PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Segunda-feira, 24 de abril de 2017 - 20h00
DESTAQUES:


O medo não pode ser um estilo de vida
O medo que paralisa quase nunca está no perigo real, mas na falta de confiança que sentimos
 

Viver preocupado e inseguro não pode ser uma opção de vida. Você já notou como o mundo está repleto de medo? As angústias estão mais presentes na vida das pessoas do que sua própria sombra. Muita gente vive em um estado de apreensão constante, como se viver fosse um peso a ser carregado a cada dia. A insegurança é, provavelmente, a pior das doenças da humanidade. Não estou falando daquele medo saudável, que nos leva a ser cautelosos e a proteger a nós mesmos. Mas sim daquele medo irracional que, muitas vezes, fica tão grande que nos paralisa.

Quando o medo está presente no seu coração, você fecha todas as suas portas para o amor, pois a insegurança faz com que a solidão seja mais suportável do que ver um novo amor terminando. O medo, aquela emoção natural de cuidado, de proteção, de atenção com o que pode apresentar riscos reais, atualmente está se transformando em uma paranoia sem limites.

O medo da violência nas ruas transforma-se em assombrações grandiosas e as pessoas portam-se como crianças assustadas. Já não distinguem a realidade da fantasia e tudo as assusta. Muitos adultos passam a ter medo de coisas tão imaginárias quanto o bicho-papão. São adultos agindo como crianças, apavorando-se em plena luz do dia, pensando que seus medos são verdadeiros.

Para muitas pessoas, o medo atua como um microscópio que amplifica as dificuldades e que, muitas vezes, distorce um acontecimento simples, dando-lhe o aspecto de uma desgraça de enormes proporções. Um homem inseguro é capaz de imaginar a esposa fiel como a pior das adúlteras. Um chefe assustado pode interpretar o interesse do funcionário em participar de um congresso como um sinal de que ele está procurando outro emprego – ou até mesmo de que queira tomar o seu lugar. Resumindo: o medo faz com que interpretemos fatos simples como se fossem inimigos monumentais.

Viver inseguro tornou-se um estilo de vida. Mas isso não tem necessariamente de acontecer.
Há algum tempo, li uma entrevista do Keith Richards, guitarrista dos Rolling Stones, sobre seu parceiro de banda, Mick Jagger: todo mundo gostaria de ter a vida dele, mas ele transforma sua vida em um inferno. Está sempre preocupado com tudo. Vive estressado, pois não consegue desfrutar as coisas boas que conquistou.

Tenho certeza de que sua vida pode ser recheada de alegrias. Acordar pela manhã pode ser sempre uma bênção e deitar para dormir pode ser um momento de gratidão pelo dia vivido. As derrotas não devem ser transformadas em dramas, pois ocorrerão na vida de todas as pessoas que querem fazer seus sonhos acontecerem.

Os problemas precisam ter a dimensão de desafios a ser enfrentados, e não de impedimentos para suas conquistas. O trabalho precisa ser visto como a oportunidade de você mostrar sua capacidade de mudar a realidade. Os desafios no amor precisam ser encarados como chances de você fazer desabrochar sua capacidade de amar e ser amado.

Como disse o ex-presidente norte-americano Franklin Roosevelt: “A única coisa que devemos temer é o próprio medo”.

A insegurança é a sombra que aparece no coração que não tem confiança! O medo que paralisa quase nunca está no perigo real, mas na falta de confiança que sentimos. Quando a confiança estiver em sua alma, o medo desaparecerá, porque a luz não conhece a escuridão.

Mas, atenção: a confiança irresponsável é um perigo fatal. Aquele profissional que não realiza seus projetos, mas tem a confiança de que no final tudo vai dar certo está pedindo para ser demitido. O estudante que não faz seus trabalhos na certeza de que no final tudo vai dar certo acabará sendo reprovado. O marido que maltrata a esposa na certeza de que ela sempre aguentará tudo está pedindo para ser abandonado.

A confiança tem de ser construída de modo consciente; por isso, é preciso analisar cada situação, tomar a melhor decisão, e agir com precisão.


Roberto Shinyashiki
É psiquiatra e autor de diversos best-sellers, como O sucesso é ser feliz.
Artigos: www.shinyashiki.com.br

 Arquivo - Roberto Shinyashiki
• Confiança e inspiração para virar o jogo
• Assuma o que é importante para você
• Será que você é mesmo uma pessoa substituível?
• As cinco características de um campeão
• Afinal, o que é competência?
• Você e suas escolhas
• Perdeu o emprego? Não se entregue
• Em vez de reclamar, batalhe!
• O medo não pode ser um estilo de vida
• Qual é a sua forma de ver a vida?
Construa sua própria estrada
Você tem medo de quê?
Determinação para correr o campo inteiro
Viva para o aprendizado
Seja especial na competência
Descubra a sua vocação
Seja amigo de você mesmo
Transforme o drama em um trampolim
Busque suporte para as suas dificuldades
A solução está dentro de você!

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo