Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Sábado, 21 de setembro de 2019 - 0h47
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Ilha de Sado
Belezas naturais atraem mais de um milhão de visitantes por ano

(Texto e fotos: Arquivo NippoBrasil)

Isolada do arquipélago principal por 35 quilômetros, Sado possui uma extensão de 857 quilômetros quadrados de área e é considerada a sexta maior ilha no Japão.

A uma hora de barco partindo de Niigata (três horas se for de balsa), a região é composta por paralelos de duas cadeias de montanhas e rodeadas ao mesmo tempo, por fazendas com enormes plantações de arroz.

Uma das principais características da ilha é a sua própria evolução. Historicamente, Sado era o lugar para onde eram mandados os “exilados” japoneses até a Idade Média, quando muitos intelectuais contra o governo foram expulsos do país. Foi o refúgio de exilados políticos como o imperador Juntoku, em 1221, o sacerdote Nichiren, em 1271, e o dramaturgo e ator nô zeami, em 1433.

No Período Edo (1603-1867), a descoberta de uma rica mina de ouro levou governantes da época a enviar pobres e desafortunados para trabalharem como escravos dentro da mina. Em Aikawa, os turistas podem ver na Gold Mine, bonecos mecânicos reproduzindo as duras condições de vida dos antigos moradores. Por esse motivo, Sado é tradicionalmente conhecida por suas baladas, canções e danças folclóricas em tom triste e melancólico.

Recentemente um grupo de percurssionistas de tambor, Kodo, pôs a ilha de Sado no mapa internacional da cultura, graças ao poder de sua música. Kodo significa “crianças do tambor” ou “batida do coração” e suas apresentações incluem flauta, canto e dança. Imperdível!

 

O que visitar na Ilha

• Futatsu Game
Duas ilhas pequenas dentro da ilha de Sado formam uma das mais excêntricas paisagens para qualquer turista. Localizado ao norte, o Futatsu Game assemelha-se a duas tartarugas dispostas lado a lado. Daí, a origem de seu nome.

• Ono-Game
Uma das três maiores rochas do Japão, Ono-Game mede 167 metros de altura a partir do nível do mar. Um de seus atrativos no verão é que sua superfície é recoberta do desabrochar de centenas de lírios amarelos, formando uma das imagens turísticas inesquecíveis.

• Costa de Sotokaifu
Exatamente ao norte da costa de Aikawa a Hajikizaki, o lugar é conhecido por seu panorama de rochas espalhadas por quase cinqüenta quilômetros.
A magnífica vista é mais do que uma prova do poder da natureza.

• Hiranezaki
Famosa por atrair turistas por causa da beleza de suas ondas, esse pequeno recanto de Sado conserva ainda as principais características que a natureza lhe deu.

Fonte: Japan National Tourist Organization


Arquivo NippoBrasil - Edição 214 - 9 a 15 de julho de 2003
 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 254
• Templo Horyuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

149 usuários online