Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 9h31
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 

Cuidados Paliativos, uma atividade multiprofissional

Até que se prove o contrário, as pessoas nascem, vivem e morrem. “Não há como escapar da morte ou transferir para outros o nosso morrer”, diz a filósofa Dulce Critelli.

Não se pretende aqui falar sobre a morte, o que se deseja enfocar é que se um dia vamos morrer, que o façamos com dignidade, sem sofrimentos. Melhor seria se pudéssemos morrer dormindo, privilégio de uma parcela pequena dos que morrem. A grande maioria, nos dias atuais, morre de morte violenta ou de forma lenta e difícil em leitos hospitalares. É sobre esta morte que vamos falar.

Se de um lado a medicina tem o mérito de prolongar a vida das pessoas, há que, de outro, preservar a nobreza do seu final. Assim, uma nova missão que se apresenta ao hospital contemporâneo, ao lado de prolongar a vida, é a de proporcionar, quando inevitável,uma morte natural, sem sofrimentos e com dignidade.

“CUIDADOS PALIATIVOS” é a denominação que se dá ao campo da medicina que valoriza a atenção especial aos que se encontram nos derradeiros estágios da vida e se preocupa, também, com a repercussão na dinâmica das famílias.

Segundo o prof. Marco Tullio de Assis Figueiredo, professor da UNIFESP-EPM, é uma atividade médico-assistencial, com característica multiprofissional que cuida dos sintomas do corpo (médico, enfermeira, fisioterapeuta, fonoaudióloga), da mente (psiquiatra, psicológo, psicanalista, psicoterapeuta), do espírito (sacerdotes de diferentes religiões, de acordo com a crença do paciente), da família, procurando soluções para os mais variados problemas (assistente social, corpo voluntariado).

É por intermédio dos CUIDADOS PALIATIVOS que a equipe de profissionais aceitam o processo natural do envelhecimento, da falência precoce dos órgãos vitais como um processo degenerativo da doença como um fenômeno própria da natureza humana..

Koshiro Otani
Médico do Trabalho do Hospital Santa Cruz


Arquivo NippoBrasil - Edição 216 - 23 a 29 de julho de 2003
 Coluna
 Arquivo - Saúde
• Inseticidas de uso domiciliar
• Aliada do intestino: confira os benefícios da manga para combater a prisão de ventre
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 2
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 1
• Reposição hormonal natural
• Tétano e Difteria
• O que é acne?
• Hipotireoidismo
• Propriedades da soja
• Câncer de mama: Previna-se!
• Prevenção do câncer de pele
• O perigo do fumo passivo
• Lavar as mãos
• Alimente-se bem
• O dever de informar da medicina do trabalho
• Cuidados Paliativos, uma atividade multiprofissional
• Vulvovaginites
• Viciados no trabalho
• Acne adulto
• Dor mamária
• Dentes brancos: a estética chegou à boca
• Cirurgia plástica é coisa séria
• Ano novo, vida saudável: cresce interesse por alimentos que fortalecem a imunidade
• Varizes: livre-se delas!
• Avalie o seu grau de estresse
• Ervas medicinais: natural sim, mas com limites
• Síndrome do Coração Partido: quando as emoções afetam nossa saúde física
• Porque controlar o Tabagismo?
• Esclerose múltipla: sintomas diversos podem confundir diagnóstico
• Como evitar o câncer
• Cuidados básicos na manipulação de alimentos
• Viciados no trabalho
• Hábitos alimentares influenciam no desenvolvimento de doenças
• 75% das mulheres sofrem com a TPM
• Saiba como prevenir a conjuntivite
• Prazeres e cuidados com um banho de ofurô
• Você sabe como escolher um filtro solar?
• Verão, perigo para quem sofre de enxaqueca
• Cuidado com as micoses
• Automedicação: o barato que sai caro e pode ser perigoso
• Cuidado com a otite externa


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados