo um grande prejuízo no convívio social, afetando relacionamentos afetivos e profissionais”, explica o dentista Maurício Duarte da Conceição, presidente da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas dos Odores da Boca (ABPO).

De acordo com ele, em 90% dos casos, a halitose tem origem bucal, e é causada pelo tártaro, gengiva inflamada, periodontite (doença dos tecidos que envolvem a gengiva) e pela a diminuição da produção da saliva. Esta última é gerada principalmente pelo estresse e pela ingestão de certos medicamentos.

A diminuição de saliva bem como a respiração bucal, por ressecarem a boca e permitirem a descamação de células da mucosa oral, provocam a “saburra lingual”, uma placa esbranquiçada localizada no fundo da língua e também os “cáseos amigdalianos”, que são bolinhas ou flocos esbranquiçados ou amarelados, formados nas amígdalas, que provocam a alteração no odor bucal. Outros agravantes do problema são o cigarro e a bebida.

O tratamento varia de acordo com a causa e vai de mudanças nos hábitos alimentares e de higiene até o uso de medicamentos.

Teste

1. Pergunte a uma pessoa em que você confie e peça que cheque seu hálito algumas vezes ao dia

2. Fale bem de pertinho com uma criança. Elas não mentem e, com certeza, vão falar se você estiver com mau hálito

3. Raspe a superfície da língua com o uso de uma gaze, cheire depois de alguns segundos e verifique o odor. Se verificar um cheiro não agradável você pode ter o problema

4. Lamba a parte de trás da sua mão, deixe secar por mais ou menos dez segundos e depois cheire. Se for notado odor, você pode ter o problema, pois os sais de enxofre da língua foram transferidos para a sua mão


Arquivo NippoBrasil - Edição 235 - 19 a 25 de novembro de 2003
 Coluna
 Arquivo - Saúde
• Beber álcool é bom?
• Exame de Papanicolau
• Barrigudinho
• Perguntas e respostas sobre a doença de Alzheimer (D.A)
• O trabalho voluntário e a saúde
• Perguntas e respostas sobre doenças do coração
• Trabalho, prazer e lazer
• Mal de Parkinson
• Livre-se do mau hálito
• Hábitos alimentares
• Câncer de mama e desodorantes
• Perguntas e respostas sobre enxaqueca
• Inseticidas de uso domiciliar
• Aliada do intestino: confira os benefícios da manga para combater a prisão de ventre
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 2
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 1
• Reposição hormonal natural
• Tétano e Difteria
• O que é acne?
• Hipotireoidismo
• Propriedades da soja
• Câncer de mama: Previna-se!
• Prevenção do câncer de pele
• O perigo do fumo passivo
• Lavar as mãos
• Alimente-se bem
• O dever de informar da medicina do trabalho
• Cuidados Paliativos, uma atividade multiprofissional
• Vulvovaginites
• Viciados no trabalho
• Acne adulto
• Dor mamária
• Dentes brancos: a estética chegou à boca
• Cirurgia plástica é coisa séria
• Ano novo, vida saudável: cresce interesse por alimentos que fortalecem a imunidade
• Varizes: livre-se delas!
• Avalie o seu grau de estresse
• Ervas medicinais: natural sim, mas com limites
W


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2022 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados