Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Sábado, 17 de abril de 2021 - 20h27
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 

Nova técnica para a plástica das pálpebras

Americo K. Kitahara*

A plástica das pálpebras é umas das cirurgias mais realizadas no mundo inteiro e tem como principais objetivos:

1) criar a segunda dobra da pálpebra superior.

2) retirar o excesso de pele e gordura que vão aparecendo com o decorrer dos anos, levando a perda da segunda dobra.

Muitos pacientes que não possuem a dobra palpebral, principalmente na raça amarela, e se submetem a “ocidentalização”, também conhecida em japonês como cirurgia de “futae mabuta”, com o objetivo estético de criar artificialmente esse detalhe.

Do mesmo modo, as pessoas que possuiam (ou não) essa dobrinha palpebral, mas que com o tempo ficaram menos visíveis pela sobra de pele e gordura nessa região, também sentem a necessidade de recriá-las. Além do que, nessas condições ocorre queda das pálpebras superiores, chamado de ptose palpebral, ou ainda uma inversão dos cílios para a córnea (entrópio). Neste caso, a cirurgia tem o objetivo não só estético mas reparadora também, sendo conhecido como blefaroplastia.

Até há 4 ou 5 anos utlizavam-se as mesmas técnicas clássicas para ambos os casos, isto é, fazendo-se um corte na pálpebra superior, retirada do excesso de pele e das bolsas de gordura e sutura formando a dobra. Porém, um cirurgião chamado Boo-Chai descreveu uma nova técnica de ocidentalização palpebral no qual são dados apenas 3 pontos na pálpebra superior, unindo a pele com o tarso (não sendo necessário se fazer incisão grande), criando-se assim a dobrinha.

Esta técnica tem diversas vantagens com relação à convencional, entre elas, a simplicidade e rapidez (cerca de 15 minutos para as duas pálpebras superiores), ausência ou menor quantidade de hematoma e edema e, portanto, uma recuperação mais rápida e, o mais importante, a reversibilidade dessa conduta se for num período curto (cerca de até 2 a 3 semanas após).

Atualmente no Japão, é a técnica mais usada para esse tipo de cirurgia. Todavia, ela tem as suas indicações precisas e apenas pacientes jovens (até no máximo de 25 a 30 anos) com mínimo de excesso de gordura e pele podem se candidatar a esse procedimento.

Para finalizar, gostaria de salientar que em quaisquer cirurgia (inclusive na blefaroplastia clássica) existe riscos de insucessos também que podem ocorrer por indicação imprecisa, falha técnica ou por associação de ambos. E, o cirurgião deve conhecer as diferenças constitucionais da pele de indivíduos de diversas raças para não usar as mesmas técnicas entre eles o que poderia ser um fator de falha no resultado final.


* Americo Kiyoshi Kitahara, 37 anos, formado na Escola Paulista de Medicina em 1989, fez dois anos de residência médica (1990 e 91) em Cirurgia Geral no Hospital das Clinicas da FMUSP e ficou 10 anos (março de 1992 a abril de 2002) no Departamento de Cirurgia Plástica da Universidade de Kyoto, onde inclusive terminou o Doutorado em 1998.

 

Arquivo NippoBrasil - Edição 189 - 8 a 14 de janeiro de 2003
 Coluna
 Arquivo - Saúde
• Lavar as mãos
• Alimente-se bem
• O dever de informar da medicina do trabalho
• Cuidados Paliativos, uma atividade multiprofissional
• Vulvovaginites
• Viciados no trabalho
• Acne adulto
• Dor mamária
• Dentes brancos: a estética chegou à boca
• Cirurgia plástica é coisa séria
• Ano novo, vida saudável: cresce interesse por alimentos que fortalecem a imunidade
• Varizes: livre-se delas!
• Avalie o seu grau de estresse
• Ervas medicinais: natural sim, mas com limites
• Síndrome do Coração Partido: quando as emoções afetam nossa saúde física
• Porque controlar o Tabagismo?
• Esclerose múltipla: sintomas diversos podem confundir diagnóstico
• Como evitar o câncer
• Cuidados básicos na manipulação de alimentos
• Viciados no trabalho
• Hábitos alimentares influenciam no desenvolvimento de doenças
• 75% das mulheres sofrem com a TPM
• Saiba como prevenir a conjuntivite
• Prazeres e cuidados com um banho de ofurô
• Você sabe como escolher um filtro solar?
• Verão, perigo para quem sofre de enxaqueca
• Cuidado com as micoses
• Automedicação: o barato que sai caro e pode ser perigoso
• Cuidado com a otite externa
• Acupuntura para combater a asma
• Café reduz risco de câncer de cólon
• Combatendo o câncer de mama
• Campos magnéticos aumentam os poderes da água
• Tabaco é principal motivo para o desenvolvimento doença pulmonar crônica
• Nova técnica para a plástica das pálpebras
• Zumbido: um problema que tem tratamento
• Câncer ginecológico: prevenção é o melhor remédio
• Vacinas podem prevenir doenças do verão


A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippo.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2021 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados