PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Sábado, 27 de maio de 2017 - 10h39
DESTAQUES:
Os sinais do fim - parte II
“Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: ‘Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?’ Jesus respondeu: ‘Cuidado, que ninguém os engane ... Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará, mas aquele que perseverar até o fim será salvo. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho de todas as nações, e então virá o fim.”
(Mateus 24.3,4,12-14)
 

Estamos de volta nesta semana para darmos continuidade ao tema do final dos tempos e dos sinais que o precederão. Partiremos da mesma passagem bíblica anterior para focar um outro aspecto da resposta de Jesus à pergunta de seus discípulos acerca das circunstâncias que envolverão o advento dos últimos tempos.

Em particular, sobre a realidade do “aumento da maldade” e o fato de que “amor de muitos esfriará” como parte integrante do cenário que receberá a segunda volta de Cristo. Temos acompanhado nestes dias, dois assuntos que estão no centro dos noticiários, tanto da imprensa escrita quanto falada. Um é sobre o assassinato recente do cartunista Glauco e do seu filho Raoni pelo réu confesso Carlos Eduardo. A imagem de tamanha frieza e indiferença diante das câmeras ao confessar seu crime ainda nos deixa atônicos e indignados. Outro caso é a respeito do julgamento do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá.

Esses que voltam a estar no foco das atenções, após dois anos de prisão, como acusados por terem jogado a filha dele, Isabella, pela janela do sexto andar do prédio onde moravam. Os detalhes da reconstituição do crime desde a garagem do prédio até a queda, seguida pela morte da menina, ainda nos deixam perplexos diante de tanta maldade e dureza de coração. Esses dois crimes têm se tornado em símbolos da realidade de que o período que antecede o final dos tempos já se faz presente. Faremos bem ao perseverar na prática do bem até o fim para que sejamos salvos. Mais do que isso, faremos bem ao crer na pregação do evangelho de Cristo para que sejamos absolvidos no dia do nosso próprio julgamento, quando cada um de nós estará assentado no banco dos réus, diante do Juiz de toda a Terra. Cuidemos para que ninguém nos engane, pois este dia está próximo!



Pastor Joel Jun Konno
É pastor da Igreja Aliança Cristã e Missionária de Rudge Ramos

Igreja Aliança Cristã e Missionária de Rudge Ramos - R. Dourados, 164, Rudge Ramos, São Bernardo do Campo, SP
Tel. (11) 4368-6392 - Site: www.iacmrr.org

 Arquivo - Mensagens
• O poder de cura do perdão
• Como somos afortunados
• O que o fogo não queima,
o vento e a água não levam!
• A felicidade em um ônibus lotado
• Os sinais do fim - parte II
• “Felicidade paradoxal”:
Seguir o modelo de Jesus Cristo
• Os sinais do fim - parte I
• O sentido da vida ... e da morte
• Paz com Deus, consigo e com o mundo

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo