PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Sexta-feira, 26 de maio de 2017 - 15h56
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos



Sorria!
Alimentos pigmentados, remédios e excesso de flúor
podem deixar os dentes amarelados
 

(Reportagem: Suzana Sakai | Foto: Divulgação)

Um belo sorriso é o cartão de visitas para qualquer pessoa. No entanto, com o passar dos anos, os dentes começam a adquirir um aspecto amarelado e sem brilho.

Os dentes podem mudar de cor devido ao fumo, ao consumo de café e refrigerantes, à utilização de remédios fortes e até mesmo pelo excesso de flúor ingerido. “Existem duas formas de pigmentos que escurecem os dentes: os pigmentos internos e os pigmentos externos. O externo é aquele que fica aderido ao esmalte dos dentes na sua face externa. O pigmento interno é aquele proveniente da alimentação ou por deposição de compostos de alguns medicamentos que passam pelo esmalte dos dentes e ficam depositados na dentina, que é a porção mais interna dos dentes”, explica o professor de odontologia da Universidade Ibirapuera Mauricio Matson.

Os pigmentos externos podem ser removidos por meio de uma limpeza realizada em consultório. Já no caso dos internos, a melhor forma é recorrer ao clareamento dental.

O que é?

O clareamento dental é um tratamento à base de géis oxidantes que clareiam os dentes que sofreram alterações de cor. “As moléculas desses géis penetram no esmalte e na dentina, liberando oxigênio, que transforma a substância que tinha cor para uma molécula sem cor”, afirma a dentista Eliana Akemi Miadaira.

Antes do clareamento, o paciente deve realizar um tratamento odontológico. “Deve-se eliminar todas as lesões de cárie e controlar as doenças de gengiva. O clareamento só deve ser realizado em pacientes com boa condição de saúde oral”, alerta Maurício.

O clareamento pode ser realizado tanto em um dente, como em vários ao mesmo tempo. Não existe um número exato de sessões. Tudo depende das necessidades de cada paciente. “É importante estar consciente de que a intensidade da alteração de cor varia de pessoa para pessoa”, ressalta Eliana.

Fique atento!

O tratamento não é recomendado para gestantes, pacientes com sensibilidade, retração gengival, restaurações amplas, ou que possuam os dentes com manchas severas causadas pelo uso de antibióticos.

É importante ressaltar que o clareamento dental tende a deixar os dentes mais sensíveis durante o tratamento. No entanto, essa sensibilidade cessa após o término do processo. “A intensidade dessa sensibilidade depende de cada paciente. Pode ocorrer também uma irritação na gengiva”, diz Eliana.

A mudança de hábitos alimentares também é um ponto que merece atenção, principalmente no que diz respeito a alimentos mais pigmentados, como café, vinho, etc. “Nesse caso, existe a possibilidade de um novo escurecimento gradual da cor dos dentes, que é corrigida com novas sessões de clareamento chamadas de manutenção. Essas manutenções são determinadas pelo profissional que realizou o clareamento inicial”, indica Mauricio.

 
 Coluna
 Arquivo - Saúde
• Infertilidade: a solução simples graças à restauração da fertilidade
• Faça do auto-exame das mamas um hábito!
• Infecção Hospitalar
• Câncer no estômago na população nikkei
• Cirurgia de Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia
• Reduzindo o risco de infarto - Parte 2
• Reduzindo o risco de infarto - Parte 1
• Aids na Terceira Idade... é melhor prevenir!
• Asma
• Hipertensão arterial afeta homens e mulheres
• Reposição Hormonal e Soja
• Dor de cabeça e qualidade de vida
• Endometriose: Uma doença enigmática
• Catarata
• Herpes simples
• Fique de Olho
• Higiene bucal como prevenção
• Câncer de Próstata
• Gastrite, é o meu estômago doendo!
• Cuidado com a pneumonia
• Entendendo o que é Diabetes Mellitus
• Mantenha a mente ativa
• Acupuntura: agulhas do bem-estar
• Acupuntura: Uma forte aliada contra o fumo
• O poderoso chá vermelho
• Fique bem com seu organismo
• Sorriso belo e saudável
• Remédios em excesso: um risco para a audição
• Shiatsu: equilíbrio na ponta dos dedos
• Chi kung
• Sorria!
• “Sai pra lá, chulé!”
• Cuidados de inverno
• O sapato nosso de cada dia
• Congelados: prático e saudável
• Trabalho sem dor
• De bem com a vida
• A eficácia do chá branco
• Sua coluna de bem com o carnaval
• Seu sangue está carente?
• De bem com o sol
• Olhar desalinhado
• Desmistifique a osteoporose

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo