PORTAL NIPPO-BRASIL - 14 ANOS ONLINE

Horário de Brasília: Sábado, 29 de novembro de 2014 - 2h46
Seções

Entre em contato
com a redação:
campo@nippo.com.br

História
Cooperativa Agrícola de Capão Bonito

"Confiança e trabalho”. Com esse lema, a Cooperativa Agrícola de Capão Bonito (CACB), no interior de São Paulo, completou, em 4 de julho, 13 anos de fundação. A organização foi criada por um grupo de 50 produtores, a maioria ex-associados da Cooperativa Agrícola de Cotia (CAC), que encerrou suas atividades em 94.

Quando fechou as portas, a CAC, regional de Capão Bonito, distribuía insumos, mantinha uma fábrica de ração, oferecia assistência técnica e comercializava a produção de seus cooperados. Para não perder toda essa estrutura e, principalmente, espaço no mercado, surgiu a CACB.

O primeiro investimento feito pela CACB, em 95, foi a aquisição de um secador de cereais e de dois silos para armazenagem, que não estavam penhorados. Metade do investimento foi financiado pelo Finame e outra metade com recursos do Grupo de Produtores de Cereais.

A CACB não demorou para fazer sucesso. Hoje, ela desempenha papel de reguladora do mercado e balizadora de preços na cidade e região, além de desenvolver seu trabalho na padronização, armazenagem e escoamento de produtos. Também oferece assessoria a seus filiados e os motiva a manter o espírito de união no grupo.

Para obter êxito na produção de batata semente própria, era imprescindível a construção de armazéns frigoríficos ampliando a capacidade de armazenagem dos produtores. A capacidade instalada em Capão Bonito era de 60 mil caixas para uma necessidade de 120 mil.

Assim, em 2001, oito produtores do Grupo de Batata reuniram-se na construção de três câmaras frigoríficas. Metade do capital investido foi por meio de recursos próprios; outra parte com recursos financiados pelo Finame e uma terceira parte por meio do fundo oferecido pela Jatak.

Com todos esses ingredientes, a CACB consolidou-se no mercado. Reúne, atualmente, 79 produtores, 43 deles pertencentes ao Grupo de Cereais. Aliás, milho, feijão, trigo e triticale, pela ordem, são os cultivos predominantes entre os associados da cooperativa, hoje presidida por Emílio Kenji Okamura.

Entre os projetos futuros da CACB, estão a construção de armazém para padronização e o embalamento das frutas e hortaliças (packing-house), construção de mais dois silos de 3 mil toneladas para armazenagem de cereais e a criação de um laboratório de cultivo de Meristemas e de análise de solo e de plantas.

Arquivo