Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Quarta-feira, 20 de outubro de 2021 - 16h06
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 

Viciados no trabalho

Nos tempos modernos, em várias categorias profissionais, surge a figura dos viciados no trabalho, que se excedem naquilo que fazem e os que sofrem este tipo de violência social.

Jargões como “o trabalho enobrece o homem” são imposições de uma cultura responsável pela busca incessante de resultados, pela ganância do lucro, situações sociais que revelam uma lógica de que a eficiência é inimiga da saúde. Para estas pessoas o conceito de doença está ligado à sua capacidade produtiva.

Entretanto, para a medi-cina, a doença resulta de desvios para mais ou para menos dos parâmetros estabelecidos. Assim, por exemplo, é hipertenso quem tiver níveis de pressão arterial acima de 14x9. Tenham ou não sintomas, as pessoas fora destes padrões são doentes, mesmo porque, quando apresentarem sintomas, na maioria das vezes, a medicina pouco pode fazer.

Os viciados no trabalho sentem-se doentes quando não conseguem trabalhar. Criam rotinas estafantes que incluem jornadas diárias de mais de 12 horas e trabalhos em casa. São obstinados que não admitem falhas, são competitivos e obsessivos por resultados.

Enfim, são pessoas produtivas....de adrenalina. Não sabem que o corpo também necessita da endorfina, produzida em situações de bem estar, responsável pelo equilíbrio fisiológico.

São estas pessoas que se irritam facilmente, apresentam falta de auto-estima, são depressivas, têm úlceras e morrem de enfarte ou de derrame.

O exercício do trabalho desmesurado contribui para a morte precoce, pois é nele que os viciados no trabalho vivem a maior parte do tempo. O resto é perdido nos engarrafamentos e na frente de televisores assistindo camundongos e outros bichos mais.

Koshiro Otani - médico do Hospital Santa Cruz

 

Arquivo NippoBrasil - Edição 204 - 9 a 15 de abril de 2003
 Coluna
 Arquivo - Saúde
• Inseticidas de uso domiciliar
• Aliada do intestino: confira os benefícios da manga para combater a prisão de ventre
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 2
• Agrotóxicos e a saúde das pessoas - Parte 1
• Reposição hormonal natural
• Tétano e Difteria
• O que é acne?
• Hipotireoidismo
• Propriedades da soja
• Câncer de mama: Previna-se!
• Prevenção do câncer de pele
• O perigo do fumo passivo
• Lavar as mãos
• Alimente-se bem
• O dever de informar da medicina do trabalho
• Cuidados Paliativos, uma atividade multiprofissional
• Vulvovaginites
• Viciados no trabalho
• Acne adulto
• Dor mamária
• Dentes brancos: a estética chegou à boca
• Cirurgia plástica é coisa séria
• Ano novo, vida saudável: cresce interesse por alimentos que fortalecem a imunidade
• Varizes: livre-se delas!
• Avalie o seu grau de estresse
• Ervas medicinais: natural sim, mas com limites
• Síndrome do Coração Partido: quando as emoções afetam nossa saúde física
• Porque controlar o Tabagismo?
• Esclerose múltipla: sintomas diversos podem confundir diagnóstico
• Como evitar o câncer
• Cuidados básicos na manipulação de alimentos
• Viciados no trabalho
• Hábitos alimentares influenciam no desenvolvimento de doenças
• 75% das mulheres sofrem com a TPM
• Saiba como prevenir a conjuntivite
• Prazeres e cuidados com um banho de ofurô
• Você sabe como escolher um filtro solar?
• Verão, perigo para quem sofre de enxaqueca
• Cuidado com as micoses
• Automedicação: o barato que sai caro e pode ser perigoso
• Cuidado com a otite externa


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados