Portal NippoBrasil - OnLine - 19 anos
Domingo, 08 de dezembro de 2019 - 3h43
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-

18 de junho de 1908 ~ 18 de junho de 2019

COLONIZAÇÃO:
Acre, Roraima e Amapá

Amapá quis japoneses para desenvolver agricultura

 

(Fotos: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil)

O primeiro japonês a morar em Rio Branco, no Acre, foi o Peru kudari Issao Furuno. Ele viera em 1920 de uma cidade chamada Cobija, na Bolívia, fronteira com o Brasil. Por 40 anos, até a chegada dos imigrantes em 1959, Furuno nunca teve a oportunidade de usar a língua japonesa.

Os imigrantes japoneses chegaram mesmo em abril de 1959. Eram, no total, 44 pessoas de seis famílias. Outras 47 pessoas de sete famílias chegaram em junho do mesmo ano na Colônia de Quinarí, a 30 km de Rio Branco.

Na nova fase imigratória para o Acre vieram nikkeis de São Paulo e do Paraná. Nipo-brasileiros de outras diversas profissões começaram a desembarcar em Rio Branco. O pioneiro entre eles foi o médico Tetsuo Kawada, que chegou em 1963.

A entrada de japoneses em Roraima se deu em 1955, quando a região ainda era território de Rio Branco. Duas famílias teriam se fixado nos arredores de Boa Vista e outras 11 teriam desembarcado em uma colônia denominada Taiano. Esses imigrantes que constituíram o primeiro contingente vieram, na verdade, transferidos da fazenda de borracha de Belterra, no Pará.

Quando o segundo contingente de imigrantes chegou em Taiano, em 1961, procedente do Japão, os imigrantes de Belterra estavam reduzidos a 4 famílias. Esse segundo contingente foi constituído de 9 famílias e um indivíduo, totalizando 53 pessoas, formado basicamente por naturais da província de Saga.

Nos anos de 80, o governo federal anunciou um plano de colonização de Roraima e recrutou imigrantes de outros Estados. Nessa oportunidade, cerca de 30 famílias migraram do Nordeste e do Sul para Roraima, que deixou de ser um território administrado pelo governo federal para tornar-se um Estado em 1988.

O Amapá, ainda na condição de território, planejou introduzir os imigrantes japoneses para desenvolver a agricultura. Colônias foram estabelecidas em quatro regiões: Matapí, Fazendinha, Mazagão e Campo Grande.

Mas o primeiro japonês a visitar o Amapá, porém, foi o pesquisador Ikushima, da Nantaku, em 1930. O primeiro lavrador foi Suechishi Fukuoka, da província de Kumamoto, em 1950, transferido de Tomé-Açú para Fazendinha, onde cultivou hortaliças.

Em 1953 chegava o primeiro contingente de 24 famílias à Colônia de Matapí, a 130 km ao norte de Macapá, e cinco famílias em Fazendinha, a 54 ao sul de Macapá. No ano seguinte entravam em Matapí o segundo e o terceiro contingentes totalizando 21 famílias, e, em 1957, mais sete famílias ou 43 pessoas, vindas do Japão.

O primeiro contingente de imigrantes a chegar em Mazagão era composto por 15 famílias transferidas da fazenda de borracha de Belterra, em Santarém, em abril de 1955. Esses imigrantes ficaram na cidade de Mazagão por cerca de um mês apenas, retirando-se para Belém.

 


A VIAGEM:
Véspera da partida

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

155 usuários online